Edital da Bahiatursa deixa de fora tradicionais festas de São João do Sudoeste

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 16 jun 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_0228Mesmo estampando marca do Governo do Estado, Vitória da Conquista não é contemplada pela Bahiatursa

O ano de 2016 não está sendo nada bom para os municípios da região Sudoeste baiana que realizam festas de São João. Como já mostrou o BLOG DA RESENHA GERAL, a crise financeira pôs em risco tradicionais eventos do período junino, como Jequié, Itapetinga e Vitória da Conquista. Para piorar, o Governo da Bahia decidiu não contemplar nenhuma destas cidades com o edital de incentivo da Bahiatursa.

Nesta quinta-feira (16), a empresa de turismo estatal divulgou a lista com 92 municípios que foram contemplados com recursos do seu edital. Nela, não consta nenhuma cidade tradicional da região Sudoeste. Jequié e Itapetinga, que estão com contas em atraso, já não contavam com o recurso. No entanto, Vitória da Conquista, Anagé e Ibicuí, eram fortes candidatas a receber o dinheiro. As duas últimas, inclusive, anunciaram grandes festas para este ano.

No caso de Vitória da Conquista, a situação chega a ser constrangedora. No evento de lançamento do Forró Pé de Serra do Piripiri, na última segunda (13), a Prefeitura Municipal fez questão de estampar a logo do Governo do Estado nos banners da festa. “É apenas um agrado, um estímulo para que o recurso venha”, comentou o secretário de Cultura, Nagib Barroso, na ocasião. Ainda assim, o apelo não comoveu a Bahiatursa, que deixou o município custear sozinho todo o seu São João, orçado em R$ 200 mil.

Nos corredores da Prefeitura conquistense a insatisfação com a administração petista da Bahiatursa é evidente. Critica-se o fato da empresa estatal comprar cotas de grandes eventos privados, como o Festival de Inverno Bahia, que custa em torno de R$180 mil, e jogar à sorte eventos públicos que estimulam a cultura regional. “Está sendo melhor ser contra do que a favor do Governo. Porque, pelo menos, sendo contra você pode falar mal”, comentou um fonte ouvida pelo BRG.

Os comentários estão encerrados.