Ainda se justifica o Dia da Mentira?

0

Publicado por Editor | Colocado em Cultura | Data: 01 abr 2014

Tags:, , ,

por Nina Alvim

1º de abril. Hoje certamente muitos serão os adeptos das brincadeiras desta data, considerada o Dia da Mentira.

mentiraA origem desta data, tem algumas histórias: desde a mitologia romana preconizando à historia de Ceres, a deusa da colheita até à mudança de calendário do século XVI, do Juliano para o gregoriano.

Mas independente da origem, independente dos sustos, dos risos, da descontração, da irritação que provavelmente acontecerão ao longo do dia, acho que este, cabe uma reflexão. Fico aqui em minha reflexão matinal diária, com o cheiro do café quentinho que parece despertar meus sentidos e sonhos, fazendo as minhas elocubrações rotineiras.

Reflito sobre a grande inversão da humanidade. Outrora, havia um único dia destinado a mentira. E atualmente, será que podemos afirmar o Dia da Mentira, como único dia, no dia 01 de abril? Penso que não. Estamos inundados por inverdades diárias…

Pessoas que propagam diariamente com discursos, os mais belos possíveis aquilo que não o são. É comum, muito comum, comportamentos que distoam da prática, anunciando talvez a mentira mais assustadora dos últimos tempos. Sabe, não temo os maus que se apresentam como maus, temo sim, aqueles que se apresentam como cordeiros, quando na verdade são lobos. Para estes todos os dias são dia da mentira, para que então o 1º de abril?

Fatos propagados pela mídia. Dos casos de corrupção estampados na diariamente, que denunciam a mentira dos que pregam ética e representação do povo ao denuncismo sem coerência que propaga fatos mentirosos, armados, montados, sem origem e sem fonte. Todos os dias tem sido dia da mentira. Parece que estamos sendo inundados por mentiras disfarçadas com máscaras de verdade.

E ainda há quem acredita que temos no calendário apenas o dia 1º de abril, um único dia para a mentira. Pobre povo que se deixa enganar! Talvez, tantas evidências da invasão da mentira, desperte para a origem do dia da verdade.

Dia da verdade, dia em que as pessoas de forma libertadora possam ser quem realmente são, com suas belezas e com suas feiúras. O desnudamento verdadeiro, capaz de mostrar o adoecimento causado por tantas mentiras, por sermos quem a sociedade e a religião, despida da espiritualidade genuína e desinteressada, deveria ser capaz de dar leveza a vida pelo ato de transformação.

Dia da verdade, dia em que políticos, comunicadores, ativistas, sociedade, juízes, empresários, líderes, formadores de opinião e tantos outros títulos por aí afora, se deem conta do entorpecimento do povo que mesmo diante das evidências da mentira propagada, ainda assim não opta por escolhas diferentes, e permita a estes, que propagam mentiras travestidas de verdade, serem quem realmente são – mentirosos de plantão sem a necessidade de conviverem diariamente com o peso de terem que vestir a máscara da verdade.

Dia da Verdade! Dia da iluminação, onde possa ser permitido o desnudamento de quem somos, do que fazemos e de como fazemos.

Eis a única atitude capaz de desnudar as mazelas causadas por nossas mentiras diárias.

Os comentários estão encerrados.