Candidato a ‘presidente’, Neymar brilha e Brasil vence na estreia na Copa das Confederações

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Esportes | Data: 15 jun 2013

Tags:, , , ,

Lance Net

620x300_2013-06-15_3ba6019a8e

Foi preciso apenas dois minutos de horário político, ou melhor de jogo, para Neymar mostrar o motivo de ser candidato único a novo “presidente” da Seleção Brasileira. Com um belo chute de perna direita de fora da área após uma ajeitada de peito de Fred logo aos três minutos, o camisa 10 abriu o caminho da vitória da Seleção Brasileira sobre o Japão na tarde deste sábado, na abertura da Copa das Confederações, no Mané Garrincha, em Brasília. O gol encerrou um jejum de nove partidas do jogador e ajudou muito no triunfo brasileiro por 3 a 0. Um lance digno de aplausos.

Em uma tarde em que os políticos estavam em baixa na capital federal – o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, foram vaiados ao abrirem oficialmente a competição -, o atacante brasileiro mostrou que está bem em sua campanha. Afinal, as esperanças brasileiras por um bom resultado na Copa das Confederações e do Mundial estão depositadas nele. E após Ronaldo Fenômeno liderar o Brasil em anos anteriores, chegou a hora do ex-santista assumir o cargo vago.

O gol logo no início da partida deu ânimo para a torcida e aliviou a pressão em cima dos donos da casa. Se existia o temor por vai dos torcedores caso houvesse dificuldade para abrir o placar, isso não aconteceu. Mas não quer dizer que os brasileiros dominaram a partida e pressionaram os japoneses. Muito pelo contrário. O jogo não teve só momentos empolgantes. Ficou tedioso algumas vezes, como um horário político.

Após o Brasil marcar, o Japão não se intimidou e foi para cima. Com um bom toque de bola e velocidade no ataque, os visitantes criaram chances, mas não conseguiram empatar. Por outro lado, os brasileiros tentavam cadenciar mais o jogo e criaram boas chances com Hulk e Fred. O camisa 9 quase ampliou, não fosse uma boa defesa do goleiro Kawashima.

Já no segundo tempo, novamente o Brasil foi para o ataque logo no início. E de novo aos três minutos, balançou as redes. Dessa vez, após cruzamento de Daniel Alves, Paulinho dominou livre no meio da área e marcou. O volante aproveitou bem liberdade dada pelo técnico Luiz Felipe Scolari para atacar.

Com vantagem, a Seleção Brasileira se preocupou apenas em manter a vantagem. Enquanto isso, o Japão tentava algo, mas sem tanta força como no primeiro tempo. Ainda deu tempo de Jô fazer o terceiro no fim.

Aos 28 minutos do segundo tempo, o “presidenciável” Neymar deixou o campo. Desgastado, ele deu lugar a Lucas. Como não poderia ser diferente, foi aplaudido pela torcida. Sinal de que a campanha está no caminho certo.

Curiosamente, os três gols da vitória brasileira foram marcados por jogadores que atuam no futebol nacional. Neymar, ex-Santos, já foi negociado com Barcelona, mas ainda não fez sua estreia. Para conquistar a torcida e se eleger nada melhor do que conhecer bem futebol brasileiros. E se o camisa 10 tem tudo para assumir a “presidência”, Paulinho, do Corinthians, bem que poderia ser o “vice-presidente”. E Jô, do Atlético-MG, ter um cargo no Ministério.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 3 X 0 JAPÃO

Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Data e hora: 15/6/13, às 16h
Árbitro: Pedro Proença (POR)
Auxiliares: José Trigo (POR) e Bertino Miranda (POR)
Cartões amarelos: Hasebe (JAP)
Cartões vermelhos: –
Gols: Neymar, aos 3’/1ºT; Paulinho, aos 3’/2ºT; Jô, aos 48’/2ºT

BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Hulk (Hernanes – 29’/2ºT), Oscar e Neymar (Lucas – 28’/2ºT); Fred (Jô – 35’/2ºT). Técnico: Felipão.

JAPÃO: Kawashima, Uchida, Konno, Yoshida, Nagatomo; Endo (Hosogai – 33’/2ºT), Hasebe; Honda (Inui – 43’/2ºT), Kagawa, Kiyotake (Maeda – 5’/2ºT); Okazaki. Técnico: A. Zaccheroni.

Os comentários estão encerrados.