Juiz pede apuração da morte de mulher no Presídio Nilton Gonçalves

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia | Data: 15 ago 2013

Tags:, , ,

da Redação

DETENTA BBUma mulher foi encontrada morta no interior de uma das celas do Presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista, na manhã do dia 24 de junho do ano em curso. Dalva Souza, de 47 anos, estava aparentemente bem, mas ao amanhecer perceberam que algo de errado teria ocorrido. Os presos em sinal de protesto, pela demora no atendimento médico, iniciaram uma greve de fome por entender que dona Dalva pediu socorro e não foi atendida.

Foi realizada a perícia no local e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal onde foi realizada a necropsia. O diretor do presídio, Alex Bombeiro, afirmou que instaurou inquérito administrativo para apurar a morte. O resultado da necropsia não foi divulgado. Aparentemente ela teria sido vítima de um infarto fulminante.

Segunda a administração do Nilton Gonçalves, a mulher deu entrada na unidade prisional após ser autuada em flagrante por tráfico de drogas. Familiares entregaram a Justiça uma foto mostrando marcas (contusões) no rosto da detenta alegando que a mesma teria sofrido violência policial no ato da prisão.

O juiz Dr. Reno Soares, de posse de uma carta e foto, entregue pela família da detenta, solicitou ao Ministério Público que investigue a morte. O Conselho Penal está acompanhando o caso e promete estar sempre vigilante contra maus tratos praticados contra presos a disposição da Justiça naquela unidade prisional.

Os comentários estão encerrados.