Mal avaliado, prefeito reclama de críticas e censura imprensa

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 04 set 2015

Tags:, ,

da Redação

PrefeituraO prefeito Guilherme Menezes (PT), não suporta ser questionado e criticado. Mal avaliado em setores primordiais de uma administração moderna – vive a ocupar espaços em blogs para reclamar das críticas e cobranças que vem sofrendo. Montou na Prefeitura uma estrutura de censura onde os programas que o questionam são gravados e entregues aos advogados para demandarem processos e mais processos contra os seus críticos. Uma clara e evidente tentativa de intimidação.

Na história de Vitória da Conquista, nem na época da ditadura, se viu nada parecido com o estilo adotado pelo atual prefeito do Petê em censurar os seus adversários e jornalistas. A TV Globo mostrou para o Brasil a deplorável situação de escolas do município, a Resenha Geral da Rádio Clube FM vem divulgando dados oficias que mostram que o prefeito deveria agir em lugar de reclamar e se passar por vítima. “Vítimas são os jovens que vem morrendo e crianças e adolescentes que não conseguem aprender a ler e escrever nas escolas municipais. Vítimas são os enfermos que não conseguem marcar uma consulta e aqueles que sofrem sem atendimento nos hospitais”, disse o deputado Herzem Gusmão (PMDB).

A cidade de Vitória da Conquista continua crescendo graças as ações da iniciativa privada que mantém um comércio forte e pujante. Na prestação de serviço, destaque para os investimentos na Educação, Saúde e Construção Civil. O poder público não acompanha esse inevitável crescimento e vem renovando as promessas que nunca são concretizadas. O Petê faliu. O Petê acabou!

“Conquista não tem projetos para o presente e futuro. O prefeito precisa qualificar o debate. Mal avaliado na Educação, Saúde, Segurança Pública, Transporte e outros setores, prefere o seu tradicional estilo piegas de político chorão. A cidade precisa de um gestor forte, determinado e de fácil diálogo com a sociedade”, disse o deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB), por não concordar com as práticas do prefeito da terceira maior cidade da Bahia.

Os comentários estão encerrados.