Centro de Cultura lota para abertura de Projeto Literário do Educandário Padre Gilberto

0

Publicado por Editor | Colocado em Cultura, Educação, Vit. da Conquista | Data: 05 dez 2018

Tags:, ,

O Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista, recebeu um grande público na noite de ontem, 4, para a solenidade de abertura do Projeto Literário do Educandário Padre Gilberto. Com o tema “Entre Histórias e Memórias”, a primeira noite da programação contou com homenagens aos 50 anos da instituição.

Dentre as homenagens, o espetáculo “50 anos em cena – A história do Educandário Padre Gilberto” marcou a noite com muita emoção, rememorando a trajetória da escola fundada em 1968 pelas irmãs Maria Lúcia Vaz e Maria Lizete Vaz, ainda com o nome Branca de Neve. A história foi contada por alunos, professores, pais e egressos, sob a direção da dramaturga Adriana Amorim.

“Foi um momento de muita emoção, não só hoje, mas todos os dias que antecederam este evento”, afirmou a diretora Ana Glória Vaz. “Nós entendemos que esta é uma forma de celebrar o passado, reviver nossas histórias e memórias, perceber todas as alegrias que passamos, todas as dificuldades, desafios que enfrentamos, mas perceber também que em todos eles nós tivemos a força da equipe, a comunhão de esforços e muita dedicação. E ao mesmo tempo que nós celebramos esta história que construímos, nós entendemos também que estamos revigorados e prontos para escrever mais e mais capítulos desta história”.

A solenidade contou ainda com a presença da Consultora Educacional Ana Rute Sales e da Diretora de Relacionamento Adélia Aguilar, da Rede Pitágoras, rede de ensino parceira do Educandário Padre Gilberto há 20 anos

Para Adélia Aguilar, “o sentimento é de muita honra e muita gratidão”. “Ter parceiros como a Padre Gilberto só nos edifica. Fazer parte destas memórias são coisas que nos marcam como educadores que somos. Nós nos reunimos no mesmo sentimento que é a paixão por educar e fazer um ensino de qualidade. Não apenas pelo conteúdo, mas por ter alunos protagonistas de seu próprio conhecimento e da sua vida, alunos que podem tomar decisões e que possuem pensamento crítico. Esse é o movimento que nasceu há 50 anos atrás, mas ao mesmo tempo é uma tradição que se renova a cada ano”, declarou.

A programação gratuita segue ao longo da semana com Mostra Artística Multilinguagem e a presença da cantora, compositora e cronista Fernanda Takai na mesa temática “Literatura, Arte e Educação”, nesta quinta-feira, 6, às 14h30.

Confira a programação completa: http://www.padregilberto.com.br/50anos

Os comentários estão encerrados.