Municípios são contemplados com o Projeto de Prevenção do Uso Abusivo de Drogas em Ambientes Escolares

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Educação, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 17 abr 2015

Tags:,

Da Redação

Dentre os municípios está Vitória da Conquista e Jequié, no Sudoeste do estado.

prevenção drogasMais nove municípios do interior do Estado passam a contar, a partir deste mês, com ações do Projeto de Prevenção do Uso Abusivo de Drogas em Ambientes Escolares. São eles: Vitória da Conquista, Jequié, Barreiras, Juazeiro, Paulo Afonso, Itabuna, Eunápolis, Valença e Alagoinhas. A ampliação do projeto, que já acontecia em Feira de Santana, Salvador e Região Metropolitana (RMS), foi anunciada nesta semana, em videoconferência para os Núcleos Regionais de Educação (NRE), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), na Av. Paralela.

O objetivo do projeto é educar para prevenir. A proposta é preparar as equipes gestoras e os professores para o desenvolvimento de ações que contribuam para que os estudantes tenham maior consciência sobre os danos causados pelo uso de álcool e outras substâncias psicoativas. Outra finalidade é fazer com que os diretores e professores saibam lidar com situações relacionadas ao uso de drogas, provendo, inclusive, um cuidado necessário à saúde do aluno, quando for o caso. 

O projeto é desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia em parceria com a Aliança de Redução de Danos Fátima Cavalcante, serviço de extensão permanente da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia. Coordenador do projeto pela Ufba, o médico, pesquisador e professor Tarcísio Andrade disse que o projeto é diferente aos demais relacionados à prevenção ao uso de drogas que existem no País, sendo uma das características a construção de uma política pública de enfretamento ao problema. “Nosso diferencial está na prática e na continuidade do trabalho, em acompanhar as escolas e os estudantes, além de incentivar gestores e professores. Nosso objetivo é construir o conhecimento juntos e dotar as escolas e educadores de ferramentas para lidar com as situações de uso de álcool e outras drogas”, informou o coordenador.

Os comentários estão encerrados.