Canal Pluvial e Rio Verruga contaminados motivam Protesto em Versos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 07 jul 2015

Tags:, , , ,

foto: Izabel Rabello

unnamed

A Associação de Corretores de Veículos São Vicente e Associação Amigos dos Caminhoneiros de Vitória da Conquista voltaram a realizar mais um protesto contra a contaminação do Rio Verruga e canal pluvial da Av. Yolando Fonseca.

A manifestação contou com a presença do Movimento Contra a Morte Prematura. André Cairo, personificado de Dr. Verdejante, declamou Poema satírico de sua autoria, “Canal Contaminado Em Versos”. Confira o Poema:

Em Vitória da Conquista
Tem canal contaminado
O gambá perdeu de vista
E ficou encabulado
Bem pertinho do SAMUR
Do Restaurante Popular
Competindo com urubu
É bem ali onde ele está
Um canal só Pluvial

De água que vem do céu
Mas recebe esgoto tal
Bactéria e muito fel
Prefeitura de Conquista
Limpar num adianta não
Trinta anos comodista
Sem nenhuma solução
E então Senhor Prefeito
Tampe logo este canal
É o melhor que seja feito
Evitando tanto mau
No Restaurante Popular
Não tem como suportar
O fedor que entra lá
De um canal de amargar
É um cheiro insuportável
Mau cheiroso inigualável
Longe de ser sociável
Se achando interminável
Desde o ano 89
Eu cobrei e não parei
Prefeitura não se move
No desprezo que nem sei
A pensar profundamente
Tanto tempo se passou
Não sou eu o impotente
A Prefeitura que empacou                                                                            
Corrija contaminação
Nesse fétido canal
É nossa população
Quem está passando mal
Eliminar fedor danado
Já devia ter feito antes
Existindo próximo ao lado
De Quióscs, Restaurantes
Nove tem um tempo grande
Outro já não foi de agora
Com mau cheiro intolerante
Não querendo ir embora
Perto desta fedentina
Casas, Firmas, Corretores
Caminhoneiros nesta sina
Convivendo em dissabores
Lá no Salão de Beleza
Clientes tampam o nariz
Usam máscaras com certeza
E a Prefeitura o que diz?
Um fedor insuportável
Sai em ruas a circular
Também é intolerável
No Restaurante Popular
Portanto Senhor Prefeito
Corra prá tampar o canal
Não diga que não tem jeito
De acabar com esse mau
Para eliminar carniça
Com o canal no Rio Verruga
Já entramos na Justiça
Que não brinca nem aluga
Até mesmo no SAMUR
O fedor vai até lá
Quem vem de norte a sul
Leste oeste há de encontrar
Quero muito agradecer
O apoio da Imprensa
Com a prensa em seu puder
Incomoda com a presença
E portanto Prefeitura
Vê se para essa amargura
Sofrimento que perdura
Parecendo diabrura
Apostolo Paulo nobre amigo
Digo o mesmo prá Autoridade
“Tornei-me vosso inimigo
Porque vos digo a verdade?”

Os comentários estão encerrados.