Audiência Pública celebra os 103 anos da Santa Casa de Misericórdia

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 10 dez 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Ascom/Prefeitura (Conteúdo)

Sessão reuniu funcionários da instituição e representantes do poder público

“A história da Santa Casa foi construída com muito sacrifício, trabalho, perseverança tanto de médicos que trabalharam gratuitamente quanto de pessoas que contribuíram com doações”, lembrou o médico Francisco Paulo Ribeiro, durante Audiência Pública em comemoração aos 103 anos da Santa Casa de Misericórdia de Vitória da Conquista. Realizada no auditório da Câmara de Vereadores, na noite desta quinta-feira, 7, a sessão reuniu funcionários da instituição e representantes do poder público.

Na ocasião, o vereador Luis Carlos Dudé, destacou a importância da audiência. “Este é um momento para homenagearmos essa instituição histórica, que tem prestado relevantes serviços não somente para Vitória da Conquista, mas para toda a região Sudoeste e estado da Bahia”.

Representando o prefeito Herzem Gusmão, o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Esmeraldino Correia, ressaltou que o Governo Municipal está aberto a parcerias com instituições como a Santa Casa de Misericórdia. “Trata-se de uma entidade que conta com grandes desafios, mas que, de forma honesta e transparente, deseja e trabalha para o melhor de Vitória da Conquista e de toda a sua população”, disse.

Representando o prefeito Herzem Gusmão, o secretário Esmeraldino reforçou que o Governo está aberto a fazer parcerias com a Santa Casa

Com 200 leitos, sendo 167 destes destinados ao atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e um pronto-socorro 24 horas, a Santa Casa de Misericórdia se transformará, em 2018, em um Hospital Escola. “Nossa missão maior é a filantropia e disso não abrimos mão. Mas a Santa Casa também fomenta a economia de Vitória da Conquista e região, pois somos grandes geradores de emprego”, lembrou o provedor da instituição, Abmael Brito.

A história da instituição, implantada em 8 de dezembro de 1914 graças a iniciativa de pessoas como o Monsenhor Manoel Olímpio Pereira, pároco da cidade naquele período, pode ser conferida no livro “A Santa Casa”, lançado em 2010, de autoria do médico Francisco Paulo Ribeiro.

Os comentários estão encerrados.