Livramento: presidente de associação quilombola é denunciada por fraudar cotas em universidades

0

Publicado por Editor | Colocado em Sudoeste | Data: 07 jun 2017

Da Redação

A presidente da Associação do Desenvolvimento Comunitário, Cultural, Educacional e Social do Quilombo da Rocinha e Região (Acooped), Maria Regina Bonfim, foi denunciada à Justiça por falsidade ideológica, após ação do Ministério Público. Conforme o MP, ela inseriu falsas declarações relativas a pessoas quilombolas ou residentes na comunidade, em atestados de pessoas que não possuem tais qualidades, para que as mesmas conseguisse ingressar em universidades públicas por meio do sistema de cotas.

Ao todo, segundo o Ministério Público, 13 pessoas teriam sido beneficiados por Maria Regina, ao conseguir ingressa no ensino superior público, apresentando documentação fraudulenta. Segundo a denúncia, as informações falsas foram inseridas nos atestados entre os anos de 2011 e 2015. Em troca, Maria Regina Bonfim recebia quantias em dinheiro.

Os documentos foram utilizados para acesso às universidades Federal da Bahia (Ufba), Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e Estadual de Feira de Santana (Uefs) por Luiza Lorraine Oliveira Castro, Thaline Cerqueira Moreira, Gabriella Fernandes Amorim, Maria Isabel Correia Silva, Ana Carolina Tanajura Lima, Vanessa Lessa Souza, Valtamiro Cássio dos Santos Santana Neves, Fabiana de Jesus Novais, Luis Augusto Cruz Santos, Antônio Marcos Santos Magalhães, Fernanda de Jesus Novais, Rayr Jander Souza Silva e Maiara Aparecida Oliveira Freire. Essa última já foi denunciada pelo MP à Justiça, pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

A estudante de medicina foi condenada em 2016 a 2 anos de prisão por Falsidade Ideológica, tendo sido a pena convertida em trabalhos comunitários e pagamento de multa no valor de um salário mínimo, mas ela recorreu. No entanto, a Uesb, após Processo Administrativo Disciplinar (PAD), decidiu por cancelar a matrícula de Maiara Aparecida Oliveira Freire.

Os comentários estão encerrados.