Morte de Jéssica Nascimento completa um ano; acusado ainda está foragido

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia | Data: 10 maio 2017

Tags:, , ,

Da Redação


Nesta quarta-feira (10), completa um ano da morte da Jéssica Nascimento. O caso que teve ampla repercussão estadual, chocou a comunidade conquistense pela forma brutal que a jovem de 21 anos, que estava grávida de 4 meses, morreu.

Em 25 de abril do ano passado, Jéssica foi espancada por Américo Francisco Vinhas Neto, em uma reunião na própria casa, e acabou perdendo o bebê que estava esperando. Após 16 dias internada em coma induzido, no Hospital de Base, Jéssica veio a óbito. A causa da morte foi uma infecção generalizada, em decorrência das graves agressões sofridas.

O acusado pela agressão, Américo Neto, ainda encontra-se foragido da justiça. Ele chegou a ser preso em flagrante, mas foi liberado mediante pagamento de fiança no valor de R$ 5 mil. Segundo adefesa do suspeito, o cliente foi liberado porque a Polícia Civil configurou inicialmente o caso como violência doméstica, já que a jovem ainda não havia morrido, e entendeu que a situação era afiançável

A prisão preventiva dele foi determinada no dia 4 de maio, no entanto, o acusado não foi localizado em sua residência. A defesa informou que ele só se apresentaria após o Tribula de Justiça da Bahia analisar um pedido de habeas corpus, que o permitiria responder o processo em liberdade. No entanto, em agosto de 2016, o pedido foi negado.

Américo responderia por responde por “lesão corporal seguida de morte“, porém, conforme decisão da Justiça, após denúncia do Ministério Público (MP-BA), a tipificação do crime foi alterada e Américo responderá por tentativa de homicídio. A defesa da família da vítima, no entanto, defende que o suspeito responda pelo crime de homicídio qualificado, cuja pena pode chegar a 30 anos.

 

Os comentários estão encerrados.