Delegado diz ter provas suficientes para indiciar empresário acusado de estupro

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia, Vit. da Conquista | Data: 12 jun 2013

Tags:, ,

Por Rodrigo Ferraz

especialcrianca_14Em entrevista concedida a repórter Mônica Cajaíba, o delegado adjunto da  Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), Luiz Henrique, explicou como recebeu a denúncia contra o representante comercial Paulo Ricardo Lobo.

Segundo o delegado, existem três acusações de estupro de adolescentes com menos de 18 anos e uma exploração sexual contra Lobo, sendo que uma delas é deficiente mental.

“Um dos casos foi constatado o abuso, através do depoimento e de exames realizados por uma médica ginecologista. A vítima relatou, ainda, que outras meninas saíram com o representante comercial”.

O delegado ainda revela que existem provas suficientes acusando o representante de que que existem três estupros com meninas de 16, 13 e 11 anos.

“As abordagens do acusado eram feitas nas proximidades de escolas. Ele jogava cartões com o nome dele, com telefone e ia para a porta da instituição ou atividades que elas tinham com amigos. As garotas são oriundas de famílias humildes”. Com relação a garota deficiente de 16 anos, o delegado afirma que a ‘idade mental’ da menina é de 11 anos.

“Ela ainda não tem a dimensão e capacidade para entender o caso e a situação”, finaliza.

Os comentários estão encerrados.