Concurso de Redação “Lápis na Mão” anuncia vencedores

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação, Vit. da Conquista | Data: 18 jun 2016

Tags:, , ,

Ascom/Uesb

SONY DSC

Escrita, comunicação e responsabilidade socioambiental foram centrais durante o Concurso de Redação promovido pelo Projeto “Lápis na Mão”. Na tarde da última quarta, 15, a grande final da competição foi realizada no Centro de Convenções Divaldo Franco, em Vitória da Conquista, premiando as melhores redações de estudantes da rede pública de Ensino Médio da cidade.

Ao todo, 18 escolas públicas participaram do projeto, envolvendo dez mil estudantes, direta e indiretamente, além da orientação de aproximadamente 30 professores. Organizada pela TV Sudoeste, a competição contou com o apoio da Uesb, que foi a responsável pela correção das redações por meio dos profissionais do Curso de Letras e do projeto Orientação Permanente à Leitura e à Escrita (Ople).

Das 180 redações ao primeiro lugar
Na primeira fase, que começou em abril, o concurso reuniu 180 redações com a temática “Palavras e águas geram vidas”. Desse material, uma banca formada por estudantes de iniciação científica da área de Letras da Uesb selecionou as dez melhores, seguindo critérios definidos previamente. “O trabalho foi feito com base em uma grade de correção, na qual os critérios de como seria corrigido foi estabelecido. Assim, foi possível treinar os estudantes para que todos trabalhassem uniformemente, de acordo com o que foi estabelecido”, explica Márcia Helena de Melo, uma das professoras da Uesb envolvida com o concurso.

SONY DSC

SONY DSC

O processo foi enriquecedor também para os estudantes que fizeram parte da banca, já que possibilitou uma vivência maior com a área de atuação da profissão. “Foi uma experiência marcante para nossa carreira profissional, por podermos ter esse contato com o texto de alunos, que provavelmente serão os textos que nós encontraremos quando sairmos da Universidade, além da experiência de trabalhar ao lado de professores tão capacitados”, avalia Marina Pinchemel, estudante de Letras, membro da banca corretora da primeira fase, e criadora do subtema da segunda fase.

Após o resultado da primeira fase, os dez finalistas participaram de um workshop para o aprimoramento da escrita, ministrado pelas professoras Márcia Helena de Melo e Maíra Avelar, ambas do Ople. Só após essa oficina é que os estudantes puderam escrever a redação da segunda fase, que tinha como subtema “Palavras são como um rio de oportunidades”. “Na oficina, os professores mostraram o Português um pouco diferente. A parte gramatical é importante, mas o segredo é como usar essas regras gramaticais. Eu me senti mais à vontade”, conta Gustavo Santos, segundo lugar na competição.

A decisão final ficou nas mãos de uma banca formada por seis professores de Letras. Entre eles, docentes da Uesb e profissionais formados pela Universidade que atuam em outras instituições da cidade. “Todas as pessoas que foram convidadas para se envolver nesta fase de avaliação do projeto, inclusive de outras instituições, foram formadas no curso de Letras da Uesb. Isso nos mostra que o curso, de fato, é de grande referência pra região, o que nos deixa muito feliz”, avalia Cristiane Namiuti, coordenadora do curso de Letras do campus de Vitória da Conquista.

O projeto “Lápis na Mão” encerrou essa edição premiando Emilly Silva, do Centro Integrado Navarro de Brito, em primeiro lugar; Gustavo Santos, do Colégio da Polícia Militar, em segundo lugar; e Jonas Luz, também do Colégio da Polícia Militar, em terceiro lugar.

Os comentários estão encerrados.