Após polêmica sobre funcionamento do comércio no dia de Corpus Christi, CDL emite nota de esclarecimento

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 18 maio 2018

Tags:, ,

Da Redação


No início desta semana, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Vitória da Conquista divulgou que o comércio da cidade funcionará normalmente no Dia de Corpus Christi, o que pegou de surpresa muitas pessoas. O comunicado gerou muita insatisfação, chegando a ser comentado na Câmara de Vereadores.

Nesta sexta, 18, o vereador Coriolano Moraes, em seu discurso durante a Sessão da Câmara, criticou a decisão da CDL. Segundo ele, a entidade desrespeitou o feriado religioso de Corpus Christi em manter o comércio em funcionamento no dia 31 de maio. “Não cabe ao CDL querer suspender esse feriado”, apontou o parlamentar. O vereador pediu que a Câmara repudie a decisão. “Nós temos que repudiar. Fazer um manifesto de repúdio a qualquer tentativa de suspensão do feriado por qualquer instituição”, disse ele.

Já o vereador Luís Carlos Dudé, enquanto católico, explicou que o dia de Corpus Christi é um dos maiores momentos da igreja. “É o momento, dentro da nossa religiosidade, da nossa fé, que temos para sair das ruas levando o corpo de cristo para abençoar as casas, o comércio e as praças da nossa cidade e no país, como um todo”, disse. Assim, pediu uma discussão mais ampla e intervenção para que a CDL mude sua decisão.

A CDL, por sua vez, emitiu uma nota para esclarecer a questão. Conforme a entidade, “o dia 31 de maio, Corpus Christi, não é reconhecido como feriado oficial no âmbito nacional, estadual e no município de Vitória da Conquista”.

“Em função disso, esclarecemos que os lojistas que optarem por abrirem os seus estabelecimentos nas referidas datas poderão exercer suas atividades comerciais em horário normal, inclusive, sem necessidade de pagamento de horas extras aos seus colaboradores. Já os lojistas que optarem por não abrirem os seus estabelecimentos no dia 31 de maio, Corpus Christi, poderão negociar com os seus colaboradores reposições ou descontos das horas não trabalhadas”, afirmou a nota da CDL.

Os comentários estão encerrados.