Falta vaga no governo Rui para os desempregados de Dilma

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 15 maio 2016

Tags:, ,

Política Livre

Josias Gomes joga balde de água gelada em que achava que teria vida fácil no governo Rui Costa

O secretário estadual de Relações Institucionais, Josias Gomes, não poderia ter jogado balde de água mais fria sobre as pretensões da turma de petistas e aliados que ocupou cargos no governo Dilma Rousseff (PT) e está desempregada desde a segunda-feira.

Em entrevista hoje à Tribuna da Bahia, Josias anuncia que engana-se quem pensa que o governador Rui Costa (PT) poderá recolocar todo o time – em torno de 20 pessoas – na administração estadual para não deixar o pessoal sem atividade e salário.

Primeiro, porque efetivamente não há lugar para todo mundo. Segundo, porque as posições hoje ocupadas atendem a critérios técnicos e políticos, os quais levam em conta o governo de coalizão que Rui Costa lidera com sucesso no Estado.

E como o cenário é de crise, não há a menor hipótese de que se criem espaços novos apenas para abrigar os novos desempregados. O chefe da Serin não revela, mas, no governo, se comenta que há duas linhas de corte para o pessoal que dançou com a queda de Dilma Rousseff.

Uma é técnica, baseada na necessidade efetiva da mão de obra disponível no governo estadual. A outra, política, leva em conta o resultado político que o abrigo a determinados personagens hoje “livres” do governo federal poderá dar.

Neste campo, têm mais chances de aproveitamento aqueles que possuem padrinhos políticos fortes, souberam cultivar as relações e, num momento em que Rui era um simples candidato ao governo, não o desprezaram.

É exatamente assim que a banda toca. O que significa que tem gente que vai terminar tendo que procurar emprego em Prefeituras comandadas pelo PT e partidos aliados ou, no limite, na iniciativa privada, que, no governo Dilma, perdeu 11 milhões de vagas.

Democratas oficializa pré-candidatura de Marcelo Melo a prefeito de Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 14 maio 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
fotos: Rafael Gusmão

DSC_0260

O Partido Democratas oficializou, neste sábado (14), a pré-candidatura do advogado Marcelo Melo a prefeitura de Vitória da Conquista. O evento reuniu apoiadores e autoridades políticas da oposição estadual, na casa de eventos Sonho de Ícaro.

DSC_0261

Melo vem alinhando seu discurso com partidos da oposição, como o Partido Ecológico Nacional (PEN) e o Solidariedade (SD), que já confirmaram apoio ao Democratas conquistense. Recentemente, dois dos vereadores mais bem votados na última eleição municipal, Lúcia Rocha e Álvaro Pithon, ambos do DEM, declaram que marcharão juntos com Marcelo. No entanto, o maior apoio deve vir da capital baiana, com o respaldo do prefeito ACM Neto.

“O povo conquistense clama por renovação; por novas ideias, capazes de devolver à nossa terra o brilho que sempre lhe pertenceu. É isso que o modelo de gestão do Democratas propõe: uma administração eficiente e responsável, focada nos princípios da cidadania e da liberdade! É por isso que trabalharemos!”, declarou Marcelo em seu discurso.

DSC_0270

No evento deste sábado, marcaram presença o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM), e o lide e vice-líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, os deputados estaduais, Sandro Regis (DEM) e Herzem Gusmão (PMDB), respectivamente.

Lançamento da pré-candidatura de Marcelo Melo acontece hoje em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 14 maio 2016

Tags:, ,

da Redação

Marcelo Melo

O jovem advogado Marcelo Melo (DEM) lançará a sua pré-candidatura a Prefeito de Vitória da Conquista na tarde deste sábado (14), às 16 horas na casa de eventos Sonho de Ícaro, na avenida Joaquim Hortélio, nº 35, bairro Recreio, às 16:00h.

Melo vem trabalhando no sentido de fortalecer a sua pré-candidatura, e conta, além do partido Democratas, com o PEN e o Solidariedade (SD). Recebeu recentemente as adesões dos vereadores Lúcia Rocha e Álvaro Pithon,ambos do DEM. A sua maior referência política vem da capital baiana com a administração do prefeito ACM Neto. Marcelo Melo reúne todos os requisitos necessários para atrair o maior número de seguidores para fortalecer e alicerçar a sua caminhada visando as eleições deste ano.

Para o evento deste sábado várias lideranças foram convidadas, e até o momento já confirmaram presenças os deputados SAndro Regis (DEM), líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia e de Herzem Gusmão (PMDB).

Oposição aprova divulgação de contrato de R$ 12 milhões da Prefeitura com Caixa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 13 maio 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

A votação de um requerimento, na manhã desta sexta-feira (13), causou um grande conflito entre bancada de Situação e Oposição da Câmara Municipal de Vitória da Conquista. A solicitação apresentado pelo vereador Álvaro Pithon (DEM) pede a cópia do contrato celebrado entre Prefeitura e Caixa Econômica Federal no valor de R$ 12.880.949,19, para pavimentação asfáltica de ruas dos bairros Cidade Maravilhosa, Senhorinha Cairo e Miro Cairo.

O requerimento foi terminantemente rechaçado pelos membros da Situação, chagando ao ponto do líder da bancada, o vereador Florisvaldo Bitencourt (PT), solicitar pessoalmente que Álvaro o retirasse.  O que não foi feito.

No fim, dos 21 vereadores, sete votaram contra o requerimento e sete votaram a favor, sendo que o voto de desempate foi proferido pelo presidente da Casa, Gilzete Moreira (PSD).

O ato causou estranheza na Oposição. Segundo Pithon, “é papel do legislativo fiscalizar o Executivo, incluindo suas ações. Por isso, solicitamos, seguindo o princípio da transparência, cópia do contrato para analisarmos. Todavia, não entendemos por qual motivo a bancada de situação votou contra os vereadores terem acesso ao contrato, isso mostra que de transparente, a bancada do governo não tem nada”.

De acordo com a Lei Orgânica do município “o prazo para que os Secretários Municipais prestem informações e encaminhem os documentos requisitados pelo Vereador é fixado em 15 dias úteis”.

Temer faz nesta manhã primeira reunião ministerial

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 13 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_1205

O presidente interino Michel Temer convocou para as 9 horas desta sexta-feira (13) a primeira reunião ministerial que discutirá as primeiras medidas do governo. O encontro será no Palácio do Planalto. Com o afastamento ontem (12) de Dilma Rousseff, Temer assumiu, por até 180 dias, o comando o país e já deu posse aos novos ministros.

De acordo com o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Romero Jucá, os projetos prevendo reajuste para o funcionalismo público e negociados com o governo anterior serão mantidos. “Vamos trabalhar pela aprovação desses projetos, porque pacto firmado tem de ser cumprido e governo tem de ter palavra. “A proposta é trabalhar para reduzir o número de cargos de confiança, melhorar e qualificar as despesas do governo”, destacou Jucá. “O gasto público tem de ser feito com responsabilidade. O dinheiro é pouco. Portanto, tem de ser bem aplicado em prol da melhoria da população”, completou o ministro.

Ministro de Temer, Geddel quer dialogar; confira nomes dos novos ministros

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 12 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_1299

O presidente interino Michel Temer já escolheu sua equipe de governo. No total, serão 22 ministérios, segundo divulgou a assessoria de imprensa da Vice-Presidência. O Ministério da Cultura, por exemplo, será incorporado ao Ministério da Educação.

O único baiano na lista, Geddel Vieira Lima (PMDB), disse, em entrevista ao jornal A Tarde,  no final da noite de quarta (11), que sua nova função será dialogar com parlamentares no Congresso, mas também com movimentos sociais. E mandou recado: “É preciso aprender a diferença entre oposição ao governo e oposição ao país. Meu objetivo é dialogar, dialogar e dialogar, com quem tiver interessado em contribuir”, disse.

Questionado sobre como fica a relação com os adversários políticos na Bahia, o futuro ministro-chefe da Secretaria de Governo  afirmou que o interesse pela Bahia se sobrepõe às disputas políticas. “Não há figura de aliado nem de adversário político. O que existe é o interesse da Bahia que sempre esteve acima de tudo para mim. A Bahia vai ser sempre o local em primeiro lugar. Estarei à disposição do governador (Rui Costa – PT), do prefeito (ACM Neto – DEM) e dos prefeitos. De quem estiver interessado em contribuir para a Bahia”.

Abaixo, a lista dos novos ministros: …Leia na íntegra

Michel Temer é notificado e assume Presidência

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 12 maio 2016

Tags:,

por Mateus Novais

IMG_0981foto: divulgação – Twitter Michel Temer

O Senado federal notificou, às 11h27 dessa quinta-feira (12), o vice-presidente Michel Temer sobre o afastamento da presidenta Dilma Rousseff do cargo por até 180 dias. De acordo com deliberação da Mesa Diretora do Senado, Temer recebe agora o título de presidente interin e passa a possuir plenos poderes de nomear a equipe de governo e gerenciar o Orçamento da União.

Estavam ao lado Temer, no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República, os futuros ministros da Fazenda, Henrique Meireles, da Justiça, Alexandre de Moraes, da Casa Civil, Eliseu Padilha, Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e o ex-ministro Moreira Franco, entre outros.

Michel Temer chega ao maior posto da República brasileira 35 anos após se filiar ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Provisoriamente, por até 180 dias, Temer responderá pelo cargo de presidente do Brasil, após a abertura do processo de afastamento de Dilma Rousseff ter sido aprovado no Senado. Caso a presidente seja condenada, ele assume definitivamente até o dias 31 de dezembro de 2018.

Punição sem crime é a “maior das brutalidades” contra ser humano, diz Dilma

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 12 maio 2016

Tags:, , ,

Agência Brasil

dilma_palacio

Cercada por dezenas de ex-ministros, parlamentares e servidores do Palácio do Planalto, a presidenta afastada Dilma Rousseff faz neste monento um pronunciamento à imprensa em que classificou o processo contra ela de “impeachment fraudulento”.

Dilma Rousseff admitiu que pode ter cometido erros, mas enfatizou que não cometeu crimes e que está sofrendo injustiça, a “maior das brutalidades que pode ser cometida”.

“Não cometi crime de responsabilidade. Não tenho contas no exterior, jamais compactuei com a corrupção. Esse processo é frágil, juridicamente inconsistente, injusto, desencadeado contra pessoa honesta e inocente. A maior das brutalidades que pode ser cometida por qualquer ser humano: puni-lo por um crime que não cometeu”, disse.

Em falas interrompidas por aplausos e gritos de apoio, a presidenta lembrou que foi eleita por 54 milhões de brasileiros e disse que o que está em jogo não é somente o seu mandato. …Leia na íntegra

Deputados baianos vão a Brasília para acompanhar posse de Temer

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 12 maio 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

IMG_0512

Os deputados estaduais baianos da Bancada de Oposição estão em Brasília, onde acompanhará a posse do vice-presidente Michel Temer. Pedro Tavares (PMDB), Bruno Reis (PMDB), Augusto Castro (PSDB), Herzem Gusmão (PMDB) e Leur Lomanto (PMDB) chegaram a capital federal na manhã desta quinta-feira (12), horas após a confirmação do afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) pelo Senado.

A posse do vice-presidente ainda não tem horário definido. Somente após o comunicado formal da decisão do Senado, na manhã de hoje, é que o rito será definido.

Novo gabinete

Temer passou as últimas semanas montando seu gabinete, com idas e vindas devido a críticas de setores do empresariado e da sociedade civil, além de dificuldades para acomodar os aliados dos quais precisará para tocar sua agenda no Congresso.

A Esplanada poderá sofrer um corte de 32 para 22 pastas. Entre os novos ministros, um será o baiano Geddel Vieira Lima, que foi ministro da Integração Nacional, e deve assumir a Secretaria de Governo.

O grupo do peemedebista calcula que Temer terá cerca de 60 dias para estabilizar-se politicamente e para encaminhar medidas emergenciais econômicas no Congresso. Se bem sucedido, a absolvição política de Dilma é virtualmente impossível.

Com Temer, o PMDB chega pela terceira vez ao poder desde a redemocratização, sendo antecedido por José Sarney (1985-1990) e Itamar Franco (1992-1994).

Confira como foi a votação no Senado por partido e estado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 12 maio 2016

Tags:, , , , ,

Agência Brasil

IMG_1195

O plenário do Senado Federal aprovou, na madrugada desta quinta-feira (12), a instauração do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Com 78 senadores presentes, 55 votaram favoravelmente à continuidado do processo de impedimento, enquanto 22 votaram não. Apenas o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), optou por não votar.

Antes da votação, realizada por meio de painel eletrônico, os senadores que se inscreveram tiveram a oportunidade de defender seus votos por até 15 minutos cada. Por isso, a sessão que teve início às 10h de quarta-feira, só se encerrou às 6h40 desta quinta (12), após o pronunciamento do Advogado Geral da União, José Eduardo Cardozo e da votação.

Diferentemente da Câmara, no plenário do Senado não houve orientação das lideranças anteriormente à votação.

Levando-se em consideração o tamanho das bancadas e também os posicionamentos já previstos, o PMDB registrou o maior número de votos favoráveis ao impeachment, enquanto o PT foi o campeão de votos contrários ao processo na Casa.

Confira como votaram cada um dos partidos com representação no Senado: …Leia na íntegra

Acompanhe ao vivo a votação do impeachment de Dilma no Senado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 11 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

A TV Senado transmite ao vivo a sessão do processo de admissibilidade do impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Se aprovado por metade mais um dos senadores presentes à sessão, ela será afastada do cargo por 180 dias e nesse período o vice-presidente, Michel Temer (PMDB) assume o comando do país.

O presidente da Casa, Renan Calheiros, estabeleceu nessa terça-feira (10) que, nesta primeira fase, os oradores inscritos, contra e a favor do parecer da Comissão Especial do Impeachment, falarão alternadamente por até 15 minutos cada um e apenas uma vez. Não será permitida orientação da bancada pelos líderes e também não serão permitidos apartes.

Até o início da sessão, 68 dos 81 senadores já estavam inscritos para usar a palavra.

Acompanhe ao vivo:

Senado vota hoje afastamento da presidente Dilma Rousseff

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 11 maio 2016

Tags:, , ,

Agência Brasil

Senado

O plenário do Senado Federal vota hoje (11) o relatório da Comissão Especial do Impeachment sobre a admissibilidade do processo contra a presidenta Dilma Rousseff. O parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) é favorável à continuidade do processo por considerar que há indícios de que Dilma praticou crime de responsabilidade. A sessão está prevista para começar às 9h.

Sessão dividida

Até o encerramento da sessão dessa terça-feira (9), 67 senadores tinham se inscrito para falar. Eles terão direito a 15 minutos de discurso cada. A sessão será dividida em três blocos: de 9h às 12h, de 13h às 18h e de 19h em diante.

Após a discussão dos senadores, o relator falará também por 15 minutos e depois o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, que faz a defesa de Dilma, por mais 15 minutos. A defesa será a última a falar.

Orientação de bancada …Leia na íntegra

Manifestante agride equipe de TV

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 11 maio 2016

Tags:, ,

da Redação

Em defesa do governo Dilma Roussef (PT), manifestante agride equipe de TV. Nesta quarta-feira (11), o Senado da República deverá aprovar o fastamento da presidente.

O dia seguinte é aguardado com preocupação do que poderá acontecer no Brasil. Analistas acreditam que a resistência do PT e do PCdoB será de poucos dias. A militância espontânea destes partidos está decepcionada como o restante do povo brasileiro.

Resta agora torcer que o país com o novo governo de Temer volte a crescer. O Governo Dilma desempregou 11 milhões de trabalhadores brasileiros e permitiu o retorno da inflação.

 

Senado cassa mandato de Delcídio

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 10 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_1135

Em uma sessão breve, o Conselho de Ética do Senado cassou o mandato do senador Delcídio do Amaral, nesta terça-feira (10).  A votação contabilizou 74 votos a favor. Delcídio é o terceiro senador cassado na história.

Delcídio teve o pedido de cassação de mandato por quebra de decoro parlamentar aprovado no colegiado após um longo processo iniciado logo depois de o senador ter sido preso, em novembro do ano passado por obstrução da Justiça. O senador foi flagrado em conversa com o filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, oferecendo propina e um plano de fuga para que Cerveró não firmasse acordo de delação premiada com o Ministério Público no âmbito da Operação Lava Jato.

Assume o suplente Pedro Chaves (PSC-MS).

Oposição intensifica busca pela unidade em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 10 maio 2016

Tags:, , ,

da Redação

eleiçõesNos bastidores têm sido constante as reuniões na tentativa de encontrar o melhor caminho para a disputa eleitoral de outubro deste ano. É pacifico que uma chapa única das oposições poderá definir a eleição já no 1º turno.

Até o momento, em ordem alfabética, são os seguintes nomes dos pré-candidatos a prefeito de Vitória da Conquista. Arlindo Rebouças (PSDB); Armênio Santos (PPS); Esmeraldino Correia (PPL); Herzem Gusmão (PMDB); Marcelo Melo (DEM) e Nayana Gusmão do Grupo Independente.

Reuniões foram marcadas com objetivo de encontrar a melhor formula para que a unidade das oposições seja mantida. Para analistas esse é o melhor momento para o eleitorado conquistense promover a alternância de poder. O PT , PCdoB e PSB  já governam a cidade por 20 anos.

Temer vai cortar 10 ministérios do Governo Dilma Roussef

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 10 maio 2016

Tags:, , ,

da Redação

Michel TemerA notícia que Michel Temer deverá cortar 10 ministérios vem repercutindo positivamente na imprensa nacional. Inaceitável, para garantir governabilidade, manter a farra de ministérios para agradar e atrair aliados. A reduação de ministérios é uma exigência do povo brasileiro manifestada nas redes sociais.

Corte

Temer decidiu cortar o número de ministérios de 32 a 22, segundo o jornal Folha de S. Paulo.  A fusão de ministérios foi o caminho encontrado pelo vice que deverá tomar posse ainda esta semana. Na fusão a  Secretaria de Direitos Humanos integrará o Ministério da Justiça, cujo nome passaria a ser Ministério da Justiça e Cidadania.

Trabalho e Previdência Social serão incorporados ao Ministério da Fazenda. Já o Ministério das Comunicações será fundido ao da Ciência e Tecnologia, bem como as pastas do Desenvolvimento Social e do Desenvolvimento Agrário.

Ao Ministério dos Transportes será incorporado as secretarias de Portos e Aviação Civil, enquanto a Educação vai absorver a pasta de Cultura.

Outros ministérios a perderem o status, segundo a Folha de SP, serão Advocacia-Geral da União (AGU), Banco Central, Chefia de Gabinete da Presidência da República e Secretaria de Comunicação Social.

Renan quer concluir votação do impeachment nesta quarta-feira

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 10 maio 2016

Tags:, , ,

Veja (online)

Por: Felipe Frazão, de Brasília

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), preside sessão no plenário da Casa, em BrasÌlia (DF)
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), preside sessão no plenário da Casa, em BrasÌlia (DF), para discutir decisão do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), de que as sessões que resultaram na autorização da abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff,sejam anuladas e que uma nova sessão seja realizada no prazo de cinco sessõs a partir da devolução do processo do Senado – 09/05/2016(Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), planeja concluir a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na próxima quarta-feira. Ele se reunirá nesta terça-feira com os líderes de partidos e bancadas para acertar os prazos e horários da sessão que pode decretar o afastamento imediato da presidente do cargo e por um prazo de até 180 dias.

Nos planos do peemedebista, a sessão de debates deverá durar cerca de dez horas, com duas pausas de uma hora. Renan planeja abrir a sessão às 9 horas e prosseguir até o meio-dia. À tarde, os debates seriam retomados às 13 horas e interrompidos novamente às 18 horas. Por volta das 19 horas, haveria a derradeira chamada e a fase final de votação. …Leia na íntegra

Dilma pede cautela ao tomar conhecimento de suspensão do impeachment

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 09 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_3078

A presidente Dilma recebeu a notícia da anulação da votação do impeachment na Câmara dos Deputados durante evento no Palácio do Planalto para anunciar a criação de universidades. Em meio a gritos da plateia de “Uh! É Maranhão” e “Fica querida!”, a presidente afirmou sobre a decisão de Maranhão: “Eu soube agora, da mesma forma que vocês, que um recurso foi aceito e que portanto o processo de impeachment está suspenso”.

“Eu não tenho essa informação oficial. Estou falando porque não podia fingir que não estava sabendo da mesma coisa que vocês”, afirmou. “Não é oficial, não sei as consequências, tenham cautela, porque vivemos uma conjuntura de manhas e artimanhas”.

“Temos que saber que temos pela frente uma disputa dura, cheia de dificuldades. Peço encarecidamente aos senhores parlamentares uma certa tranquilidade para lidar com isso”, afirmou Dilma, que falou por cerca de 20 minutos.

Saída de Dilma desemprega baianos com cargos federais

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 08 maio 2016

Tags:, ,

A Tarde

Não é só a presidente Dilma Rousseff (PT) que está esvaziando as gavetas do gabinete e recolhendo “as tralhas” que ganhou durante a sua passagem no Palácio do Planalto para serem transferidas ao Alvorada – o local que Dilma escolheu para se manter na “resistência” pelos 180 dias que ficar afastada do cargo, caso o plenário do Senado acate, nesta quarta-feira, a continuidade do processo do seu impeachment.

A eventual assunção do vice Michel Temer (PMDB) à Presidência vai desempregar uma legião de aliados que, nos últimos 13 anos de governo petista, tem ocupado postos no Palácio do Planalto, na Esplanada dos Ministério e em estatais.

Na Bahia, o desembarque atingirá em cheio os ministros Jaques Wagner, chefe do gabinete da Presidência da República, e Juca Ferreira (PT), da Cultura, e outros 13 representantes do PT, PCdoB, PDT, PP hoje acomodados na máquina pública.

Segundo o site Contas Abertas, o Executivo Federal abriga cerca de 100 mil cargos, funções de confiança e gratificações. Desses, mais de 20 mil são de livre nomeação, ou seja, a autoridade pode indicar pessoas de fora do serviço público.

Destituídos

Dos que retornam sem emprego estão oito petistas: o ex-secretário de Comunicação de Wagner, Robinson Almeida, que é secretário executivo do Ministério do Trabalho e Previdência Social; o ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Paulo Gabriel Soledade Nacif, hoje titular da Secretaria de Educação Continuada (Secadi) do Ministério da Educação (MEC), e o cineasta Pola Ribeiro, ex-diretor do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), que deixará a Secretaria do Audiovisual (SAV) do Ministério da Cultura.

Nesse grupo também figuram Éden Valadares, ligado a Wagner e atual assessor especial da Casa Civil da Presidência da República. Já Eva Chiavon, que era secretária da Casa Civil no governo Wagner e assumiu a chefia da Casa Civil da Presidência em março, com o impedimento de Lula tomar posse no cargo, também deve retornar para a Bahia.

Os outros petistas são: Reginaldo Barros, ex-pró reitor da URFB com cargo no ministério da Reparação; Luiz Gugé, superintendente regional do Incra na Bahia; Wellington Rezende, delegado do Ministério do Desenvolvimento Agrário no estado, e José Maria Dutra, superintendente da Delegacia Regional do Trabalho. …Leia na íntegra

‘Minha Casa’ aumenta sob Dilma e nova prestação começa a vigorar sob Temer

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 08 maio 2016

Tags:, ,

Por Josias de Souza

A clientela mais pobre do ‘Minha Casa, Minha Vida’ terá uma desagradável surpresa. A partir de 1º de julho, os beneficiários do programa habitacional com renda familiar de até R$ 1,8 mil pagarão prestações mais caras. Nessa faixa, o valor mínimo mensal passará de R$ 25 para para R$ 80. Um salto de 220%. O valor máximo subirá de R$ 80 para R$ 270. Um salto ainda maior: 237,5%.

Na quarta-feira (11), o Senado se reúne para votar a admissibilidade do processo de impeachment. Confirmando-se a tendência de afastamento de Dilma Rousseff por até seis meses, os reajustes baixados por ela começarão a ser cobrados sob a presidência de Michel Temer. Farejando a oportunidade, Dilma joga na confusão. Difunde a tese segundo a qual Temer e seus auxiliares são inimigos do social.

Há três dias, Dilma discursou numa cerimônia de entrega de casas em Santarém, no Pará. Suas palavras foram transmitidas simultaneamente para outras cidades onde houve distribuição de chaves —no Rio, em Minas, no Ceará e na Bahia. A presidente animou a plateia ao discorrer sobre cifras:

“Eu vou fazer uma pergunta: quem aqui pagava aluguel de até R$ 100,00? Ninguém. Até  R$ 200,00? Até R$ 300,00? Quem vivia de favor? Quem vivia em área de risco? Sabe quanto que vocês vão pagar no programa Minha Casa, Minha Vida, não só vocês aqui, mas o pessoal de todas as cidades? Entre R$ 25 e R$ 50. E vão ter a casa própria de vocês.”

Dilma não fez menção ao iminente reajuste no preço das prestações. Preferiu falar do “golpe” de que se julga vítima. Sem citar o nome de Temer, insinuou que, querem derrubá-la para “acabar, reduzir ou rever o Minha Casa, Minha Vida.” Perguntou: “Como é que uma pessoa que quer fazer isso resolve o problema dela?” Apressou-se em responder: “Faz uma eleição indireta e veste a eleição indireta com a roupa do impeachment…”

Uma semana antes desse discurso de Dilma, o Banco do Brasil, um dos agentes financeiros do programa habitacional do governo, começou a endereçar cartas para prefeituras que participam de empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida. Anotou:

“Cientes da importância do programa governamental Minha Casa, Minha vida —PMCMV—, vimos informar-lhe das alterações dos valores das prestações dos empreendimentos […], Faixa 1, a partir de 01/07/2016, conforme abaixo estabelecido através da portaria ministerial número 99 de 30/03/2016:

– Prestação mínima atual R$ 25,00 – a partir de 01/07/2016 R$ 80,00.

– Prestação máxima atual R$ 80,00 – a partir de 01/07/2016 R$ 270,00”

Reprodução

A carta reproduzida na imagem acima foi remetida pelo Banco do Brasil à prefeitura de Cruz das Almas, na Bahia. O prefeito da cidade, Ednaldo José Ribeiro, filiado ao PMDB de Michel Temer, abespinhou-se. Na última sexta-feira (6), um dia depois do discurso de Dilma no município de Santarém, ele enviou um ofício à agência do Banco do Brasil na cidade.

No texto, o prefeito disse ao banco que “o município de Cruz das Almas é veementemente contra o aumento de valor das prestações” dos empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida. Prometeu resistir: “Este ente público municipal cruzalmense tomará todas as medidas cabíveis para impedir o aumento abusivo .” Acrescentou que protocolará uma “representação no Ministério Público do Estado da Bahia.” Em carta aberta ao povo de sua cidade, o prefeito tomou distância dos reajustes. Declarou-se “indignado”.

Pioneiro da causa do impeachment, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), do grupo de Michel Temer, acusa: “Dilma quebrou o país, destroçou os programas sociais e se faz de boazinha. Na verdade, é uma irresponsável. No Dia do Trabalhador, anunciou o benefício do Bolsa Família sem dizer de onde vai tirar o dinheiro. Isso ela alerdeia. O reajuste do Minha Casa, Minha Vida ela esconde. Vai deixar para o Michel um terreno minado.”

No início de janeiro, a presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, dissera que as prestações da faixa de menor renda do Minha Casa, MInha Vida seriam reajustadas em 2016. Não antecipou os percentuais. “Esse aumento da prestação está em linha com o crescimento da renda das pessoas e do [preço do] imóvel”, disse ela.

Submetidos à recessão e ao desemprego crescente, muitos brasileiros, depois de ouvir as palavras da presidente da Caixa, poderiam pedir para ir viver no país descrito por ela, seja onde for.

Todos sabem que, se pudesse, o governo evitaria reajustar a mensalidade das casas populares. Mas a inflação, a queda na arrecadação de impostos e o desmantelo das contas públicas cobram providências. A fonte do subsídio, mercê da ruína produzida sob Dilma, minguou. O que inquieta é a ausência de transparência e o excesso de empulhação.