Câmara debate metodologia de recuperação de presidiários

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia, Vit. da Conquista | Data: 26 nov 2015

Tags:, , ,

nov_25_pel_banner_site_resenha_feirao_aquitemnegocio_582x65px_jean

da Redação

Debate-Câmarafoto: divulgação – Ascom Câmara

Na manhã da última terça-feira (24), a Câmara de Vereadores realizou Audiência Pública para debater o Programa Novos Rumos – Metodologia Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC). A metodologia possui para o sucesso de sua aplicação 12 elementos: a) Participação da comunidade; b) Recuperando ajudando o recuperando; c) Trabalho; d) Religião; e) Assistência Jurídica; f) Assistência à saúde; g) Valorização humana; h) A família; i) O voluntário e sua formação; j) Centro de Reintegração Social – CRS; l) Mérito; m) Jornada de libertação com Cristo.

O programa foi criado no ano de 2001 pelo Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, buscando a humanização no cumprimento das penas privativas de liberdade mediante a aplicação do método APAC. Segundo Jarbas de Carvalho Filho, representante da Apac, o objetivo do programa é promover tratamento humanizado aos custodiados em presídios para evitar a reincidência no crime. Ainda de acordo com Jarbas, 2600 recuperandos são atendidos pela Apac. “Nós chamamos de recuperandos e não de detentos, na confiança de que eles vão ser realmente recuperados”, disse. Ele destacou ainda que a média de manutenção de um preso no sistema convencional é de R$ 3.500,00 e no sistema Apac a média é de R$ 900,00.

Os comentários estão encerrados.