O brasileiro cordial

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Política, Vit. da Conquista | Data: 28 jun 2013

Tags:,

Por Ivan Cordeiro – Empresário

ivan“Já se disse, numa expressão feliz, que a contribuição brasileira para a civilização será de cordialidade – daremos ao mundo o ‘homem cordial’”. (Sergio Buarque de Holanda)

O povo brasileiro, nestas últimas semanas, mostrou para si mesmo e para o mundo, que toda a sua ‘cordialidade’ serviu como instrumento de resistência ante ao conjunto de desmando e de desgoverno dos supostos chefes da nação. Mais uma vez, o pacato cidadão despertou de sua polidez inata e saiu às ruas para protestar. Um protesto com muitas pautas e pouca liderança.

Começou com um movimento de esquerda, o Passe Livre, lutando pela melhoria do transporte público em São Paulo, mas ganhou às ruas de todo o país com um viés apartidário, que fez o próprio MPL recuar diante da imensidão de protestos contra o Governo Federal. Como nunca antes na história deste país, os protestos atingiram não apenas os políticos de situação, mas, também os da oposição.

No país onde se gasta mais com torneio de futebol do que com saúde, educação, transporte e segurança; onde os condenados do maior esquema de corrupção e desvio de dinheiro público, participam da Comissão de Constituição e Justiça; onde os políticos querem limitar o poder de investigação do Ministério Público; assim, é mais do que evidente que sobram motivos para protestar, cobrar e paralisar o país de norte a sul.

O brasileiro cordial, que carrega em si a insígnia da alienação, do marasmo em relação aos graves problemas sociais, acordou de um longo período de fantasia. É que a propaganda governamental foi tão bem feita nos últimos 10 anos, que conseguiu ludibriar os mais sinceros e pueris habitantes deste país tropical.

Os comentários estão encerrados.