Dezoito deputados devem disputar prefeituras em 2016

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 09 set 2015

Tags:, ,

banner_shop_05

A Tarde

IMG_1559

A quase um ano das eleições municipais, o assunto já faz parte das rodas de conversa na Assembleia Legislativa da Bahia e pelo menos 18 deputados estaduais poderão sair candidatos a prefeito no próximo ano.

Em Vitória da Conquista, é possível que três deputados disputem a prefeitura: o petista Zé Raimundo, que já administrou a cidade, o comunista Fabrício Falcão e o peemedebista Herzem Gusmão.

Outro município que poderá ter três parlamentares concorrendo a prefeito é Feira de Santana. Líder do governo na Assembleia, o deputado Zé Neto (PT) é um dos postulantes. No entanto, também são ventiladas as possíveis candidaturas de José de Arimatéia (PRB) e de Carlos Geilson, que anunciará nos próximos dias sua ida para o PSDB, de saída do PTN.

Um tucano que tem a candidatura a prefeito dada como certa é o deputado Augusto Castro, em Itabuna. Com boa votação em Santo Antônio de Jesus, Rogério Andrade (PSD) poderá disputar a prefeitura do município da região metropolitana de Salvador.

Há chances de que Joseildo Ramos (PT) e Hildécio Meireles (PMDB), respectivamente ex-prefeitos de Alagoinhas e Cairu, voltem a tentar ocupar os antigos postos.

Ivana Bastos (PSD) tem vontade de tentar a prefeitura de Guanambi e o Pastor Sargento Isidório (PSC) tem se apresentado como pré-candidato em Salvador, acompanhando de perto o governador Rui Costa em praticamente todas as suas agendas externas na capital baiana. No caso de Isidório, porém, além de um eventual apoio de Rui à sua candidatura, o deputado precisa resolver a sua vida partidária.

Isidório tem conversas para ingressar no PTN, mas precisará de um bom motivo para apresentar à Justiça Eleitoral, já que quer deixar o PSC. Caso contrário, poderá se tornar alvo de um processo por infidelidade partidária.

O deputado Roberto Carlos (PDT), por sua vez, diz que tem um acordo com Joseph Bandeira, ex-prefeito de Juazeiro. Segundo o parlamentar, se Joseph conseguir resolver problemas na Justiça, sairá candidato, com o seu apoio. Caso contrário, o próprio deputado disputará o cargo.

Pelas conversas de bastidores da Assembleia, completam a lista de possíveis candidatos Jurandy Oliveira (PRP), em Ipirá; Gika (PT), em Serrinha; Jânio Natal (PRP), em Belmonte, Pedro Tavares (PMDB), em Ilhéus; e Vando (PSC), em Monte Santo.

Partido Liberal

De todos os citados na Assembleia como possíveis postulantes a prefeito em 2016, os candidatos menos prováveis são Jurandy e Vando, já que os dois mantêm conversas para desembarcar no PL, cuja criação, até o momento, não foi autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Como quem pretende disputar qualquer cargo no pleito de 2016 precisa estar filiado ao partido há pelo menos um ano da eleição, o PL precisaria ser criado até o começo de outubro desse ano, para que seus filiados pudessem concorrer.

Responsável pela coleta de assinaturas na Bahia para formalizar o pedido de registro do PL junto ao TSE, o presidente da Assembleia, Marcelo Nilo (PDT), viajará nesta quarta, 9, a Brasília atrás de novidades. Ele vai se reunir com o ex-deputado Cleovan Siqueira (GO), que seria o presidente da sigla.

Os comentários estão encerrados.