Geddel mostra fé no futuro em mensagem de Natal para os baianos

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 23 dez 2009

Tags:, , ,

da Ascom / PMDB-Ba.

O ministro da Integração Nacional e pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima, expressou o seu otimismo e esperança de que a Bahia vai, no futuro, conseguir reduzir as desigualdades sociais que hoje, apesar das políticas compensatórias do Governo Lula, continuam a persistir. Ele fez essa afirmação numa mensagem de Natal, dirigida aos baianos, no seu comentário semanal veiculado pela Rádio Metrópole na última segunda-feira e distribuído a emissoras de diversos municípios.

“Apesar dessas políticas terem grande importância em nosso Estado, a Bahia sofre essa desigualdade e sabemos que nem todos podem festejar o Natal com a generosidade que gostariam. Mas a verdade é que a despeito dos graves problemas de segurança pública, educação e saúde com que nós baianos convivemos, hoje muitas famílias carentes podem fazer as suas festas e as suas preces com mais esperança”, disse o ministro.

Ele falou da sua felicidade em poder, como Ministro da Integração Nacional, estar contribuindo com o presidente Lula no esforço para reduzir as desigualdades sociais em todo o país. Mas ressaltou que a sua atuação no Governo tem um “olhar especial” para a Bahia.

“Até tenho sido criticado por isso. Chegaram a me chamar de ministro da Bahia. Não sou. Sou ministro do Brasil, ministro do Governo Lula, com muito orgulho, mas tenho realmente um olhar especial sobre a minha terra que, aliás, está precisando muito, que tem sentido a falta de uma presença mais eficaz do poder público estadual”.

No início do seu comentário, o ministro relatou que na infância teve amigos que no Natal não recebiam presentes. Essa imagem permaneceu na sua memória e, segundo ele, ainda hoje o incomoda, por não deixar de refletir as desigualdades existentes no país.

“Guardo em minha memória uma sensação triste. A de que o Natal deveria ser igual para todos, mas não é. Infelizmente não é”, lamentou.

Como exemplo do esforço do Governo Lula em reduzir as desigualdades sociais, o ministro citou o Bolsa Família: “Se trata do maior programa de combate à pobreza do mundo, responsável por tirar da miséria mais de 20 milhões de brasileiros e por fazer do Natal uma festa um pouco menos injusta no Brasil”.

Geddel expressou também o desejo de poder continuar trabalhando para reduzir as desigualdades sociais, sobretudo na Bahia:“Só peço a Deus que me conceda a oportunidade de poder continuar contribuindo para que os baianos possam ter cada vez mais dias de paz, progresso e felicidade”, disse o ministro.

Ouça o comentário do ministro sobre o Natal

Escreva um Comentário

Faça o login para publicar um comentário.