Reunião com representante do Ministério da Saúde discutiu fechamento do Afrânio Peixoto

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 08 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação

foto: Secom PMVC
O Coordenador-Geral de Saúde Mental do Ministério da Saúde, Dr. Quirino Cordeiro Júnior,  esteve em Vitória da Conquista nesta quarta-feira (8) para tratar do fechamento do Hospital Afrânio Peixoto. Segundo ele, durante reunião com a administração municipal, a notificação do fechamento de seis hospitais de saúde mental da Bahia, entre eles o Afrânio Peixoto, preocupou o Ministério da Saúde, por isso,  ele veio ao Estado para avaliar a situação.

Segundo Dr. Quirino, “qualquer mudança na área de Saúde Pública deve acontecer de maneira muito cautelosa, muito cuidadosa”. Ele afirmou ainda que a visita ao município e reunião com a administração teve como objetivo discutir a melhor maneira de condução de qualquer tipo de ação. “Seja fechamento, seja construção de unidade de ponto de atenção da Atenção Primária à Saúde, precisa acontecer de forma cautelosa, de forma que não cause desassistência aos nossos pacientes”, ressaltou.

Com o fechamento do Afrânio Peixoto, referência no tratamento psiquiátrico da região, a demanda dos pacientes deverá ser distribuída entre os leitos que serão criados no Hospital de Base, o atendimento ambulatorial que será implementado no Hospital Crescêncio Silveira e os serviços oferecidos pelo município através dos CAPS. A reestruturação imediata e sem planejamento, no entanto, tem sido alvo de protestos por parte de funcionários e familiares dos pacientes atendidos na unidade.

Para o prefeito Herzem Gusmão, o município não teve tempo para se adequar à decisão tomada pelo Estado. “Conquista não se preparou e não está preparada para desativar um hospital tão importante que é o Hospital Afrânio Peixoto”, disse o Prefeito e completou: “eu entendo que, neste momento, o fechamento desse hospital é um desserviço para Vitória da Conquista. A forma como a decisão foi tomada preocupou até o Ministério da Saúde, que enviou um representante para tratar do assunto”.

Socorro imediato para quem tem AVC evita sequelas graves

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 05 mar 2017

Tags:, , ,

Gislaine Gutierre
do Agora

Qualquer pessoa que apresente sinais de AVC (acidente vascular cerebral) deve ser levada imediatamente ao hospital.

Isso porque as chances de evitar sequelas graves só existem nas três primeiras horas após o início dos sintomas.

Com atendimento rápido, às vezes é até possível que evitar sequelas graves -físicas e mentais.

O AVC, como próprio nome sugere, é um acidente que acontece envolvendo os vasos sanguíneos, como explica o neurologista Fábio Porto, do Hospital das Clínicas.

“Há dois tipos: o isquêmico, em que um vaso entope e falta sangue, e outro, hemorrágico, porque um vaso estoura e causa hemorragia.”

Os sintomas aparecem de repente.

Formigamento, fraqueza muscular, boca torta para um lado, fala pastosa e confusão mental são os mais comuns, mas pode haver outros.

Ministério da Saúde anuncia mudanças no calendário nacional de vacinação

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 04 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação


Nessa sexta-feira (3), O Ministério da Saúde anunciou a ampliação do público-alvo de seis vacinas oferecidas nos postos de saúde: tríplice viral, tetra viral, dTpa adulto, HPV, meningocócica C e hepatite A.

A Vacina conta a Hepatite A passa a ser oferecida para crianças de até 5 anos de idade. Já a Tetra viral, que combate sarampo, caxumba, rubéola e varicela, passa a ser administrada de 15 meses até 4 anos de idade.

A HPV, como já havia sido anunciado no início do ano, passa a ser ofertada também para meninos a partir de 14 anos. Ainda este ano, além dos meninos, a vacina também será oferecida para homens vivendo com HIV e Aids entre 9 e 26 anos de idade, e para imunodeprimidos, como transplantados e pacientes com câncer.

Em relação à Meningocócica C, que eram oferecidas duas doses aos 3 e 5 meses e um reforço aplicado até 2 anos de idade, também houve mudanças. Agora, o reforço poderá ocorrer até 4 anos de idade. A vacina meningocócica C conjugada também passa a ser oferecida a adolescentes de 12 a 13 anos.

A vacina contra difteria, tétano e coqueluche (acelular) para adultos passa a ser recomendada para gestantes a partir da 20ª semana de gestação. Por fim, a tríplice viral, a 2ª dose, que era administrada até os 19 anos de idade, foi estendida para atender população entre 20 e 29 anos.

Sara de Castro segue internada em estado grave no IBR

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 01 mar 2017

Tags:, , ,

da Redação

Continua internada desde 6ª feira (24), no IBR, a radialista Sara de Castro, da Rádio Uesb FM. Com grave quadro de AVC Hemorrágico (Acidente Vascular Cerebral), a radialista Sara de Castro continua sob os cuidados médicos da equipe de neurologistas do IBR.

Sobre notícias que circularam na noite desta 3ª feira (28), dando conta de que o quadro tinha se agravado, o radialista Isaac Cabral se encarregou de atualizar notícias sobre o estado de saúde da colega de profissão: “Acabei de sair de onde ela está. Ela tá entubada, pressão arterial regular, mesmo que induzida, e batimentos cardíacos regulares. Vamos entrar em oração pela recuperação de Sara de Castro”, relatou Isaac.

Voz bela e suave Sara, ao longo dos anos passou por várias emissoras de rádio em Conquista até chegar a Uesb FM. Apresentadora da programação das tardes na emissora – se firmou com grande audiência

Nota de repúdio ao fechamento do Hospital Afrânio Peixoto

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 23 fev 2017

Tags:, , , ,

Por Erick Reis
Ascom / Sindicato dos Bancários

O Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região, consonante à manifestação do Conselho Municipal de Saúde, do qual também faz parte, vem por meio desta nota expressar seu total repúdio à decisão arbitrária do Governo do Estado da Bahia de desativar o Hospital Afrânio Peixoto, único especializado em atendimento psiquiátrico no município, como parte da conclusão do projeto de 2012 de transformação do mesmo em hospital clínico.

De forma despótica, sem discussão com funcionários ou familiares e usuários dos serviços, a resolução do Governo não atende os princípios da Lei 10.216/2001, que dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental, já que a Lei preconiza uma transição respeitosa e responsável dos leitos psiquiátricos para hospitais gerais, com suporte em serviços substitutivos, como CAPS e consultórios.

Atualmente o Hospital atende a municípios do oeste ao extremo sul do estado, além de localidades do norte de Minas Gerais, contabilizando cerca de cinco mil pacientes cadastrados em seu ambulatório. É preciso estruturar a rede substitutiva para a demanda do atendimento à saúde mental antes de desativar o único centro especializado da região. Pelo fortalecimento da atenção dispensada às pessoas com transtorno mental e seus familiares, sem nos calar diante da barbárie que será direcionar pacientes para instituições sem a devida adequação, é fundamental a mobilização de toda a sociedade.

Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores e Ministério Público discutem situação do Afrânio Peixoto

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 22 fev 2017

Tags:, ,

Da Redação

Na última terça (21), a Comissão de Saúde e Assistência Social da Câmara de Vereadores se reuniu como Ministério Público Estadual para tratar das mudanças que serão realizadas no Hospital Especializado Afrânio Peixoto. Participaram do encontro a promotora Guiomar Miranda, representantes dos usuários da saúde mental, da Associação de Psiquiatria, da Comissão de Trabalhadores do Afrânio Peixoto, além dos vereadores membros da Comissão.

De acordo com a vereadora Viviane Sampaio, presidente da Comissão de Saúde, os edis deram parecer favorável à proposta de mudança de perfil do Afrânio Peixoto, desde que se adote o projeto já apresentado, que garante 48 leitos para retaguarda do Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) e 25 para assistência a pacientes psiquiátricos em crise.

Para aprofundar ainda mais as discussões, a Comissão de Saúde da Câmara deverá solicitar uma audiência pública sobre a mudança do perfil do Afrânio Peixoto.

Caav realiza ações de prevenção no carnaval

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 21 fev 2017

Tags:, ,

Da Redação

Para reforçar a necessidade do uso da camisinha para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, especialmente no período do carnaval, o Governo Municipal, por meio do Centro de Atenção e Apoio à Vida (Caav), promoverá uma série de ações durante a festividade. Na próxima sexta-feira, 24, a equipe do serviço estará no Posto da Polícia Rodoviária Federal realizando panfletagem educativa e distribuição de preservativo.

Ainda com o objetivo de promover a prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis, o centro distribuirá preservativos e informações sobre DSTs e aids no circuito do Carnaval Conquista Cultural, que acontece na Praça da Bandeira, entre os dias 25 e 28 de fevereiro.

Conselho Municipal de Saúde discute a reforma do Hospital Afrânio Peixoto

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 21 fev 2017

Tags:, , ,

da Redação
Com informações da Ascom / Prefeitura (Conteúdo)

afranio-reuniao-cms-2

A situação do Hospital Afrânio Peixoto voltou a ser discutida na última sexta-feira, 17, pelo Conselho Municipal de Saúde em uma reunião realizada no Cemae. Durante o encontro, foi abordada a reestruturação da rede de saúde mental do município. Na ocasião, um grupo de funcionários do hospital realizou uma manifestação contra as mudanças no atendimento da unidade e anunciou que os profissionais estão mobilizados.

No último dia 02, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) anunciou o fechamento do Hospital Especializado Afrânio Peixoto (HEAP), referência na área de psiquiatria em Vitória da Conquista. A decisão foi comunicada na sede da Sesab, em Salvador, pelo Secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, em uma reunião com a presença da Secretária Municipal de Saúde de Vitória da Conquista, Ceres Almeida, e três Procuradores do Ministério Público Estadual. Segundo o Secretário Estadual, uma reforma será feita na unidade, que passará a funcionar como extensão do Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), disponibilizando além de um centro cirúrgico, leitos de internação em clínica cirúrgica. Os leitos de saúde mental serão realocados para o Hospital Geral de Vitória da Conquista – HGVC. …Leia na íntegra

Familiares de pacientes e funcionários protestam contra mudanças no Hospital Afrânio Peixoto

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 20 fev 2017

Tags:, , , ,

Da Redação
fotos: Rafael Gusmão


No início da manhã desta segunda-feira (20), pacientes e seus familiares, além dos funcionários do Hospital Especializado Afrânio Peixoto (HEAP) se reuniram em frente à unidade para realizarem uma manifestação contra a mudança de perfil do Hospital, anunciado pelo Governo do Estado, na última semana, por meio da Secretaria de Saúde.

O protesto, que teve início na Avenida Maranhão, segue pela Avenida Boa Vontade, ambas no bairro Ibirapuera, até a Avenida Brumado, no bairro Brasil. A ação tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para a desativação do hospital psiquiátrico e é uma reação direta contra a decisão da Sesab, que afirmou que serão abertos leitos de psiquiatria no Hospital Geral de Vitória da Conquista, aliado a uma estruturação do serviço ambulatorial na Unidade de Saúde Crescêncio Silveira.

Com cartazes e faixas em mãos, os manifestantes destacaram que a desativação do Hospital Afrânio Peixoto deixará pacientes e familiares sem assistência adequada. “Governador, o que será de nós sem o HEAP”, dizia um dos cartazes. Em outro questionava: “Governador, 5.000 pacientes serão transformados em 6?”, fazendo referência à diferença entre o número de pacientes que são atendidos atualmente pela a unidade e o número de leitos que serão disponibilizados no Hospital Geral.

Manifestação na manhã de hoje marca reação contraria a desativação do Hospital Afrânio Peixoto

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 20 fev 2017

Tags:, , ,

da Redação

Está programada para esta segunda-feira (20), às 8h30, na porta do Hospital Afrânio Peixoto, uma manifestação de funcionários do Hospital que estão contrários a desativação, e buscam saber como ficarão as relações dos servidores lotados no hospital.

A cidade vem também se revelando contrária a decisão da Sesab – Secretaria de Saúde do Governo da Bahia. O secretário Fábio Vilas Boas (Saúde) vem argumentando que o SUS não repassa mais recursos para hospitais psiquiátricos em todo Brasil. “A ordem é desativar todos os hospitais psiquiátricos no Brasil”, garantiu o secretário.

A Lei 10.216 de 6 de abril de 2001 – Dispõe sobre a proteção e o direito das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental.

Segundo médicos psiquiátricos – a cidade de Vitória da Conquista não se preparou para enfrentar os efeitos da reforma do Ministério da Saúde que prevê a desativação de hospitais psiquiátricos. Em Conquista a Sesab deveria agir gradativamente.

Reação

Os funcionários do hospital estão mobilizados e divulgaram uma carta à sociedade. Confira: Confira o documento assinado pelos funcionários:

Carta

É importante que a comunidade civil organizada e os profissionais da área da saúde em suas várias interfaces reflitam e se posicionem quanto ao teor desta carta.

No ano de 2001, o Governo Federal sancionou a lei 10.216, que dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental no país.

A partir de então, gestores, conselhos e grupos afins vêm realizando encontros, seminários e audiências para tentar implementar a lei de maneira que atenda aos interesses das pessoas com sofrimento mental. Tarefa difícil, uma vez que o país possui dimensões continentais e variadas realidades socioeconômica e cultural, onde Estados como a Bahia sequer possuem uma legislação específica, madura e democrática que facilite a efetivação da lei federal acima citada. …Leia na íntegra

Funcionários do Hospital Afrânio Peixoto realizarão protesto contra mudança de perfil da unidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 19 fev 2017

Tags:,

Da Redação


Na manhã desta segunda-feira (20), os funcionários do Hospital Especializado Afrânio Peixoto prometem realizar um protesto em frente à unidade de saúde. A iniciativa tem como objetivo chamar a atenção da Secretaria de Saúde do Estado, que anunciou recentemente que o Hospital deixará de ser psiquiátrico.

Depois de 50 anos atendendo Vitória da Conquista, a região Sudoeste da Bahia e o Norte de Mina Gerais, a Secretaria de Saúde informou que com a mudança de perfil, o Hospital Afrânio Peixoto deixaria de ser psiquiátrico. Com isso, seriam abertos leitos de psiquiatria no HGVC, aliado a uma estruturação do serviço ambulatorial na Unidade de Saúde Crescêncio Silveira. Segundo o comunicado, a expectativa é de que serviços municipais, como os centros de Atenção Psicossocial (Caps) e unidades básicas de saúde, absorvam algumas demandas do Afrânio Peixoto. A nota, porém, não informa a quantidade de leitos psiquiátricos que serão abertos no Hospital Geral.

Segundo os funcionários do Hospital, o Afrânio Peixoto “tem cadastrado [sic] mais de cinco mil pacientes em seu ambulatório e atende municípios do Oeste ao extremo sul baiano, assim como municípios do norte de Minas Gerais”. Dessa forma, os funcionários da unidade consideram “inadmissível a desativação do Hospital Afrânio Peixoto”, até mesmo porque o Hospital “possui projeto (2012) de transformação em hospital clínico que prevê a garantia de leitos psiquiátricos e de dependência química”.

Funcionários do Hospital Afrânio Peixoto divulgam carta aberta sobre a desativação da unidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 17 fev 2017

Tags:, , ,

Da Redação


Após a Secretaria de Saúde do Estado informar sobre a mudança do perfil do Hospital Especializado Afrânio Peixoto, os funcionários da unidade de saúde divulgaram um carta aberta à comunidade. O documento destaca que, atualmente, o Afrânio Peixoto “tem cadastrado [sic] mais de cinco mil pacientes em seu ambulatório e atende municípios do Oeste ao extremo sul baiano, assim como municípios do norte de Minas Gerais”.

Dessa forma, os funcionários da unidade consideram “inadmissível a desativação do Hospital Afrânio Peixoto”, até mesmo porque o Hospital “possui projeto (2012) de transformação em hospital clínico que prevê a garantia de leitos psiquiátricos e de dependência química”.

Leia a carta na íntegra:

“É importante que a comunidade civil organizada e os profissionais da área da saúde em suas várias interfaces reflitam e se posicionem quanto ao teor desta carta.

No ano de 2001, o Governo Federal sancionou a lei 10.216, que dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental no país. …Leia na íntegra

50 anos depois, Afrânio Peixoto perde função psiquiátrica e será apêndice do HGVC

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 17 fev 2017

Tags:, ,

Por Fábio Sena (Diário Conquistense)

Somente depois da repercussão negativa dos boatos é que a Secretaria de Saúde do Estado resolveu prestar esclarecimentos.

O suposto fechamento do Hospital Especializado Afrânio Peixoto – há 50 anos referência em psiquiatria em Vitória da Conquista e região sudoeste – dominou a pauta da imprensa local e dos espaços políticos desde que os primeiros rumores ganharam as ruas. O temor generalizado era de que o Governo do Estado simplesmente fechasse a unidade, deixando à mercê da sorte pacientes de mais de duzentos municípios que buscam atendimento no Afrânio Peixoto.

Somente depois da repercussão negativa dos boatos é que a Secretaria de Saúde do Estado resolveu prestar esclarecimentos públicos sobre o tipo de intervenção a ser realizado no hospital, que servirá de “referência” para o Hospital Geral de Vitória da Conquista, com leitos de enfermaria e centro cirúrgico para pequenos procedimentos. Ainda segundo a Sesab, a unidade será completamente reformado. Enquanto isso, para que haja descontinuidade no atendimento psiquiátrico na região, leitos da especialidade serão abertos no HGVC.

“Haverá ainda uma estruturação do serviço ambulatorial na Unidade de Saúde Crescêncio Silveira. Além disso, há expectativa de que serviços municipais, como os centros de Atenção Psicossocial (Caps) e unidades básicas de saúde, absorvam algumas demandas”, esclareceu o governo em nota, acrescentando ainda que a Política de Saúde Mental no Brasil promove a redução programada de leitos psiquiátricos de longa permanência, incentivando que as internações psiquiátricas, quando necessárias, se deem no âmbito dos hospitais gerais e que sejam de curta duração.

“Além disso, essa política visa à constituição de uma rede de dispositivos diferenciados que permitam a atenção ao portador de sofrimento mental no seu território, a desinstitucionalização de pacientes de longa permanência em hospitais psiquiátricos e, ainda, ações que permitam a reabilitação psicossocial por meio da inserção pelo trabalho, da cultura e do lazer”.

Comissão de Saúde 

O assunto foi objeto de reunião na manhã desta quinta-feira, 16, entre a Comissão de Saúde e Assistência Social da Câmara de Vereadores – composta por Viviane Sampaio (PT), presidente, Cícero Custódio (PSL) e Adinilson Pereira (PSB) com a diretora administrativa da unidade, Heliana Ribeiro, que, ao ser indagada sobre o fechamento do Hospital, afirmou não haver documento “até o momento” oficializando o encerramento das atividades, deixando claro que a única informação oficial sobre o assunto de que dispõe é a nota oficial da Sesab que circula nos meios de imprensa. Segundo ela, há um parecer técnico sobre o assunto, que foi entregue ao secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, pela diretora-geral do hospital, enfermeira Lygia Matos, em reunião ocorrida em Salvador na manhã desta quinta-feira, 16. Uma cópia do documento foi entregue à Comissão de Saúde da Câmara.

No parecer, são evidenciados os serviços prestados no hospital, como atendimento a emergências psiquiátricas, consultas eletivas multidisciplinares (médicas, psicológicas, farmacêuticas, de enfermagem e serviço social), visitas domiciliares, reuniões com familiares, terapia ocupacional, laudos psiquiátricos, internamentos e internações compulsórias. Por mês, no hospital são realizadas 2 mil consultas médicas, 800 consultas com auxiliar de enfermagem, 600 consultas com enfermeiro (a), 300 consultas com farmacêutico, 90 atendimentos psicológicos e 60 consultas com assistente social.  Além disso, por ano o hospital realiza 120 laudos periciais cíveis, auxiliando as comarcas da região de Vitória da Conquista.

 

 

OAB irá oferecer assessoria jurídica a pacientes da Fundação de Saúde Esaú Matos

0

Publicado por Editor | Colocado em Justiça, Saúde | Data: 16 fev 2017

Tags:, ,

Da Redação

Foto: Secom PMVC

A Fundação Pública de Saúde de Vitória da Conquista – Hospital Esaú Matos firmou uma parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) local. A entidade se comprometeu a fornecer advogados voluntários para atender a população que procura os serviços do hospital.

O serviço de assessoria jurídica se dará, principalmente, em questões previdenciárias, a fim de que as mães conheçam seus direitos. “A OAB, no seu compromisso social, se compromete na busca da defesa, principalmente diante do princípio da dignidade da pessoa humana. É sempre uma preocupação nossa a disponibilização e a efetivação de serviços que busquem melhorar principalmente o tratamento médico da população em geral”, disse Ávila.

Os detalhes a respeito do início desse assessoramento, e também sobre de como isso será feito, serão acertados em breve. Além disso, outras formas de atuação conjunta também já estão sendo pensadas. De acordo com o diretor da Fundação, Felipe Bittencourt, algumas outras possibilidades de parceria já estão sendo pensadas em conjunto com a OAB.

Parecer sobre os serviços prestados pelo Hospital Afrânio Peixoto é entregue ao Secretário de Saúde

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 16 fev 2017

Tags:, ,

Da Redação

Foto: Ascom Câmara de Vereadores

A diretora administrativa do Hospital Especializado Afrânio Peixoto, Dra. Heliana Ribeiro, afirmou em reunião realizada na manhã desta quinta (16), com membros da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista,  que um “parecer técnico sobre as mudanças propostas para o Hospital ”,  foi entregue ao secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas. O documento foi entregue pela diretora geral do hospital, Lygia Matos, também nesta quinta.

De acordo com Ribeiro, até o momento, não há nenhum documento oficializando o encerramento das atividades da unidade de saúde, Havendo apenas uma nota à imprensa informando que está prevista uma mudança de perfil da unidade de saúde, que passaria a funcionar como referência para o Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), com leitos de enfermaria e centro cirúrgico para pequenos procedimentos.

Diante disso, no parecer, são apresentados os serviços prestados no hospital, como atendimento a emergências psiquiátricas, consultas eletivas multidisciplinares (médicas, psicológicas, farmacêuticas, de enfermagem e serviço social), visitas domiciliares, reuniões com familiares, terapia ocupacional, laudos psiquiátricos, internamentos e internações compulsórias, bem como o quantitativo de atendimentos realizados pela referida unida. Assim, o parecer busca destacar a relevância do Hospital Afrânio Peixoto, enquanto hospital psiquiátrico, para Vitória da Conquista e região.

Mudança de Perfil

Nesta semana, a Secretaria de Saúde informou que com a mudança de perfil, o Hospital Afrânio Peixoto deixaria de ser psiquiátrico. Com isso, seriam abertos leitos de psiquiatria no HGVC, aliado a uma estruturação do serviço ambulatorial na Unidade de Saúde Crescêncio Silveira. Segundo o comunicado, a expectativa é de que serviços municipais, como os centros de Atenção Psicossocial (Caps) e unidades básicas de saúde, absorvam algumas demandas do Afrânio Peixoto. A nota, porém, não informa a quantidade de leitos psiquiátricos que serão abertos no Hospital Geral.

Vereador nega fechamento de hospital em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 16 fev 2017

Tags:, ,

da Redação
Com informações e foto da Ascom / Câmara

O vereador Luciano Gomes(PR), ligado ao Governo Rui Costa (PT), disse haver distorções sobre a possibilidade da desativação do Hospital Afrânio Peixoto. O vereador usou a tribuna e falou sobre o tema, afirmando existir várias distorções. “O Governo do Estado não é louco, em um momento de crise da saúde pública ele não irá fechar leitos em Conquista. A imprensa as vezes só está atrás de polêmica, mas temos que ir buscar na fonte as informações corretas”,disse. O vereador culpou a imprensa que as vezes lança de maneira incorreta uma notícia apenas para ter audiência, causar polêmica e as pessoas entendem de maneira errada. Vamos torcer que todos estejam errados e apenas o edil esteja correto com as suas otimistas afirmações.

O corre que a diretora Lygia Matos tem procurado lideranças políticas solicitando apoio em defesa da não desativação do Hospital Afrânio Peixoto como unidade hospitalar psiquiátrica. O prefeito Herzem Gusmão (PMDB), no programa Resenha Geral desta 4ª feira (15), ao lado do vereador Luis Carlos Dudè (PTB), também manifestou preocupação sobre o tema.

Parecer técnico sobre as mudanças propostas para o Hospital Especializado Afrânio Peixoto

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 16 fev 2017

Tags:, ,

da Redação

Com as notícias da desativação do Hospital Afrânio Peixoto em Vitória da Conquista, a direção do hospital divulgou nota com parecer técnico sobre as atividades e funções daquela unidade hospitalar. Pelo relato abaixo fica com clareza que a Sesab – Secretaria de Saúde do Estado da Bahia precisa avaliar cuidadosamente a decisão equivocada de desativar o Hospital Afrânio Peixoto.  O relato sobre o desempenho do hospital está assinado pela Dra. Lívia Vasconcelos – Psiquiatra e Lygia Matos da Direção Técnica/Médica.

Confira:

O Hospital Especializado Afrânio Peixoto (HEAP) atende os pacientes do município de Vitória da Conquista e 104 municípios cadastrados da região sudoeste da Bahia, além de municípios do oeste ao extremo sul do estado e do Norte de Minas Gerais, devido à falta de serviços de referência em Psiquiatria para casos graves nestas regiões. O HEAP oferece inúmeros serviços à população, tais como: atendimento das emergências psiquiátricas, inclusive intoxicação/abstinência de substâncias psicoativas, consultas eletivas multidisciplinares (médicas, psicológicas, farmacêuticas, de enfermagem e serviço social), visitas domiciliares, reuniões com familiares dos portadores de transtorno mental, terapia ocupacional, realização de laudos de perícias psiquiátricas e internamento dos casos agudos e crônicos agudizados (surtos psicóticos, episódios maníacos graves, agitação psicomotora, auto e/ou heteroagressividade, ameaça de destruição do patrimônio público, violência, alto risco de suicídio sem suporte familiar, autonegligência grave, outras situações de ameaça para si e para terceiros etc), além das internações compulsórias por intimação judicial.
…Leia na íntegra

Hospital Afrânio Peixoto passará por reforma e deixará de ser psiquiátrico

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 14 fev 2017

Tags:,

Da Redação


O Hospital Afrânio Peixoto deixará de ser uma unidade psiquiátrica. É o que afirmou a Secretaria de Saúde do Estado. Segundo a pasta, o hospital será completamente reformado e após a sua reabertura “mudará de perfil e funcionará como uma referência para o Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), com leitos de enfermaria e centro cirúrgico para pequenos procedimentos”.

Ainda de acordo com a Sesab, “para que não haja descontinuidade no atendimento psiquiátrico na região,  leitos da especialidade serão abertos no HGVC. Haverá ainda uma estruturação do serviço ambulatorial na Unidade de Saúde Crescêncio Silveira. Além disso, há expectativa de que serviços municipais, como os centros de Atenção Psicossocial (Caps) e unidades básicas de saúde, absorvam algumas demandas”.

“A Sesab ainda esclarece que a Política de Saúde Mental no Brasil promove a redução programada de leitos psiquiátricos de longa permanência, incentivando que as internações psiquiátricas, quando necessárias, se dêem no âmbito dos hospitais gerais e que sejam de curta duração. Além disso, essa política visa à constituição de uma rede de dispositivos diferenciados que permitam a atenção ao portador de sofrimento mental no seu território, a desinstitucionalização de pacientes de longa permanência em hospitais psiquiátricos e, ainda, ações que permitam a reabilitação psicossocial por meio da inserção pelo trabalho, da cultura e do lazer”, finaliza a nota da Secretaria de Saúde.

Mitos e verdades sobre a vacina contra a febre amarela

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 12 fev 2017

Tags:, ,

Agência Brasil

Desde o início do surto de febre amarela em cidades do interior do Espírito Santo, a procura pela vacina em postos de saúde este ano vem aumentando. Com a confirmação de casos da doença em pelo menos três estados, a corrida em busca da imunização tem provocado filas em diversos municípios. É importante destacar, entretanto, que nem todas as pessoas precisam receber uma nova dose – grávidas e idosos, por exemplo, estão entre os grupos onde há contraindicação.

Desde o início do ano, o ministério tem enviado doses extras da vacina contra a febre amarela aos estados que registram casos suspeitos da doença, além de outros localizados na divisa com áreas que tenham notificado casos. No total, 9,9 milhões de doses extras foram enviadas para cinco estados: Minas Gerais (4,5 milhões), Espírito Santo (2,5 milhões), São Paulo (1,2 milhão), Bahia (900 mil) e Rio de Janeiro (850 mil). O quantitativo é um adicional às doses de rotina do Calendário Nacional de Vacinação, enviadas mensalmente aos estados.

Até a última sexta-feira (10), foram confirmados 230, casos de febre amarela. Dos 1.170 casos registrados como suspeitos, 847 permanecem em investigação e 93 foram descartados. Entre os 186 óbitos notificados, 79 foram confirmados, 104 são investigados e três foram descartados. Os estados de Minas Gerais, do Espírito Santo, de São Paulo, da Bahia e do Tocantins continuam com casos investigados e/ou confirmados.

Atualmente, a vacinação de rotina é ofertada em 19 estados onde há recomendação para imunização. Todas as pessoas que vivem nesses locais devem tomar duas doses da vacina ao longo da vida. Também precisam se vacinar, neste momento, pessoas que vão viajar ou vivem nas regiões que estão registrando casos da doença: leste de Minas Gerais, oeste do Espírito Santo, noroeste do Rio de Janeiro e oeste da Bahia. Não há necessidade de corrida aos postos de saúde, já que há doses suficientes para atender as regiões com recomendação de vacinação.

Confira abaixo mitos e verdades sobre a vacina contra a febre amarela, conforme informações divulgadas pelo Ministério da Saúde: …Leia na íntegra

Governo do Estado poderá desativar mais um hospital em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 10 fev 2017

Tags:, ,

da Redação
Foto: TV Uesb

O Conselho Superior das Entidades Médicas do Estado da Bahia (Cosemba), vem denunciando a redução de investimentos do Governo do Estado da Bahia no setor nos últimos anos.

Fazendo parte desta realidade, a Sesab, anunciou nos bastidores a desativação de mais um hospital em Vitória da Conquista. Desta feita  a operação desmonte alcançou o Hospital Afrânio Peixoto, único hospital psiquiátrico de toda região Sudoeste.

A unidade hospitalar de Conquista atende de Barreiras, no Oeste, a região de Teixeira de Freitas no extremo Sul da Bahia. O Hospital Afrânio Peixoto  diminuiu de 200 para 50 leitos no ano de 2014. Na atualidade são apenas 25 leitos, mas o hospital tem cadastrados aproximadamente 6 mil pacientes. Alguns sem família, ou abandonados pelos parentes, já moram no hospital.

A Sesab entende que os atendimentos psiquiátricos, que são feitos nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), podem contemplar os pacientes psiquiátricos. Segundo informações preliminares, a Sesab disponibilizará apenas  6 leitos no Hospital de Base após a desativação do Afrânio Peixoto.

Nos últimos anos a cidade de Conquista perdeu a Cupe – Clínica de Urgência Pediátrica, atendia mil crianças por mês. A Prefeitura, no governo Guilherme Menezes (PT), descredenciou o hospital do SUS. Outro hospital desativado foi o Crescêncio Silveira.
.