Médico condena atendimento do Hospital de Base a paciente com meningite

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 04 jan 2016

Tags:, ,

da Redação

Meningite

Claudionor Alves de Lima (40), que se encontra na UPA de Tanhaçu, com diagnóstico de meningite pós-traumática, continua sem o atendimento ideal para o caso.

Claudionor foi vítima de queda de moto há 21 dias, foi atendido internado na UTI do Hospital de Base, onde permaneceu por 10 dias. Sem explicação, segundo o médico Wolmar Carregozi, o hospital deu alta ao paciente. Neste caso recomenda o protocolo de atendimento que o paciente deve ser encaminhado a enfermaria para estabilização do quadro clínico inicial de TCE (traumatismo cranioencefálico).

Indagado pela nossa reportagem se o paciente se contaminou no hospital após o acidente de moto, o Dr. Wolmar afirmou que: “necessariamente, não, mas, pode ter sido, sim, já que ficou internado lá. O quadro de meningite pós-traumática pode se instalar sempre que há traumatismo com ruptura, mesmo que mínima dos ossos do crânio servindo, assim, de porta de entrada para bactérias que ocasionam a infecção das meninges (membranas que envolvem o cérebro), gerando o quadro chamado meningite. Desta forma, pode ter sido uma contingência intrínseca do acidente”. O médico ainda acrescentou: “gostaria de frisar a estranha atitude de darem alta ao paciente da UTI diretamente para casa. O normal é que o paciente seja transferido para a enfermaria. Teria evitado todo esse transtorno”, lamentou.

Os comentários estão encerrados.