Impasse entre Cidade Verde e rodoviários já dura um mês

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 18 maio 2017

Tags:, ,

Da Redação


Há exatamente um mês, a população de Vitória da Conquista, que depende do transporte público, vem sofrendo com o impasse que foi estabelecido pela empresa Cidade Verde, uma das empresas que opera o transporte coletivo na cidade, e seus funcionários.

De um lado, os rodoviários querem reajuste salarial. Segundo o Sindicato da categoria, os funcionários pedem 16% de aumento do salário, aumento do valor do o tíquete-alimentação para R$ 450, prêmio de férias, implantação de plano de saúde – 80% pago pelos patrões e 20%, pelos funcionários – e intervalo fracionado de 10 minutos entre as viagens, que, atualmente, são de 2 horas.

Do outro lado, a Cidade Verde, se nega a entrar em um acordo com os funcionários. A situação, inclusive, foi discutida em uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, em Salvador, na última semana, mas nada foi definido.

Enquanto a situação não é resolvida, a população sofre a duras penas. “A gente vai pro ponto e não se o ônibus realmente vai passar”, afirmou uma usuária do transporte público. Isso, porque, diante da negativa de acordo, os rodoviários continuam realizando paralisações – que tiveram início no dia 18 de abril. Além de reduzir a frota a 30%, em determinados horários, os funcionários recolhem os ônibus, gerando diversos transtornos aos usuários do transporte coletivo.

A pergunta que todos estão fazendo é : “Até quando a situação irá ficar assim?”.

Os comentários estão encerrados.