Chuva provoca mais estragos nas ruas, mas acaba com racionamento de água na Cidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 12 jul 2017

Tags:, ,

da Redação

A quantidade de buracos aumenta  em função das chuvas que também trazem alegria para a cidade e o campo. A população tem reclamado insistentemente das péssimas condições de trafegabilidade. Importante lembrar que o governo passado deixou a cidade suja, esburacada e sem 1 Kg de asfalto na usina. A compra dos primeiros R$ 4 milhões de asfalto demorou em função do tempo burocrático que a lei exige em um processo licitatório.

Quando o asfalto chegou a chuva aumentou – impossibilitando a continuidade do asfaltamento de ruas, avenidas,  e até a simples operação tapa-buracos. Todos sabem que asfalto não combina com água. Nunca é de mais lembrar que a qualidade do asfalto aplicado pelo governo do PT sempre foi muito criticado. Uma simples chuva levou todo asfalto da ruas do Vila América logo após as eleições do ano passado.

Outro aspecto relevante é a falta de macrodrenagem na cidade. Esse é um problema que em 20 anos as administrações petistas não fizeram nada para iniciar a tão esperada macrodrenagem. Ao contrário, – o que se vê são deputados petistas estimulando  e apoiando as invasões  na Serra do Periperi. A destruição da vegetação na serra aumenta a velocidade e volume de água das enxurradas.

Fum do racionamento

Com as chuvas as barragens estão cheias e o Governo do Estado anunciou o fim do racionamento que vem penalizando a cidade há muitos anos. Se as chuvas causam estragos na cidade – por outro lado têm aumentado a esperança de pecuaristas e agricultores.

Os comentários estão encerrados.