Impasse na eleição do sindicato dos rodoviários é tema na tribuna livre da Câmara

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 22 fev 2013

Tags:,


da Redação

camaraNa Tribuna Livre desta sexta-feira (22) representantes dos rodoviários solicitaram o apoio dos vereadores para resolução do impasse da eleição para o sindicato da categoria realizado em dezembro no ano passado.

Adriano Alves de Oliveira, falou como representante dos rodoviários demitidos após a anulação da eleição. Segundo Oliveira, 11 trabalhadores estão sem emprego e não receberam nenhum pagamento desde a data da demissão.  “Pedimos às autoridades que nos ajudem, pois fomos demitidos por justa causa e não recebemos nada. Todos os colegas que manifestam interesse em concorrer à presidência do Sindicato são demitidos”, informou.

O advogado dos funcionários demitidos, José Antônio Silva, destacou a importância dos rodoviários para desenvolvimento da cidade. “São mais de 1200 rodoviários no município. Eles contribuem para o desenvolvimento de Conquista. Eles merecem respeito, principalmente em relação às condições de trabalho e melhoria dos salários que são muito baixos. Eles precisam ter garantidos os direitos trabalhistas”, afirmou.

Segundo o advogado, foi assinado um termo de conduta com o Ministério Público para condução das eleições sindicais deste ano. Pelo não cumprimento do termo nas eleições, o MP  ingressou com uma ação pedindo o cancelamento da eleição e solicitou a realização de um novo pleito. “Que a Câmara, que representa os trabalhadores, tome uma posição clara. Peço que possa ser tirada uma comissão de vereadores para conversar com o juiz da 2ª Vara do Trabalho, e que tenhamos uma solução quanto à demissão dos trabalhadores”, disse, agradecendo o apoio do Legislativo na questão. “Temos que agir para que a luta dos rodoviários não seja em vão, mas que tenha uma vitória. A justiça vai prevalecer e isso significa a readmissão destes trabalhadores”, concluiu o advogado. Fonte: Ascom – Câmara

Os comentários estão encerrados.