5 escolhas inteligentes para mulheres inteligentes

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 17 mar 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Reprodução do site da CDL

Feliz semana da mulher! Preparamos um guia que vai deixá-la ainda mais empoderada financeiramente!


O número de lares brasileiros chefiados exclusivamente por mulheres só aumenta a cada nova pesquisa. Dados de uma pesquisa realizada pela Escola Nacional de Seguros, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, em 2015, quase 30 milhões de famílias tinham as mulheres no comando das finanças e da organização do lar. Ainda de acordo com os dados do IBGE, entre 2001 e 2015 essa proporção mais que dobrou, aumentando 105%.

Se, por um lado, essas estatísticas indicam que as mulheres têm conquistado cada vez mais autonomia e ganhado espaço no mercado de trabalho para desenvolverem suas carreiras, por outro apontam também uma necessidade de aplicação de princípios da educação financeira pelo universo feminino.

Assim como os homens, as mulheres também precisam aprender a poupar, investir, construir reservas e, principalmente, a fazer um uso responsável de seus recursos, sejam elas chefes de família ou não.

A seguir, confira 5 escolhas inteligentes para você ser ainda mais realizada financeiramente:

1a escolha: poupar e investir
Iniciando uma carteira de investimentos
Como investir dinheiro? Investir não é tão complicado quanto algumas pessoas fazem parecer. Com pesquisa e informação você pode dar o primeiro passo sozinha.

O começo de tudo, no entanto, está no hábito de poupar. “No início da formação de uma reserva financeira e durante toda a vida, o importante é a regularidade do ato de poupar”, diz José Vignoli, educador financeiro do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Primeiro, você precisará de um propósito, um sonho ou um objetivo para usar aquele dinheiro que está sendo poupado. Isso é essencial porque a escolha de qual investimento aplicar vai depender se seu objetivo for de curto, médio ou longo prazo.

É importante lembrar que existem investimentos com maior rentabilidade, investimentos com maior liquidez, investimentos mais conservadores e outros mais arriscados – e você poderá escolhê-los conforme seu perfil e objetivos.

Investimentos com maior rentabilidade
No cenário atual de inflação controlada e juros baixos, os títulos de renda fixa têm remunerado pouco em relação aos anos passados. Mas continuam sendo considerados bastante seguros. Como investir dinheiro nesses papeis e driblar esse cenário de baixa rentabilidade? Fique de olho nos CDB, LCI e LCA de bancos pequenos, que costumam remunerar mais do que o de bancos maiores.

Caso deseje uma carteira mais arrojada – e de preferência de médio ou longo prazo –, você pode olhar para o mercado de renda variável. “Este promete melhores resultados para 2019. Se está começando agora, pesquise fundos de ações ou multimercados com baixas taxas administrativas”, orienta Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

Investimentos com maior liquidez
“Liquidez é a rápida disponibilidade de se resgatar os recursos aplicados. Investimentos com grande liquidez costumam entregar menor rentabilidade, daí a importância de se ter um planejamento de seus investimentos, podendo manter recursos para emergências aplicados com liquidez e recursos voltados para o longo prazo em aplicações com menor liquidez, que podem trazer melhores resultados quando falamos em rentabilidade”, explica Vignoli.

Então, como investir dinheiro com liquidez? Dentre os investimentos de maior liquidez, a poupança é o mais conhecido, porém, as taxas de juros vigentes têm diminuído ainda mais sua remuneração.

Uma alternativa é o Tesouro Selic, em que o investidor pode resgatar o título antecipadamente, com chances muito pequenas de perder dinheiro. “Nesse caso, é preciso ficar atento apenas à incidência de imposto de renda, lembrando que quanto menos tempo deixar o dinheiro investido, maior é a alíquota cobrada sobre o rendimento”, diz Marcela.

2a escolha: cuide-se sem gastar muito
Academia sem gastar
Se você está pesquisando preços e pacotes em academias na tentativa de fazê-los se encaixar no seu orçamento, saiba que existem alternativas muito práticas e, melhor ainda, gratuitas.

O Nike Training Club é o mais famoso deles e reúne 150 modalidades de exercícios diferentes elaborados por personal trainers profissionais e totalmente gratuitos.

Outra dica é o Workout Trainer que, além de preparar para você uma rotina de exercícios, traz mensagens de áudio para te manter motivada e com foco nos objetivos.

No Instagram e no YouTube há também uma imensidade de treinos para iniciantes e também para quem já tem preparo físico. Basta pesquisar.

Tratamentos de beleza mais baratos
Siga a linha do Do It Yourself. Diversos blogs e canais do YouTube ensinam receitas caseiras e naturais para hidratar os cabelos, esfoliar a pele e até para amolecer as cutículas. Além disso, se você desenvolver suas habilidades nesse sentido, essa prática pode até se tornar uma atividade para te trazer uma renda extra.

3a escolha: vida profissional alinhada com seus objetivos de vida
Decole em sua carreira
Não veja educação como gasto, mas como investimento. Existe uma infinidade de especializações e cursos que você pode fazer gastando muito pouco ou nada.

A Universidade de Harvard, por exemplo, uma das mais conceituadas do mundo, tem mais de 100 cursos em 11 áreas diferentes, com o conteúdo 100% gratuito e online, ou seja, você aumenta as suas chances de ser mais bem-sucedida na carreira sem gastar um real nem precisar sair de casa.

4a escolha: vida pessoal saudável
Com um número maior de mulheres chefiando os lares, é muito comum que um grande parte tenha jornadas duplas e até triplas, porque além de trabalhar fora e tentar desenvolver a própria carreira, a maioria ainda é “responsável” por cuidar dos afazeres domésticos e dos filhos.

No entanto, essa é uma concepção que precisa ser superada. É possível buscar um relacionamento saudável, em que homem e mulher dividam não apenas os gastos, mas as tarefas e as responsabilidades. O livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, do Gustavo Cerbasi, mostra como.

5a escolha: consumismo sob controle
Ter uma vida financeira equilibrada não significa abrir mão de tudo que te dá prazer. Você não precisa renunciar ao seu lazer, às suas compras ou a qualquer coisa que você adora fazer.

Para manter as contas em dia e conseguir aproveitar os pequenos prazeres da vida, uma boa dica é destinar uma porcentagem do seu orçamento a essas atividades. Assim, a cada mês você conseguirá usufruir desses momentos, com moderação e sem comprometer seu equilíbrio financeiro.

Fonte: Meu Bolso Feliz

Os comentários estão encerrados.