Manuseio de resíduos sólidos em debate na Câmara Municipal

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 31 maio 2016

Tags:, ,

da Redação
Foto: Ascom/PMVC

Trato PMVC

O médico e vereador Ademir Abreu (PT), iniciativa do seu mandato, promoverá na Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, em Sessão Especial, uma ampla discussão a cerca do manuseio de resíduos sólidos. O evento está marcado para esta 4ª feira, 1º de junho, às 8h30, no Plenário Vereadora Carmem Lúcia.

Em pesquisa  ( www.significados.com.br/residuos-solidos) a Ascom levantou que:  resíduos sólidos são todos os materiais que resultam das atividades humanas e que muitas vezes podem ser aproveitados tanto para reciclagem como para sua reutilização. A denominação “resíduo sólido” é usada para nominar o “lixo” sólido e semissólido, proveniente das residências, indústrias, hospitais, comércio, serviços de limpeza urbana ou da agricultura.

Os resíduos sólidos podem ser classificados em lixo comum ou domiciliar, público e especiais. O resíduo comum é formado por lixos provenientes das residências, dos prédios públicos, do comércio e das escolas. Seu principal componente é a matéria orgânica. Faz parte também desse lixo uma grande variedade de materiais recicláveis, entre eles, o papel, o papelão, os plásticos, as latinhas etc. Os resíduos gerados no lixo público são o resultado dos trabalhos da limpeza urbana de ruas e praças, entre eles, as folhas e galhos e o lixo recolhido dos córregos, rios, lagos etc.

Entulho

Outro grave problema em Vitória da Conquista é o entulho produzido pela construção civil. O Ministério Público, através do promotor Dr. Beneval Mutim, desde o ano de 2012, já apontava que  “A saúde pública encontra-se ameaçada e o meio ambiente vem sendo degradado incessantemente”.  Revelou ainda  que “A cidade não tem gestão para o descarte de entulho”.

A Prefeitura ainda não sinalizou que a solução é usinar estes materiais para que o meio ambiente não seja tão castigado. A atual gestão não demonstra preocupação com o meio ambiente e permite uma desenfreada degradação. A própria Prefeitura contribui com péssimos exemplos.

 

Os comentários estão encerrados.