Entidades médicas de Conquista divulgam nota de repúdio contra Jorge Solla e secretária de saúde do município

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 17 jul 2013

Tags:, , , ,

da Redação

jorge sollaEntidades médicas de Vitória da Conquista estão divulgando nas redes sociais e para a imprensa uma nota de repúdio contra o secretário estadual de saúde, Jorge Solla, além da secretária municipal de saúde da capital do Sudoeste, Márcia Viviane.

Segundo a nota, a transferência dos pacientes do corredor do Hospital de Base foi feita ‘sem apresentar solução para a falta de infraestrutura da unidade’.

As entidades ainda afirmam que ‘o sistema de saúde do município há muito não responde as demandas da comunidade’.

No fim da tarde de ontem (terça-feira) médicos e estudantes voltaram às ruas de Conquista em protesto, cobrando mais investimentos para a saúde da capital do Sudoeste.

Confira a nota na íntegra:

Médicos denunciam atitude do Secretário de Saúde
 Jorge Solla em Vitória da Conquista
Nota de Repúdio
       As entidades representativas dos médicos de Vitória da Conquista CREMEB, ABM e SINDIMED vem a público repudiar a atitude descabida adotada pelo Secretário de Saúde do Estado Dr. Jorge Solla e do Município Sra. Márcia Viviane que, na tentativa de desviar a atenção dos graves problemas vivenciados pela assistência à saúde da população em especial o Hospital de Base, simplesmente transferiram os pacientes que se encontravam nos corredores, sem apresentar solução para a falta de infraestrutura daquela unidade.
     O sistema de saúde do município de Vitória da Conquista há muito não responde as demandas da comunidade.
    Não só faltam médicos, falta infraestrutura mínima nas unidades básicas de saúde bem como uma gestão competente do sistema.
    Exigimos respeito a nossa população e lutaremos para que a assistência a saúde plena da comunidade seja assegurada.
EM DEFESA DO SUS
10% DO PIB PARA A SAÚDE
REVALIDA SIM
PELA DERRUBADA DO VETO AO ATO MÉDICO
CREMEB – ABM – SINDIMED

Os comentários estão encerrados.