Embalado pela Fiel, Timão ‘Guerrero’ bate o Chelsea e é bicampeão mundial

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Esportes | Data: 16 dez 2012

Tags:,

Lance Net

 

“Vamos Corinthians, esta noite, teremos que ganhar…”

Se eram 30 mil, 20 mil, 10 mil, mil, cem ou apenas um, não importa. A festa feita pela torcida do Timão já está marcada na história do Mundial de Clubes e do Japão. E a linda demonstração de amor da Fiel foi coroada com o bicampeonato mundial. À la Corinthians, com aquela pitada de sofrimento e muita entrega tática, o time de Tite fez 1 a 0 no Chelsea neste domingo em Yokohama (ou no Pacaembu?) e trouxe a taça para São Paulo.

O Timão de milhões de brasileiros. De todas as idades e partes do mundo. Mundo que “deixou” de ser azul e ficou (mais) preto e branco.

O Bando de Loucos fez barulho antes mesmo de o jogo começar. Fez durante toda a semana no Japão. E neste domingo, durante a disputa do terceiro lugar, já se ouvia os cantos da Fiel em Yokohama.

“Vamos Corinthians, esta noite, teremos que ganhar…”

O primeiro tempo “alternou” a dominância. Nervoso, o Corinthians não conseguiu fazer nada nos primeiros minutos. O Chelsea não teve um grande domínio mas criou uma grande chance aos 10 minutos: após escanteio e bate e rebate na pequena área, Cahill bateu para o gol e a bola parou na bunda de Cássio. A primeira de muitas defesas do goleiro corintiano…

O Timão melhorou na segunda parte do primeiro tempo e assustou os ingleses. Paulinho deu um bom chute. Guerrero fez boa jogada na área e bateu cruzada, a bola passou por toda a área do Chelsea e sobrou para Sheik, que bateu na trave.

E aí Cássio “roubou a cena” de vez. Fez pelo menos três boas defesas em chutes de Fernando Torres, Mata e Mosses.

“Vamos Corinthians, esta noite, teremos que ganhar…”

No segundo tempo, o jogo ficou mais aberto. A velocidade da partida aumentou, os dois times chegaram e Cássio continuou como o “cara”. Aos 8 minutos, o goleiro corintiano salvou mais uma, desta vez nos pés de Hazard.

O Corinthians melhorou no jogo e criou uma boa chance com Paulinho, que recebeu na área e bateu para fora. A torcida continuou em festa.

Aí a bola sobrou para Paulinho… O volante, artilheiro do time no ano (13 gols) e o “heroi” por muitas vezes, fez (outra) grande jogada, tocou para Danilo que bateu… A bola subiu e caiu na cabeça de Guerrero que, sem goleiro, tocou para o fundo das redes aos 23 minutos. Seis gols nos últimos sete jogos do peruano, autor do tento da semifinal contra o Al Ahly.

A festa no Japão, em São Paulo, na Austrália, no mundo, só teve hora para começar (ou melhor, ela já tinha começado desde o dia 4 de julho, com o título da Libertadores).

Com a vantagem no placar, o Timão foi Timão. Se fechou ainda mais (e melhor) na defesa, conseguiu ficar mais com a bola. Embalado sempre pela Fiel: “essa noite, teremos que ganhar!”.

Ainda deu tempo de Cássio salvar mais uma em chute de Fernando Torres de dentro da pequena área. Cahill foi expulso nos acrécimos. O goleiro corintiano “falhou” uma vez, o atacante espanhol marcou o gol, que foi anulado por impedimento bem marcado.

“Vamos Corinthians, esta noite, teremos que ganhar…”. Noite, dia, tarde… se a vitória foi na noite japonesa, a festa vai durar muito mais. Terça-feira, na chegada do Corinthians ao Brasil, terá mais.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 CHELSEA (ING)

Estádio: Nissan Stadium, em Yokohama (JAP)
Data-Hora: 16/12/2012 – 8h30 (de Brasília)
Árbitro: Cuneyt Cakir (TUR)
Auxiliares: Bahattin Duran (TUR) e Tarik Ongun (TUR)

Público: 68.275 pessoas
Cartões amarelos: Jorge Henrique (COR); David Luiz (CHE)
Cartão vermelho: Cahill
GOL: Guerrero, 23’/2ºT (1-0)

CORINTHIANS: Cássio, Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo, Jorge Henrique e Emerson Sheik (Wallace, 45’/2ºT); Guerrero (Martínez, 40/2ºT)  – Técnico: Tite.

CHELSEA: Petr Cech, Ivanovic (Azpilicueta, 37’/2T), Cahill, David Luiz e Ashley Cole; Ramires, Lampard, Moses (Oscar, 26’/2ºT), Hazard (Marín, 41’/2ºT) e Mata; Torres. Técnico: Rafa Benítez.

Os comentários estão encerrados.