Denúncia contra sócio da Viação Vitória evidencia conflito no transporte público de Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em transporte | Data: 15 jul 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_1236

Uma denúncia de agressão contra o sócio-diretor da Viação Vitória acabou jogando os holofotes para o conflito interno existente entre as empresas do transporte coletivo urbano de Vitória da Conquista. O motorista instrutor da Viação Cidade Verde, Elionardo Moreira de Almeida, acusa Waldir Mansur de ter o agredido com um soco após ele tecer críticas a atuação da Vitória no município. A confusão foi parar na delegacia e gerou uma resposta ríspida por parte da empresa em que o motorista trabalha.

No boletim de ocorrência, Elionaldo relatou que estava trabalhando no terminal de ônibus da Avenida Lauro de Freitas, quando avistou o sócio-diretor da Viação Vitória o procurando. “Ao me identificar, fui surpreendido com um soco no peito. Insatisfeito, o agressor me provocou ainda mais, esperando por minha reação”, informou Elionaldo, que disse não ter reagido às provocações.

Em nota, a Viação Cidade Verde repudiou o ato do sócio-diretor da Viação Vitória e fez questão de evidenciar os conflitos entre as empresas. “O descompasso entre as duas empresas, que já é visível na prestação de serviços, parece estar entrando agora na relação entre integrantes das duas empresas”. O comunicado também informa que a Cidade Verde acionou seu corpo jurídico para “medidas judiciais cabíveis”.

Também por meio de nota, o Sindicato dos Rodoviários de Vitória da Conquista e Região (Sintravc) informou que a vítima, mesmo sendo filiado, não procurou formalmente o setor jurídico da entidade. “Desse modo, qualquer outra providência não nos cabe decidir. […] As medidas cabíveis, sobre a suposta agressão sofrida pelo funcionário da Viação Cidade Verde, devem ser tomadas pelas partes envolvidas”.

Até o fechamento dessa matéria, o BLOG DA RESENHA GERAL tentou contato com a diretoria da Viação Vitória; sem sucesso.

Os comentários estão encerrados.