Resenha Geral: plantão policial com Léo Santos

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Geral, Polícia, Política | Data: 07 maio 2016

DSC_0234

 

Caso Jéssica: agressor está foragido em Salvador

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 07 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0742Após o acolhimento do pedido de prisão preventiva, o Caso Jéssica Nascimento ganha novo capítulo. O acusado da agressão, Américo Neto, ainda não foi encontrado pela Polícia Civil. Segundo os advogados de defesa de Américo, ele aguardará um habeas corpus em Salvador.

“Esse decreto de prisão não tem fundamento jurídico, foi mais pressão popular. Meu cliente prestou depoimento, se submeteu a exames, não coagiu testemunhas, não ameaçou a família, é réu primário e possui bons antecedentes. Não há por que prendê-lo”, declarou o advogado Gutemberg Macedo Júnior, que entrou com um pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça da Bahia. “Por isso, ele vai para Salvador, onde aguardará a revogação do mandado de prisão”.

Segundo o delegado Luis Gustavo Tortorelli, que investiga o caso, policiais foram até a casa do suspeito no final da tarde da sexta e ele não foi localizado. Aos policiais, foi dito que Américo não estava em casa e que não se sabia do paradeiro dele. De acordo com o advogado, Américo ainda esteve em Conquista até a noite dessa sexta-feira (6).

Jéssica em coma

Jéssica Nascimento ainda encontra-se internada na UTI do Hospital de Base. Ela está em coma induzido e respira com a ajuda de aparelhos. Nessa sexta, de acordo com familiares da jovem, os médicos fizeram mais uma tentativa de reduzir os sedativos para a paciente sair do coma.

“Ela abriu os olhos e chegou a balbuciar um pedido de água. A gente fez leitura labial porque ela está entubada. Mas os médicos precisaram sedar ela de novo por conta da pressão e febre altas”, contou Elma Augusta, tia da jovem.

Resenha Geral: plantão policial com Léo Santos

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Geral, Polícia | Data: 06 maio 2016

DSC_0234

Riacho de Santana: prefeito desviou mais de 100 milhões, diz Polícia Federal

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 05 maio 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
foto: Rony Cley

IMG_1505

Em entrevista coletiva, nesta quinta-feira (5), a Polícia Federal em Vitória da Conquista apresentou detalhes da Operação Imperador, que acabou com um esquema de desvio de verba na prefeitura de Riacho de Santana, no oeste baiano. O atual prefeito do município, Tito Eugênio Cardoso de Castro (foto), é acusado de ser chefe da quadrilha que fraudava contratos de transporte escolar.

IMG_0151As investigações começaram a partir da denuncia apresentada por vereadores daquele município ao Ministério Público Federal, que a repassou para a Controladoria Geral da União (CGU). “O Ministério Público nos comunicou da denúncia e então passamos a investigar. Então percebemos diversas irregularidades nas licitações, como alto valor para a retirada de documentos e excesso de exigências. Para se ter uma ideia, eles pediam que a empresa proponente tivesse pelo menos 50 por cento da frota em seu patrimônio, o que totaliza 10 veículos. Então, a empresa liga ao prefeito tomou os veículos na forma de empréstimo e depois os devolveu. Por fim, ele contrataram veículos e motoristas que já prestavam serviço em outra gestões para fazer o transporte dos estudantes”, revelou  o chefe da CGU na Bahia, Adilmar Gregorini.

Segundo o delegado federal, Rodrigo Kolbe, o prefeito Tito Eugênio constituiu empresas fraudulentas, em nome de laranjas, e colocou na administração parentes ou pessoas de sua confiança, como o ex-chefe de gabinete. “Eles comandavam toda a operação de transporte escolar na cidade e recebiam um valor muito maior do que era repassado aos motoristas, o restante era desviado para proveito próprio. A gente conseguiu detectar que ao longo desses anos, essas empresas todas movimentaram mais de 100 milhões de reais”.

Parte desse dinheiro, de acordo com a Polícia Federal, foi usado para pagar dívida de campanha. “Ele precisava, a partir do ingresso no cargo público, fraudar licitações para fraudar licitações [e pagar as despesas da campanha]”, afirma o delegado.

Após as prisões, o prefeito e os comparsas foram encaminhados para o presídio Lemos de Brito, em Salvador. Todos foram afastados das atividades públicas.

Resenha Geral:plantão policial com Léo Santos

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Geral, Polícia | Data: 05 maio 2016

DSC_0234

Polícia Federal de Conquista cumpre mandados de prisão contra prefeito de Riacho de Santana

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 05 maio 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_1464

A Polícia Federal em Vitória da Conquista, o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União deflagram nesta quinta-feira (5) a Operação IMPERADOR, que apura apurar fraudes nos contratos de transporte escolar celebrados entre o município de Riacho de Santana (oeste da Bahia) e empresas constituídas em nome de “laranjas”. Ao todo, são cumpridos três mandados de prisão preventiva, 11 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de medidas cautelares nas cidades de Guanambi, Tanque Novo e Riacho de Santana.

IMG_0151Os mandados expedidos são em desfavor do atual prefeito Tito Eugênio Cardoso de Castro (foto), do seu chefe de gabinete, de um vereador de Riacho de Santana, além dos proprietários das empresas envolvidas e do contador que auxiliava a organização criminosa na constituição fraudulenta das pessoas jurídicas.

O Inquérito Policial foi instaurado em 2014 e, ao longo da investigação, descobriu-se que os verdadeiros beneficiários da verba pública federal eram parentes, pessoas próximas e o próprio Prefeito. O esquema teria perdurado por cerca de seis anos, entre os anos de 2009 e 2015.

Dentre as medidas cautelares impostas, incluem-se a suspensão do exercício da função pública, a suspensão de exercício de atividade econômica, a proibição de acessar as dependências da Prefeitura Municipal ou qualquer repartição pública municipal de Riacho de Santana e a proibição de contratar com o Poder Público, direta ou indiretamente.

O nome da operação é uma referência ao principal investigado, o Prefeito Municipal, que tem o mesmo nome de dois imperadores romanos, o primeiro conhecido como “o usurpador” e o segundo por ter governado Roma por um longo período de 79 a 81 d.C.

Caso Jéssica: delegado pede prisão preventiva do agressor

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 04 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0732Nesta quarta-feira (4), completa 10 dias do fato que chocou a comunidade conquistense, a agressão da jovem, grávida de 4 meses, Jéssica Nascimento por um colega, dentro de sua própria residência. O BLOG DA RESENHA GERAL manteve contato com a família de Jéssica e recebeu a informação de que ela apresentou uma grande melhora em seu quadro de saúde.

Segundo a tia da vítima, dona Elma Augusto, os médicos já retiraram a sedação de Jéssica. “Ela ainda está na UTI, está apresentando febre, a pressão está alta e ainda respira com ajuda de aparelho. Mas o fato de não está mais sedada é uma notícia que nos deixa muito felizes”, disse Elma. A família tentou realizar uma transferência da jovem para uma hospital privado, mas foi desaconselhado pelo corpo médico do Hospital, “pelo fato do estado de saúde ainda ser delicado”, completou a tia de Jéssica.

A tia de Jéssita também comentou a informação de que ela teria usado drogas no dia em que foi vítima da agressão. “Eu conheço Jéssica muito bem e duvido que ela tenha usado alguma coisa estando grávida. Estão querendo transformar ela na culpada”, disse Elma.

Ainda nesta quarta, a Polícia Civil apresentou o pedido de prisão preventiva do acusado da agressão, Américo Neto, à Justiça. O delegado responsável pelo inquérito, Dr. Luis Gustavo Tortorelli, espera a qualquer momento o acolhimento do pedido para o recolhimento de Américo.

Polícia apreende 26 motocicletas roubadas que eram vendidas em Itambé

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 04 maio 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

IMG_2646foto: Itambé Agora

A Polícia Civil e Guarda Municipal de Itambé prenderam dois homens acusados de receptação e venda de motocicletas roubadas naquele município. A operação, denominada ‘Cinquentinha’, também apreendeu 26 motocicletas que estavam sendo comercializadas ilegalmente em Itambé. A maior parte dos veículos foi roubada em Vitória da Conquista.

Edimilson Oliveira Prates, que morava em Vitória da Conquista, atuava em parceria com Jailton Gonçalves Rodrigues, de 21 anos, morador de Itambé. Segundo a Polícia Civil, Edimilson se apresentava como representante de concessionária de motocicletas e vendia as motocicletas em Itambé como se fossem legais.

Ao blog Itambé Agora, o inspetor de polícia, Paulo Rucas, informou que o esquema foi descoberto após um comprador de Itambé descobrir, durante o procedimento de emplacamento no Detran de Conquista, que o veículo era roubado.

Resenha Geral:plantão policial com Léo Santos

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Geral, Polícia | Data: 04 maio 2016

DSC_0234

Mulher reaje a agressão e mata companheiro com facada

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 04 maio 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

IMG_0415

Uma vítima de agressões matou seu companheiro com um golpe de faca, na noite dessa terça-feira (3), em Vitória da Conquista. Lisane Alves Fagundes, de 34 anos, teria reagido a mais uma agressão de Roberto Rocha Soares, de 30 anos. O fato ocorreu na Avenida Frei Benjamim, bairro Brasil.

Segundo testemunhas, Lisane estava sendo perseguida por Roberto, que estava portando pedradas e uma faca. No momento em que ele se descuidou, Lisiane tomou a faca e desferiu um golpe certeiro no peito de Roberto. Antes de morrer, ele teria inalado ‘tíner’, que causa efeitos alucinógenos.

Lisiane foi presa em flagrante e encaminhada ao Disep, por agentes da 78ª CIPM. Na delegacia, ela revelou que está grávida e alegou legítima defesa. Segundo Lisiane, ela sofria constantes agressões, humilhação pública e espancamento por parte de Roberto, seu companheiro e possivelmente pai da criança.

Caso Jéssica: delegado explica fiança e diz que feto passará por exame toxicológico e de DNA

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 03 maio 2016

Tags:, , , , , ,

por Mateus Novais

delegado-Luiz GustavoNesta terça-feira (3), o delegado Luiz Gustavo Tortorelli Dutra (foto), responsável pelo caso Jéssica Nascimento, concedeu entrevista exclusiva ao programa Resenha Geral, da Rádio Clube (FM 95,9), e respondeu os principais questionamentos sobre a condução do inquérito. À repórter Mônica Cajaíba, ele explicou a questão do valor da fiança (considerada por muitos como baixa), e a suspeita de que os socos e chutes desferidos por Américo Neto contra Jéssica foi motivado pelo uso excessivo de drogas.

Dr. Luiz Gustavo também falou sobre o enquadramento do inquérito, como lesão corporal, mesmo tendo resultado na morte de um feto, e revelou que pedirá em breve a prisão preventiva de Américo Neto. Confira os principais trechos da entrevista:

Ocorrência

Quando chegamos aqui, nos deparamos com essa situação, em que a Polícia Militar nos apresentou como agressão, em que ele [Américo Neto] teria agredido supostamente a namorada.  Com os elementos que a gente teve no momento da apresentação da ocorrência, eu entendi que houve um quadro de violência contra a mulher, enquadrada na Lei Maria da Penha. Em função disso, eu arbitrei a fiança.

Fiança

O caso, talvez, poderia ser enquadrado como lesão corporal, que não precisa ser feito o auto de prisão em flagrante, seria feito apenas um TCO [Termo Circunstanciado de Ocorrência] e ele [Américo Neto] sairia sem pagar nada de fiança. Mas, nesse caso, eu entendi como violência contra a mulher e arbitrei a fiança. Lembrando que o valor de fiança, de acordo com o Código de Processo Penal, é arbitrado de acordo com a condição econômica do réu e não da família. Inclusive, as o valor da fiança é altíssimo. Cinco mil reais é um valor alto para os padrões de Conquista.

Gravidez

A gente só teve essa informação 48 horas após o fato. Quando chegamos aqui, a Polícia Militar nos apresentou a ocorrência, dizendo que ela [Jéssica] teve convulsão e precisou ser hospitalizada. Então, a gente entrou em contato com o Hospital de Base e eles informaram que ela tinha tido várias convulsões, estava internada sem previsão de alta e que não poderia falar sobre o estado clínico dela naquele momento, se era grave ou se estava estável…

Então, a gente tem que decidir na hora. Inclusive, naquela segunda-feira, dia 25, foi um dia atípico. A gente teve aqui cinco prisões em flagrante durante o dia. As ocorrências chegam, muitas vezes juntas – as vezes chagam cinco, seis guarnições da PM ao mesmo tempo e temos que resolver na hora. Nós não podemos manter o acusado aqui, nem a guarnição da Polícia Militar para decidir no decorrer do dia ou no final do plantão. A gente tem que decidir na hora. E, com as informações que eu tinha no momento (nós não sabíamos da questão da gravidez, só viemos saber depois, e ficou uma coisa duvidosa em relação ao estado dela), a gente não pôde dizer qual era o risco de vida que ela teria naquele momento.

Drogas

As testemunhas já foram ouvidas e duas delas relataram as agressões. Que o Américo estava fora de si, devido ao uso exagerado de entorpecentes. Todos os presentes, incluindo a Jéssica, fizeram o uso de drogas, inclusive, alucinógenos.

Segundo os relatos, eles começaram com cerveja, ainda na rua. Depois misturaram com catuaba. Depois começaram a usar cocaína. Depois, na casa, começaram a fumar maconha e usaram alucinógeno conhecido como MD, que é uma droga sintética nova, considerada mais potente que o êxtase.

Prisão preventiva

A gente terminou de ouvir ontem as testemunhas. Obtivemos o laudo do estado de saúde dela, que relata o aborto. Então, de posse disso, vamos pedir a prisão preventiva dele.

Feto

O feto foi levado para o IML [Instituto Médico Legal], onde passou por necropsia e a gente pediu exame toxicológico e de DNA. Apesar de que a gente considera que o fato dele ser pai ou não da criança, não modifica a tipificação penal, mas a gente pediu a análise ao laboratório de Salvador e estamos esperando o exame.

Inquérito

A Deam está me auxiliando no caso, mas eu estou conduzindo o inquérito e tenho o prazo de aproximadamente 20 dias para concluí-lo e apresentar à Justiça.

Foi um caso de muita repercussão e tem havido muitas críticas e especulações. Mas o caso, pra quem tem o conhecimento da lei, viu que todo o processo foi feito com lisura. Todo o processo foi e está sendo feito de acordo com o que cabia fazer no momento.

Resenha Geral:plantão policial com Léo Santos

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Geral, Polícia | Data: 03 maio 2016

DSC_0234

Investigação sobre morte de colombiano corre em sigilo

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 03 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_0684O homicídio de um colombiano, que residia em Vitória da Conquista, está sendo investigada de forma sigilosa pela Delegacia de Homicídios. O BLOG DA RESENHA GERAL entrou em contato com o delegado Hudson Santana, que revelou alguns detalhes do crime.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Homicídios, Hudson Santana, a vítima foi levado até o local do crime de carro por dois homens ainda não identificados. No local, ocorreu o crime. “Estamos apurando as circunstancias do crime, mas ainda não podemos revelar mais detalhes para não atrapalhar a investigação. Só posso apontar que nossos agentes estão trabalhando no caso”, relatou Dr. Hudson.

Ainda segundo o delegado, Jonh também não tem parentes ou familiares em Conquista e atuava como agiota no município.

Homem morto na zona rural de Conquista era natural da Colômbia

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 03 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_0684A polícia identificou a vítima do homicídio ocorrido na noite dessa segunda-feira (2) como sendo o colombiano Jonh Ernes Gimenes, de 20 anos. Jonh foi executado com um tiro na cabeça no povoado de São Bento, zona rural de Vitória da Conquista.

Segundo testemunhas, dois veículos pararam no local, os ocupantes desembarcaram, retiraram a vítima e o executaram. Os bandidos fugiram e não foram localizados. A polícia recebeu informações que Jonh era dependente químico e emprestava dinheiro a juros.

70 homicídios

Ainda nessa segunda, ocorreu o 70º homicídio em Vitória da Conquista. A vítima foi um jovem identificado como Iago de Oliveira Salgado, de 18 anos. Ele foi executado a tiros na Rua Florianópolis, bairro Patagônia. No local, ninguém soube informar como o crime teria ocorrido.

Conquista registra seu 69º homicídio no ano

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 02 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0424foto: blog do Léo Santos

Mais um homicídio foi registrado em Vitória da Conquista. O assassinato ocorreu no início da noite desta segunda-feira (2), no povoado de São Bento, em direção ao município de Barra do Choça. Segundo informações do blog do Léo Santos, o homem de identidade ainda não revelada foi executado a tiros por dois indivíduos que passavam em um veículo.

Esse é o terceiro homicídio registrado neste início do mês de maio, o que totaliza 69 mortes violentas em 2016.

Resenha Geral:plantão policial com Léo Santos

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Geral, Polícia | Data: 02 maio 2016

DSC_0234

Fim de semana com 4 homicídios em Vitória da Conquista; já são 68 no ano

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 02 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0541foto: blog do Léo Santos

Nesse sábado e domingo (31 de abril e 1º de maio), quatro mortes violentas foram registradas em Vitória da Conquista. Como já se tornou característica, as vítimas são moradores da periferia e negros.

Os dois primeiros homicídios desse final de semana ocorreram na Rua Londrina, localizada no bairro Patagônia. Dois homens armados efetuaram disparos contra dois jovens que circulavam de bicicleta. Testemunhas apontam que os homicidas chegaram a pé, mas um veículo estaria dando apoio.

No domingo, dois homens armados, em uma moto, executou Tiago Lopes dos Santos. A vítima tinha saído recentemente do Presídio Nilton Gonçalves. O crime ocorreu na Rua Yolanda Fonseca, bairro Jurema,

O último assassinato aconteceu no condomínio Lagoa Azul, no bairro campinhos. Luciano Xavier dos Santos, de 19 anos, estava em um bar, quando foi perseguido por dois indivíduos, que efetuaram cerca de 10 disparos.

Com estas mortes, sobe para 68 a quantidade de homicídios na cidade de Vitória da Conquista em 2016. Um levantamento da Vara da infância e Juventude da Comarca de Vitória da Conquista aponta que, entre 2010 e o início de 2016, foram mortos 257 adolescentes no município. Destes, 90% foram vítimas de arma de fogo e têm as mesmas características: negros, pobres e da periferia.

Resenha Geral:plantão policial com Léo Santos

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Geral, Polícia | Data: 30 abr 2016

 

DSC_0234

Caso Jéssica: advogada repudia declarações da defesa do agressor

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 29 abr 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0732Após a divulgação do comunicado da defesa do acusado de agredir Jéssica Nascimento, a advogada da família da jovem se pronunciou repudiando o conteúdo do documento. A advogada Nádia Cardoso afirma que o seu colega, Gutembeg Macedo Junior, advogado de Américo Francisco Vinhas Neto, expôs a vítima de um crime “bárbaro e covarde”, que “não tem como se defender das acusações relacionadas ao dia do ocorrido” por estar em coma.

Ainda segundo a advogada, o conteúdo da nota “aumenta ainda mais o sofrimento da família da jovem, causando-lhe profunda humilhação e dor”. Dra. Nádia também não quis se manifestar sobre detalhes do caso “por entender que tais circunstâncias devem ser aferidas no processo penal e não na imprensa”.

Confira a nota na íntegra:

Na condição de advogada da família de Jéssica da Silva Nascimento, devo dizer que repudio a exposição a que foi submetida a vítima desse bárbaro e covarde crime com a declaração dada pelo advogado que se identifica como representante daquele que a polícia tem como suposto autor do fato, mesmo porque, por óbvio, a vítima, em coma na UTI, não tem como se defender das acusações relacionadas ao dia do ocorrido, mormente com relação às graves imputações de uso de entorpecentes, além da abordagem relativa a atos sexuais, os quais, a toda evidência, dizem respeito a intimidade dos envolvidos, sem falar da lastimável menção a concepção de seu filho que falecera por conta das agressões sofridas.

Tudo isso, sem sombra de dúvidas, aumenta ainda mais o sofrimento da família da jovem, causando-lhe profunda humilhação e dor.

Não vou me manifestar sobre detalhes do caso, muito menos sobre a intimidade dos envolvidos, por entender que tais circunstâncias devem ser aferidas no processo penal e não na imprensa submetendo a vítima, já bastante sofrida e com risco de morte, ao escárnio público.

Temos certeza que a justiça será feita e estamos trabalhando para isso.

Resenha Geral:plantão policial com Léo Santos

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Polícia | Data: 29 abr 2016

DSC_0234