Governo quer que presídio em Conquista funcione sem agentes e policiais

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Segurança | Data: 17 maio 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

presidio

O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Geraldo Reis, afirmou que irá implantar um projeto-piloto, que sugere o acompanhamento dos encarcerados sem a presença de policiais e agentes penitenciários. A ideia foi apresentada nesta terça-feira (17), durante uma Audiência Pública da Assembleia Legislativa que discutiu a implantação de projeto de assistência aos condenados na Bahia.

Segundo Geraldo Reis, o projeto foi idealizado pela Associação de Proteção e Assistência a Condenados (Apac), com experiências no estado de Minas Gerais, e se baseia na premissa de humanizar as prisões, melhorando as condições nos presídios e da vida dos encarcerados. No entanto, o secretário não afirmou quando a iniciativa sairá do papel ou em quais unidades ela irá funcionar.

O vice-líder da bancada de Oposição, o deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB), afirmou que o projeto é interessante, todavia a metodologia a ser aplicada deve ser melhor aprofundada. “É apenas um experimento, até então, mas para isso, é necessário todo um aparato e uma parceria com a sociedade, igrejas e prefeituras para acompanhar os resultados deste experimento”, disse Gusmão.

Os comentários estão encerrados.