Veja quem consegue ganhar aposentadoria maior do INSS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 08 jul 2018

Tags:,

Clayton Castelani
do Agora (Reprodução)

O maior desejo do segurado do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é ganhar uma aposentadoria que não diminua tanto a sua renda. Para que isso ocorra, basta se programar e chegar às condições que garantam a maior aposentadoria possível conforme seu perfil profissional.

Agora mostra hoje as regras da Previdência e quais são os trabalhadores que conseguem ganhar valores iguais à média salarial ou, até mesmo, acima dela.

Para quem está de olho na renda integral, há alguns caminhos. Um deles é pedir a aposentadoria por idade com um número maior de contribuições. Hoje, esse benefício é concedido com 15 anos de recolhimentos ao INSS para quem completa 60 anos (mulher) ou 65 anos (homem).

O cálculo da renda mensal desse benefício parte de 70% da média salarial do trabalhador, com acréscimo de 1% a cada ano de contribuição. Ao atingir os 15 anos mínimos, a renda inicial será de 85% sobre a média e, com 30 anos de INSS, é possível receber 100%, sem nenhum desconto sobre a renda.

Manchetes de jornais deste domingo, 8 de julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 08 jul 2018

Tags:,

– A Tarde: Adesão ao Refis encerra amanhã

– Tribuna da Bahia: Bahia perde título do Nordestão na Fonte Nova (online)

– Correio (BA): Processos de racismo estão parados na Justiça

– Folha (SP): Intermitente sem trabalho e renda infla dados oficiais

– O Globo: Passivo trabalhista ameaça finananças de estatais

– Jornal do Commercio (Recife): Como é caro envelhecer

MPE baianas lideram geração de empregos no Nordeste no mês de maio

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 07 jul 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Agência Sebrae de Notícias

No ranking nacional, Bahia aparece em terceiro lugar, com 4.477 postos de trabalho gerados por micro e pequenas empresas

As micro e pequenas empresas (MPE) da Bahia lideraram a geração de empregos no Nordeste no mês de maio. Levantamento do Sebrae com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que esses empreendimentos foram responsáveis pela criação de 4.477 postos de trabalho no estado. O número foi superior ao gerado por médias e grandes empresas, que registraram a criação de 1.283 empregos em maio.

Os setores que mais registraram abertura de vagas pelas micro e pequenas empresas foram o de agropecuária, extração vegetal, caça e pesca (3.161), serviços (811) e construção civil (601).

Em todo o Brasil, as micro e pequenas empresas somaram a abertura de 24.383 novos postos de trabalho, enquanto as médias e grandes registraram a criação de 9.079 vagas. No ranking nacional, a Bahia aparece em terceiro lugar, apenas atrás de Minas Gerais e Espírito Santo.

Há um crescimento também na comparação com o mês de abril, quando as MPE baianas criaram 2.070 postos. No acumulado de 2018, entre janeiro e maio, as micro e pequenas empresas do estado já somam a abertura de 13.772 vagas de trabalho.

Manchetes de jornais deste sábado, 7 de julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 07 jul 2018

Tags:

– A Tarde: Hexa adiado

– Tribuna da Bahia: Sonho do Hexa adiado

– Correio (BA): Não deu

– Folha (SP): Brasil perde nas quartas da Copa pela 3ª vez neste século

– O Globo: Bélgica dá cheque-mate no Brasil

– Jornal do Commercio (Recife): Brasil perde por 2 x 1 para a Bélgica e está eliminado da Copa

Empresários têm até segunda-feira, 9, para aderir ao Refis

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 06 jul 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia/CDL (Reprodução)

Programa permite o refinanciamento de dívidas tributárias apuradas no Simples Nacional em até 180 parcelas, com descontos em juros e encargos

Os empresários que ainda não aderiram ao Programa Especial de Regularização Tributária (PERT – SN, conhecido como Refis das micro e pequenas empresas) precisam correr. O prazo encerra na próxima segunda-feira, 9, e a adesão deve ser feita exclusivamente pelo Portal do Simples Nacional.

O programa abrange débitos apurados no Simples Nacional – tanto na Receita Federal, quanto na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional -, vencidos até novembro de 2017.  Para aderir ao Refis, o empresário precisa fazer um pagamento inicial de 5% do valor total da dívida, que pode ser parcelado em até cinco vezes.

A partir daí, há três opções de pagamento do valor restante. A primeira é através de parcela única, com redução de 90% dos juros de mora, 70% das multas de mora e 100% dos encargos. A segunda opção pode ser feita em 145 parcelas, com redução de 80% dos juros de mora, 50% das multas de mora e 100% dos encargos. A terceira e última pode ser feita em 175 parcelas, com redução de 50% dos juros de mora, 25% das multas de mora e 100% dos encargos.

Confira no vídeo  a palestra do analista tributário da Receita Federal Claudemir dos Santos, que esclarece todas as dúvidas sobre o Refis.

Manchetes de jornais desta 6ª feira, 6 de julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 06 jul 2018

Tags:

– A Tarde: Investigação derruba o ministro do Trabalho

– Tribuna da Bahia: Fé, Brasil!

– Correio (BA): Baiano vai de van

– Folha (SP): Boeing acerta compra de 80% de setor da Embraer

– O Globo: Acordo com a Boeing dá novo impulso à Embraer

– Jornal do Commercio (Recife): Na raça e na fé, Brasil!

 

Estão suspensos até agosto os saques das cotas de PIS/Pasep

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 05 jul 2018

Tags:, ,

Da Redação

Os cotistas do PIS/Pasep que não fizeram o saque dos fundos até 29 de junho poderão acessar o recurso a partir do dia 14 de agosto, quando começa a segunda etapa do cronograma de liberações. Os valores serão repassados de forma corrigida de acordo com informações do Ministério do Planejamento. Em 8 de agosto, será feito crédito em conta para correntistas da Caixa ou do Banco do Brasil para trabalhadores de todas as idades.

Na primeira etapa do cronograma, encerrada no dia 29 de junho, 1,1 milhão de trabalhadores fizeram o saque, retirando uma soma de R$ 1,5 bilhão. Os valores foram disponibilizados apenas para empregados com idade acima de 57 anos.

Na segunda etapa, a partir de agosto, pessoas de qualquer idade poderão solicitar suas cotas. A suspensão durante julho será usada para o cálculo do rendimento do exercício 2017-2018. No ano passado, o rendimento foi de 8,9%. O trabalhador pode conferir pela internet se tem saldo a receber.

As cotas são retiradas anuais de recursos depositados em contas de trabalhadores entre 1971 e 1988, quando ficaram inativas em razão da Constituição Federal. Até 2017, o saque era permitido para pessoas com mais de 70 anos, em caso de aposentadoria e em outras situações específicas. A partir do ano passado, o governo federal flexibilizou o acesso e, em junho, foi divulgado calendário para retiradas de pessoas de todas as idades.

46% dos usuários do cheque especial recorrem ao limite todos os meses

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 05 jul 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/ CDL (Reprodução)

Pesquisa mostra que maioria não buscou outra alternativa de crédito antes de entrar no limite do banco; 63% desconhecem o valor dos juros cobrados. Uso foi destinado, principalmente, a cobrir imprevistos com saúde e pagar dívidas

Assim como o cartão de crédito, o cheque especial é uma das modalidades de crédito mais populares entre os consumidores brasileiros. Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todo o país revela que 17% dos consumidores recorreram ao cheque especial nos últimos 12 meses ― sobretudo as classes A e B (29%) ―, sendo que quase a metade (46%) possui o hábito de entrar todos os meses e 20% a cada dois ou três meses. Por outro lado, 80% afirmam não ter usado o limite neste período.

Seu uso teve como principais finalidades cobrir imprevistos com doenças e medicamentos (34%), quitar dívidas em atraso (23%) e realizar manutenção de automóveis ou motos (18%). Outros 17%, entraram no cheque especial por descontrole no pagamento das contas. A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, alerta que o fato do serviço não exigir qualquer tipo de burocracia ou garantia acarreta no alto custo de uso. “Sem perceber, muitos entram no limite por achar que o recurso faz parte do seu saldo bancário. E no fim das contas, acabam pagando juros altos”, ressalta. …Leia na íntegra

Inclua trabalhos antigos e antecipe a aposentadoria

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 05 jul 2018

Tags:, ,

Larissa Quintino
do Agora (Reprodução)

Os segurados com contribuições ao INSS antes de 1976 podem encontrar dificuldades em incluir esse períodos na hora de pedir a aposentadoria.

Por mais que os valores não entrem no cálculo, usar essas contribuições mais antigas pode garantir até mesmo a antecipação da aposentadoria.

Para isso, é preciso ter em mãos a documentação que comprove o tempo trabalhado.

Essa dificuldade ocorre porque, até 1975, o instituto considerava como registro apenas as anotações na carteira de trabalho.

Um ano depois, a Rais (Relação Anual de Informações Sociais) foi criada e, até hoje, as empresas são obrigadas a informar os dados dos funcionários ao Ministério do Trabalho.

Quem perdeu a carteira de trabalho, por exemplo, ou tem algum período sob suspeita pode ter dor de cabeça para garantir esse reconhecimento do período anterior à Rais.

Atualmente, o Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais) armazena esses dados antigos da Rais e, desde 1989, quando foi criado, é o principal documento usado na hora de conceder a aposentadoria.

Manchetes de jornais desta 5ª feira, 5 de julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 05 jul 2018

Tags:

– A Tarde: Fraude bilionária na área da saúde do Rio é alvo de operação

– Tribuna da Bahia: TJ vai relotar servidores para agilizar a Justiça

– Correio (BA): Dez doenças graves têm baixa vacinação na Bahia

– Folha (SP): Vacinação infantil está abaixo da meta em 1/4 das cidades

– O Globo: Cartel internacional da saúde é alvo da Lava-Jato

– Jornal do Commercio (Recife): Crime Bárbaro em Aldeia

 

 

Manchetes desta quarta-feira (04)

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 04 jul 2018

Tags:

A Tarde: Eike Batista é condenado a 30 anos de reclusão

Tribuna da Bahia: Violência contra a mulher cresce 8% na Bahia

Correio (BA): Bahia corre risco de retorno de poliomelite

Folha (SP): Eike Batista é condenado a 30 anos de prisão

Jornal do Commercio (Recife): Cidades em alerta para a volta da pólio

Correio Braziliense: O meme que rivalizou com as quartas de final da Copa

Segurado deve ficar atento a regras para manter auxílio

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 03 jul 2018

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora (reprodução)

Desde que o governo começou a apertar as regras dos benefícios por incapacidade do INSS, em meados de 2016, os segurados têm enfrentado dificuldade para manter o auxílio-doença.

Além do pente-fino que o órgão está passando em aproximadamente 530 mil auxílios –90% deles com chance de serem cortados–, medidas mais discretas adotadas para restringir os gastos com esse benefício, como a alta programada, se transformaram em barreiras para pessoas que estão temporariamente incapacitadas para suas atividades profissionais.

“Está mais difícil manter o auxílio-doença e isso também ocorre pela combinação da alta programada com a demora para conseguir tratamento na rede pública”, afirma a advogada Marta Gueller, do escritório Gueller e Vidutto.

“Imagine um chapa que teve uma hérnia abdominal ao descarregar o caminhão, o que é bem comum. Ele poderia voltar ao trabalho em 30 dias, porque esse é o tempo de recuperação, mas, nesse intervalo, ele não consegue nem mesmo fazer o exame no Sistema Único de Saúde”, explica.

Manchetes de jornais desta 3ª feira, 3 de julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 03 jul 2018

Tags:,

– A Tarde: Brasil nas alturas

– Tribuna da Bahia: Agora vai!

– Correio (BA): Superação

– Folha (SP): Pela 7ª vez seguida, Brasil está nas quartas da Copa do Mundo

– O Globo: Palocci promete abrir computadores da sua assessoria com arquivo de negociatas (online)

– Jornal do Commercio (Recife): Pode vir, Bélgica!

História: 2 de Julho Independência da Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 02 jul 2018

Tags:, ,

da Redação
Pesquisa: Ebah

A Independência da Bahia na história do 2 de Julho

A comemoração do dia 2 de Julho é uma celebração às tropas do Exército e da Marinha Brasileira que, através de muitas lutas, conseguiram a separação definitiva do Brasil do domínio de Portugal, em 1823. Neste dia as tropas brasileiras entraram na cidade de Salvador, que era ocupada pelo exército português, tomando a cidade de volta e consolidando a vitória.

Esta é uma data máxima para a Bahia e uma das mais importantes para a nação, já que, mesmo com a declaração de independente, em 1822, o Brasil ainda precisava se livrar das tropas portuguesas que persistiam em continuar em algumas províncias. Então, pela sua importância, principalmente para os baianos, todos os anos a Bahia celebra o 2 de Julho. Tropas militares relembram a entrada do Exército na cidade e uma série de homenagens são feitas aos combatentes.

Entre todas as comemorações, a do ano de 1849 teve um convidado muito especial. O marechal Pedro Labatut, que liderou a tropas brasileiras nas primeiras ofensivas ao Exército Português, participou do desfile, já bastante debilitado e sem recursos financeiros, mas com a felicidade de homenagear as tropas das quais fez parte.

Independência da Bahia …Leia na íntegra

Manchetes de jornais desta 2ª feira, 2 de Julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 02 jul 2018

Tags:

– A Tarde: Av. Paralela é a via com mais acidentees

– Tribuna da Bahia: Juventude e cautela, as armas de Tite hoje

– Correio (BA): Filho em Salvador custa, em média, R$ 555 mil

– Folha (SP): López Obrador é eleito presidente do México

– O Globo: Líder do governo loteia vagas na Dataprev

– Jornal do Commercio (Recife): É vencer ou vencer, Brasil

Governo federal oficializa reajuste no valor mensal do Bolsa Família

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 01 jul 2018

Tags:,

Da Redação / Google imagens

O governo federal formalizou na edição desta sexta-feira, dia 1º, do Diário Oficial da União (DOU), o reajuste de 5,67% no valor mensal do Bolsa Família, que já havia sido anunciado pelo presidente Michel Temer na véspera do Dia do Trabalho.

O programa atenderá famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, caracterizadas pela renda familiar mensal per capita de até R$ 178 e R$ 89, respectivamente. Hoje, esses valores são de R$ 170 e R$ 85, que beneficiam 13,8 milhões de famílias.

Fonte: portalbaiano

 

Plano de saúde ou plano de doença?

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 30 jun 2018

Tags:, ,

Cadri Massuda

Modelo que privilegia a saúde e não a doença, mudança cultural e mais diálogo com o governo podem resultar em mensalidades mais acessíveis

Ter um plano de saúde é o terceiro item da lista de desejos do brasileiro, só perdendo para a casa própria e educação. Segundo pesquisa do Ibope mais de 80% dos beneficiários estão satisfeitos ou muito satisfeitos com a assistência de saúde prestada pelas operadoras. Então, por que apenas 25% da população brasileira possui um plano de saúde? A resposta parece óbvia: o alto custo. Os números da crise econômica comprovaram que três milhões de pessoas precisaram abrir mão do plano de saúde nos últimos anos migrando para, principalmente, as duas seguintes opções: o SUS, que opera acima da capacidade e com atendimento deficiente em várias áreas, e as clínicas populares ou cartão de desconto – modalidade de atendimento de saúde de baixo custo que se proliferou pelo País, mas que não é fiscalizada pelo Governo (pelo menos não com tanta seriedade quanto os planos de saúde).

O próprio conceito de sobrevivência da modalidade cartão de desconto já nasceu com uma visão distorcida e operando com uma lógica que pode ser tida como perversa. Isso porque é um serviço que lucra com a doença – e a saúde fica em segundo lugar. Enquanto para as operadoras não é interessante ter um cliente doente – tanto do ponto de vista econômico quanto humano, motivo pelo qual tem investido cada mais em programas de promoção de saúde e prevenção de doenças – para as clínicas populares o que gera lucro é a doença, que faz com que as pessoas necessitem de exames e de tratamentos. Dessa forma podemos enxergar claramente duas visões de assistência de saúde privada: o plano de saúde e o plano de doença.

Os planos de saúde trabalham justamente no viés contrário: quanto mais doente a população, maior seu custo e, consequentemente, menor o resulto positivo. As operadoras têm isso bem claro em sua estratégia e trabalham focadas na promoção da saúde, incentivando hábito saudáveis, como alimentação correta, exercícios físicos e cuidados com doenças crônicas (diabetes, hipertensão, depressão etc). A prevenção propriamente dita também faz parte do dia a dia, o que significa conhecer a saúde de seus beneficiários para propor um adequado acompanhamento de saúde, com a indicação precoce de exames como medida de identificação de doenças. A mamografia, os testes ginecológicos, o exame de toque retal são alguns exemplos. São benefícios que apenas quem tem um plano de saúde pode contar.

Outro movimento forte nas operadoras é o de popularizar a figura do médico gestor ou, simplesmente, médico de família, um modelo de sucesso na área da saúde bastante difundido no Canadá e em países da Europa, que tem um nível de resolubilidade muito superior a encontrada atualmente no Brasil. O médico de família tem a capacidade de cuidar dos pacientes de forma generalista, evitando a troca frequente de profissionais e as consultas desnecessárias. Por conhecer o histórico do paciente, o médico de família é quem irá avaliar e fazer o encaminhamento para o especialista, se necessário.

A grande maioria da população vai ao médico quando já estão com um problema e aí cabe ao profissional (nem sempre o mais indicado) apenas tratar os sintomas. O que se busca é que as pessoas cuidem de sua saúde de forma constante e o médico de família seja o grande aliado nesse objetivo. Esse modelo de saúde proposto é benéfico para a população, para as operadoras de planos de saúde e para a saúde pública. O caminho é longo, pois envolve uma mudança cultural. Mas as perspectivas são otimistas: a tendência é que baixe drasticamente os custos das operadoras que poderão repassar essa economia aos beneficiários. Isso também irá desafogar o SUS que poderá buscar maior equilíbrio e melhores práticas.

Outra solução plausível para a realidade brasileira e que necessita de legislação da ANS é a utilização da ampla rede de operadoras de saúde, com sua expertise em prevenção de doenças e promoção à saúde, na oferta de consultas e exames pré-pagos nos mesmos moldes do Sinam – Sistema Nacional de Atendimento Médico. Estes procedimentos poderiam ser cobrados à parte junto ao plano hospitalar obrigatório, permitindo que o beneficiário tenha a segurança de um plano de saúde em regime de internação hospitalar, justamente onde há grande dificuldade no pagamento direto devido aos altos custos envolvidos. Esta modalidade permitiria baixar em até 50% o custo dos planos médicos, trazendo mútuo benefício para a população e a operadora de saúde.

Cadri Massuda é presidente do SINAMGE-Sindicato Nacional dos Planos de Saúde e presidente da regional PR/SC da ABRAMGE-Associação Brasileira de Planos de Saúde.

 

Manchetes de jornais deste sábado, 30 de junho

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 30 jun 2018

Tags:,

– A Tarde: STF rejeita obrigatoriedade da contribuição sindical

– Tribuna da Bahia: Supremo confirma o fim do imposto sindical obrigatório

– Correio (BA): Polícia investiga ‘lista da morte’ com 26 nomes de advogados

– Folha (SP): Empresa de coronel Lima serviu ao presidente, diz PF

– O Globo: Decisão do STF consolida a reforma trabalhista

– Jornal do Commercio (Recife): Hoje é o dia dos craques

Alexandre de Moraes libera porte de arma para guardas municipais

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 29 jun 2018

Tags:, ,

extra.globo.com

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou por decisão liminar porte de arma a todos os guardas municipais do país, ao suspender parte do Estatuto do Desarmamento a pedido do Diretório Nacional do Democratas. A medida autoriza os profissionais a usarem arma até mesmo fora de serviço. A decisão do ministro precisa passar pelo plenário do STF, mas já é válida.

Segundo o Estatuto, só podem ter porte de arma guardas municipais de capitais e de municípios com mais de 500 mil habitantes. No caso de cidades com população entre 50 mil até menos de 500 mil, o uso da arma só poderia ocorrer em serviço. A decisão de Moraes suspende essas especificações para estipular que, independentemente do tamanho do município, os profissionais têm o direito ao porte.

O ministro argumentou que o critério do tamanho da cidade usado no Estatuto não tem relação direta com o índice de criminalidade do local. Portanto, não poderia ser requisito para se definir a necessidade de porte de arma por parte das guardas municipais. Ele salientou ainda que essas instituições têm importância cada vez maior no combate à violência, tendo sido até incluídas no Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), sancionado recentemente pelo presidente Michel Temer.

“Se cabe restringir o porte de arma de fogo a integrantes de instituição que faz parte do sistema geral de segurança pública e esse ponto, em si mesmo, já é bastante questionável, a restrição teria de guardar relação com o efetivo exercício das atividades de segurança pública, e não com a população do município”, disse Moraes na decisão.

“As variações demográficas não levam automaticamente ao aumento ou à diminuição do número de ocorrências policiais ou dos índices de violência, estes sim relevantes para aferir a necessidade de emprego de armas ou outros equipamentos de combate à criminalidade”, complementou.

Prazo para saque do 1º lote do calendário do Fundo PIS-Pasep termina hoje (29)

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 29 jun 2018

Tags:,


Da Redação

 

Termina nesta sexta-feira (29), o prazo para os saques dos recursos do Fundo PIS-Pasep para quem tem a partir de 57 anos. Os pagamentos serão então retomados em agosto para os beneficiários de todas as idades.

Tem direito a receber o Fundo PIS-Pasep quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada ou foi servidor público civil ou militar entre 1971 e 1988.

No mês de julho, haverá a pausa operacional do Fundo PIS/Pasep, para que haja a correção dos valores do exercício, e não serão permitidos saques. Mas, a partir do dia 14 de agosto, estão liberados os saques para os cotistas de todas as idades, incluindo os que não realizarem o saque na primeira etapa. Todos esses beneficiários com menos de 60 anos terão até o dia 28 de setembro para sacar o dinheiro.

Quem deixar para sacar as cotas do Fundo PIS-Pasep em agosto terá os saldos das contas corrigidos com base no rendimento obtido nos últimos 12 meses pelo fundo, e a estimativa é de um aumento entre 8% e 10%. Por exemplo, quem tiver o saldo na conta de R$ 1.000 vai receber de R$ 1.080 a R$ 1.100. A correção aplicada no ano anterior foi de 8,9%.