Ações na Justiça emperram as obras de duplicação da BR-116 na Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 31 maio 2015

Tags:, ,


 

TB

Trecho da BR-116
Trecho da BR-116

Reintegrações de posse e ações judiciais, além de impedimentos por parte de algumas comunidades ao longo do trecho em duplicação demandando rodadas de negociação e de entendimentos são os principais entraves que têm atrasado as obras de duplicação da BR-116 na Bahia, de acordo com a direção da Via Bahia, concessionária eu administra a estrada. Essas questões teriam impedido a conclusão dos 12 quilômetros restantes para a duplicação do trecho em obras.

De acordo com a Via Bahia, os dois segmentos da duplicação, BR-116 e Contorno Sul de Feira de Santana, totalizam 76 quilômetros e cruzam os municípios de Feira de Santana, Antônio Cardoso, Santo Estevão e Rafael Jambeiro.  Sendo que 64 quilômetros já estão liberados ao tráfego, ou seja, menos os referidos 12 quilômetros em atraso.

A concessionária afirma que, “com isso, este polo rodoviário que é Feira de Santana fica mais seguro e confortável para o tráfego, principalmente de veículos pesados, como caminhões e carretas, diminuindo o tempo gasto nos deslocamentos e contribuindo para o escoamento da produção industrial do Brasil, pois é uma importante ligação entre a região Nordeste com as regiões Sul e Sudeste. Além disso, executamos a duplicação do Anel de Contorno Sul de Feira de Santana.”

Considerando que a Via Bahia administra a rodovia desde 2009, portanto há seis anos, motoristas que trafegam constantemente pela BR-116 acham que os serviços deveriam estar “bem mais adiantados”, como diz José Augusto de Assis, que transporta pequenas cargas.

Para Mário Jorge Silva, dono de uma van na qual transporta passageiros entre Vitória da Conquista e Salvador, “as obras deveriam andar mais rapidamente, pois o volume de tráfego na BR-116 é enorme, principalmente em relação a carretas, e isso traz grande risco quando se trata de pista de mão dupla.”

No entanto, números da Via Bahia indicam que a quantidade de acidentes, pelo menos no trecho já duplicado, teria caído. A concessionária informa que “em 2013, registramos uma queda de 26% nos acidentes com morte, e em 2014, redução de 14%. Tais números só foram possíveis com a realização das obras de recuperação e a implantação de novos elementos de proteção.”

A Via Bahia afirma que iniciará a duplicação de novos segmentos da BR-116 ainda em 2015, mas ainda podem haver entraves: “Aguardamos a liberação das respectivas licenças para mobilização das equipes que deverão duplicar segmentos de rodovias dentro dos municípios de Milagres, Jequié e Vitória da Conquista. Para conclusão da duplicação da BR-116 até a divisa com MG, novos projetos deverão ser elaborados, bem como autorizações e licenças emitidas pelos órgãos competentes.” Ou seja, a totalização da duplicação do trecho baiano da BR-116 ainda deverá consumir longo tempo.

Finalmente, a Via Bahia contabiliza que já investiu cerca de R$ 1,4 bilhão em obras de recuperação e infraestrutura desde o início da administração das rodovias BR-116 sul e BR-324, entre Salvador e Feira de Santana. “Somente para duplicação da BR-116 sul e do anel sul de Feira de Santana foram investidos R$ 280 milhões,outros R$ 60 milhões serão empregados na conclusão da obra.”

 

Os comentários estão encerrados.