Dilma desiste da vinda de 6 mil médicos cubanos e busca profissionais na Espanha e Portugal

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Geral, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 08 jul 2013

Tags:, , ,

da Redação

dsc_0115Pelo visto as manifestações dos médicos brasileiros em todo o país surtiram efeito. Segundo o site do jornal da Folha de São Paulo, o Brasil paralisou as negociações com Cuba para a vinda de 6.000 médicos cubanos ao país e deve lançar nesta semana programa para atrair profissionais estrangeiros tratando Espanha e Portugal como países “prioritários”. Nem o Ministério da Saúde nem o Itamaraty, que havia anunciado a tratativa em maio e agora diz que ela está congelada, explicam as razões da mudança de planos.

Em Vitória da Conquista, na última semana, vários profissionais e estudantes de medicina foram às ruas protestar contra a medida da presidente Dilma Rousseff com cartazes, faixas e apitos.

O Ministério da Saúde informou que escolheu atrair médicos como “pessoa física”, e não considerar a oferta do contingente feita pelo governo cubano, nos moldes que a ilha faz na Venezuela. Desta maneira, o ministério evita abrir mais um flanco de críticas na implementação de um programa que já provoca outras resistências. Nos bastidores, repete-se que a negociação com Cuba foi aventada por Patriota, e não pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Os comentários estão encerrados.