Herzem Gusmão fala sobre Regulação da Saúde em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Educação, Vit. da Conquista | Data: 15 abr 2015

Tags:, , ,

Blog do Nildo Freitas

Foto-Herzem-Saúde
O deputado Herzem Gusmão (PMDB) debateu na manhã desta terça-feira (14), na Comissão de Saúde e Saneamento, realizada na Assembleia Legislativa, os problemas da regulação na Bahia, em especial, no município de Vitória da Conquista. No encontro, estavam presentes representantes do Ministério da Saúde, Paulo Tarso, e  da Sesab,  Míriam Cortez Bittencourt.

Após a explanação dos técnicos, Gusmão criticou a situação em Vitória da Conquista, que já foi referência na área da saúde, projetando nacionalmente o ex-secretário Jorge Solla, mas que hoje vive uma situação lamentável. “O governo municipal está acabando com a serviço de atenção básica. Na época do ex-ministro José Serra, no governo de Fernando Henrique, o município contava com 33 equipes. De lá para cá, se passaram dois presidentes, Lula e Dilma, que ampliaram o serviço em apenas cinco equipes. O número ideal seria 70 equipes”, afirmou o deputado.

Ainda destacando a triste situação vivida na saúde em Vitória da Conquista, o deputado ainda falou do  descredenciamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) do Hospital da CUP (Clínica de Urgência Pediátrica), que atendia mil crianças por mês, e da privatização do hospital municipal Esaú Matos, protagonistas de várias manchetes negativas em vários canais de comunicação do país. “O dinheiro público deve ser destinado para hospital público. Se este não atende a demanda, o hospital filantrópico é a segunda alternativa. Se os dois casos não ocorrem, a opção fica com as Parcerias Público Privadas (PPP). Por isso, questiono quando Míriam Bittencourt disse que Conquista avançou nos procedimentos do coração. Não entendo qual o motivo que foi priorizado o atendimento para iniciativa privada, se o hospital São Vicente, que tem parceria com a Santa Casa de Misericórdia e com o Santa Isabel, em Salvador,  está preparado para receber os pacientes. E inaceitável que o governo do Estado e a prefeitura local não deem atenção ao hospital São Vicente’, declarou.

De acordo com o deputado, Paulo Tarso e Míriam Bittencourt se mostraram interessados em relação à saúde em Vitória da Conquista, mas não adianta se o prefeito não tem essa receptividade.  A falta de sensibilidade é tão grande que privatizou o hospital Esaú Matos, contrariando interesses da sociedade, os pedidos das entidades médicas, sociais e sindicatos.

Os comentários estão encerrados.