Bebê morre esperando transferência do Esaú Matos; Estado não cumpriu determinação da Justiça

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 01 abr 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

fundacao_esau_matosO recém-nascido que estava internado no Hospital Esaú Matos, em Vitória da Conquista, aguardando transferência para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com suporte cardiológico, veio a óbito na manhã desta quarta-feira (1º de abril). A juíza Adriana Pastorele Quirino Couto, da comarca de Cândido Sales, chegou a determinar a penhora eletrônica de verba pública na conta do Fundo Estadual de Saúde para custear o tratamento médico.

No último dia 11 de março, uma medida liminar determinou ao Estado o custeio da internação do recém-nascido em hospital particular especializado em cirurgia cardiovascular pediátrica, sob pena de multa diária no valor de R$ 20 mil. Em virtude do descumprimento da ordem judicial após mais de 15 dias, foi solicitada pelo promotor de Justiça Beneval Mutim a execução da medida de bloqueio da verba pública.

A decisão de bloqueio foi expedida ela juíza Adriana na última terça-feira (31). O recém-nascido, de pouco mais de 1 mês de vida, sofria de problema cardiovascular.

Os comentários estão encerrados.