Doadores de medula óssea garantem isenção na taxa de inscrição de concurso do TJ-BA

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 17 out 2018

Tags:, ,

Da Redação

Depois de uma  decisão liminar, a desembargadora Heloisa Graddi, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA),garantiu a um doador de medula óssea o direito de não pagar a taxa de inscrição para o concurso de juiz substituto da Corte baiana.

O doador de medula ingressou com um mandado de segurança para obter o reconhecimento do direito à isenção da taxa. O pedido é amparado na Lei 13.656/18, que isenta doadores a pagar taxas de inscrição de concursos públicos da União. O autor da ação é cadastrado como potencial doador de medula óssea no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome) e que, até o momento, não foi convocado para doar, “o que possivelmente se deu por ausência de compatibilidade com o eventual receptor

Na decisão, a desembargadora, aponta que as pessoas cadastradas no Redome são tratadas como dadores pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), não existindo “qualquer ressalva que qualifique ou diferencie doador efetivo de doador potencial” Para Heloisa Graddi, o autor faz jus a isenção da taxa de inscrição. O TJ, em nota, afirmou que a “importância da conscientização da doação de medula óssea foi um dos motivos da criação Lei 13.656, de 30 de abril de 2018 e o papel social das instituições que realizam concurso público.

Os comentários estão encerrados.