Conheça os direitos na hora de renegociar o consignado

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 10 set 2018

Tags:, ,

Banner marcelo santana

da Redação
Fonte: Agora SP / Cristiane Gercina (Conteúdo)

Os aposentado ou pensionistas do INSS que estão endividados e recebem uma proposta para renegociar o crédito consignado devem ter muito cuidado.

Agora mostra quais são os direitos de quem busca a renegociação do débito para conseguir pagar as contas.

O consignado do INSS é, hoje, o crédito mais barato do país. Isso ocorre porque há regras específicas para essa modalidade de empréstimo.

Entre elas, o fato de que o desconto das parcelas é feito diretamente do benefício.

Atualmente, o segurado pode comprometer até 30% da renda com o consignado comum e mais 5% com o cartão de crédito consignado.

do site creditooudebito.com.br

Empréstimo consignado: como renegociar sua dívida?

Um empréstimo consignado pode tomar um bom dinheiro das suas finanças. Negociar sua dívida do consignado é uma forma de manter o orçamento sob controle e, de quebra, ainda conseguir descontos no consignado. Qualquer empréstimo consignado pode ser negociado, desde que as dicas abaixo sejam seguidas à risca na renegociação.

Renegociação de consignado: defina quanto você pode pagar

O banco vai te falar um valor a ser pago para quitar seu empréstimo. Mas você tem que estar com um valor na ponta da língua, mais baixo. Para isso, será necessário adotar uma estratégia de orçamento e pagamento de dívidas, como a estratégia bola de neve. Dentro da estratégia, você terá um valor máximo que pode pagar por parcelas.

O quanto você pode pagar é o valor que você tem disponível após pagar contas básicas para sua sobrevivência, tais como contas de moradia e alimentação. Se os valores das parcelas continuam altos, outras estratégias devem ser combinadas na negociação.

Pagar parcelas menores, mas pagar mais parcelas

Na hora da renegociação, você pode pedir para o banco ou instituição financeira estender seu empréstimo por mais tempo. Isso significa pegar as parcelas que você ainda está devendo, e dividir o montante devedor em novas parcelas.

Um exemplo prático: digamos que você tem um empréstimo consignado para pagar em 12 meses, e você já pagou 4 dessas parcelas. Supondo que cada parcela, já com juros contabilizados, seja de R$100, totalizando uma dívida de R$1200.

Como já foi pago R$400 dos R$1200, você está devendo R$800 ainda no consignado. Se as parcelas estão pesadas no orçamento, você pode renegociar esses R$800, e ao invés de pagá-lo em 8 parcelas de R$100 em 8 meses, você pode pedir para o banco ou instituição financeira para parcelar esses R$800 em 12 meses, por exemplo. Se os juros se mantiverem os mesmos, você vai pagar uma parcela menor do que R$100, mas lembre-se que vai pagar mais juros.

Empréstimo consignado: portabilidade de crédito

Qualquer empréstimo pode ser transferido entre instituições financeiras através da portabilidade de crédito. Isso significa que se você tem um empréstimo consignado em uma instituição X, mas a instituição Y tem juros menores, você pode pedir a transferência do empréstimo para a instituição de juros menores. Mas há ressalvas.

Primeiro, a instituição que oferece juros menores deve aceitar a proposta de portabilidade de crédito. Pegue um documento com o gerente com todo o seu saldo devedor, bem como o Custo Efetivo Total (CET) do empréstimo.

Segundo, você terá de visitar várias instituições para comparar as taxas de juros da portabilidade, e ver se alguma oferece taxas menores que a sua, ou pode parcelar em mais vezes. Leve todas as informações e seus comprovantes de renda. E volte nas instituições anteriores, para tentar reduzir os juros e provocar a concorrência para o seu dinheiro.

Terceiro e último, durante a portabilidade, pense sempre primeiro nos valores máximos que você pode pagar por mês antes de pensar nos juros. Aumentando o número de parcelas, a renegociação fica mais leve, e você terá mais dinheiro livre para lidar com outras obrigações financeiras.

 

Os comentários estão encerrados.