Direito de Resposta: defesa do agressor de Jéssica rebate nota de repúdio

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 29 abr 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais
Após a divulgação da nota de repúdio emitida pela advogada Nádia Cardoso, defensora da Jéssica Nascimento, e publicada no BLOG DA RESENHA GERAL, a defesa do acusado de cometer a agressão contra a jovem solicitou Direito de Resposta, que publicamos abaixo:

Sobre Nota de Repúdio publicada pela advogada que representa a defesa da família da jovem Jéssica Nascimento, retornamos a público para informar o seguinte:

1º) Somente se fizeram necessários os esclarecimentos públicos procedidos no dia de ontem, em razão da onda de boatos espalhada na imprensa e nas redes sociais, informando motivos e circunstâncias absolutamente distanciados da verdade, sem que tivessem sido realizadas investigações mais aprofundadas sobre o grave caso;

2º) Em momento algum houve sequer tentativa de negar o fato ocorrido na madrugada do domingo e que infelizmente vem trazendo o sofrimento pelo qual Jéssica e sua família estão passando; tanto é verdade que Américo e sua família estão empenhados em ajudar, naquilo que podem, para salvar a vida de Jéssica;

3º) Ocorre que não é possível assistir calado o linchamento moral de uma pessoa e a propagação de notícias e motivos inverídicos pela imprensa e pelas redes sociais, tais quais que “ele seria o namorado de Jéssica”, “que ele seria o pai da criança que ela estava gestando”, “que por este motivo teria havido a agressão”, “que ele seria filho de um juiz de direito ou de um desembargador”, “que ele seria campeão de artes marciais” entre tantas outras inverdades levadas ao público, sem que, ao menos neste primeiro momento, se restabelecesse o mínimo que fosse da verdade;

4º) Não há qualquer ofensa à honra ou violação à intimidade de Jéssica no fato de o acusado afirmar que nunca manteve relação sexual com ela, ao contrário, na verdade tal assertiva deveria ser considerada como sinal de boa conduta da vítima, de recato;

5º) quanto à alegação de que houve por parte de todos uso de bebidas e substâncias entorpecentes, é fato, caso o interesse de todos seja efetivamente buscar a verdade, e pode ser provado inclusive por exame pericial, não havendo nisso também ofensa à honra de ninguém, porquanto, embora não seja recomendável, o uso de drogas pela juventude é, infelizmente, uma conduta relativamente comum em nossa sociedade contemporânea e que deve ser observada sob o prisma de um problema de saúde, e não como motivo de chacota ou desonra;

6º) Tal qual a advogada firmatária da Nota, também nós da defesa e da família de Américo torcemos e rezamos pelo pleno restabelecimento da saúde de Jéssica, não só pela preservação do bem maior que é a vida, mas inclusive para que toda a verdade venha à tona, especialmente o que deu causa ao acesso de loucura por que foi tomado o acusado, porque aí, talvez, cesse a onda de especulações e julgamentos leigos, de pessoas que, sem conhecer todas as circunstâncias que envolveram os fatos, decidem que podem emitir juízo de valor em redes sociais;

7º) Por fim, lamentamos a exposição a que Jéssica Nascimento foi submetida, mas salientamos que esta exposição não partiu desses defensores, já havia ocorrido de modo distorcido na imprensa e nas redes sociais. No entanto, ressaltamos que, antes de emitirmos um parecer público sobre determinadas situações, especialmente aquelas de tamanha gravidade, não nos limitamos a ouvir o cliente, mas cuidamos de investigar todos os indícios que envolvem o caso, na certeza de que não apenas a ampla defesa deve ser sempre assegurada, mas, principalmente, que a verdade deve ser restabelecida e ser sempre o objetivo a ser perseguido.

Atenciosamente.

Gutemberg Macedo Júnior

Os comentários estão encerrados.