Especialista explica aparições de escorpiões em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Meio Ambiente, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 08 jan 2019

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Banner.gif

Da Redação

Durante uma entrevista na manhã desta terça-feira (08), ao programa de radio “Resenha Geral”, veiculado na Brasil FM ( 107,7 FM), o médico veterinário Luis Cláudio, da Secretaria Municipal de Saúde de Vitória da Conquista, prestou esclarecimentos sobre o aparecimentos de escorpiões na cidade.

O Tityus serrulatus, conhecido popularmente como escorpião-amarelo, é um escorpião típico do Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil. E nesta época de verão o aparecimentos deles tende a aumentar. Para o veterinário Luis Cláudio esses aparecimentos não é um fato isolado de Vitória da Conquista . ” Eu creio que não seja só a cidade daqui que esteja passando por isso. A gente vê que com o crescimento urbano você acaba desmatando, acaba invadindo o habita-te natural desses animais e como eles precisam sobreviver e ele acaba indo a procura um local que ele se abrigue, tenha comida para sobreviver” explicou o
veterinário.

Os escorpiões costumam adentrar casas e estabelecimentos comerciais através de ralos e soleiras. Eles se alimentam de insetos como cupins, grilos, pequenas aranhas e no meio urbano principalmente de baratas. De hábitos noturnos, os escorpiões vivem em locais escuros, quentes e úmidos. 

Uma informação importante sobre a dedetização foi esclarecida pelo veterinário. ” Muitas vezes a dedetização não é eficaz, porque ele tem um sistema de respiração que consegue prender o ar até 30 minutos. Então ele se sentindo ameaçado pode usar esse sistema, para ficar no ambiente ou migrar para a casa de um vizinho, terreno e quando se sentir seguro voltar” relata Luis Cláudio.

Algumas medidas simples podem evitar o contato com escorpiões e consequente risco de picadas, como aponta o médico veterinário. Devemos ter cuidado com o acúmulo de lixo e mantê-lo bem armazenado e fechado, temos que ter cuidado com terreno baldio, quintais mante-los limpos, vedar ralos, frestas, soleiras de portas, Dificultando assim a proliferação desses animais. Também é importe redobrar o cuidado e atenção, afastando as camas das paredes, evitar que cobertas, lençóis e colchas encostem no chão, sempre olhar as roupas antes de vesti-las.

Caso ocorra um ataque, a recomendação é que se lave o local que foi picado com água e sabão, e em seguida ir à uma unidade de saúde para ser tratado.

Os comentários estão encerrados.