PM diz que protesto nas Pedrinhas “não representa os moradores de bem”

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 21 ago 2014

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_1583O Núcleo de Estatística e Comunicação da 77ª Companhia independente de Polícia Militar (CIPM) divulgou nota respondendo as acusações dos moradores que atearam fogo em pneus após a morte Florisvaldo Freitas Araújo. A polícia acusa Florisvaldo de tráfico de drogas e participação em homicídio.

Segundo a nota da 77ª CIPM, a manifestação “não representa os ‘moradores de bem’ do bairro Pedrinhas, que sofrem com a ação de traficantes no local e insistem para que Operações Policiais aconteçam para trazer mais segurança para a população”. A nota também diz que “o tipo de policiamento realizado pela 77ª CIPM atua promovendo a integração de policiais e da comunidade na prevenção do crime. Essa filosofia, que é uma das estratégias da 77ª CIPM, é mais centrada em ações de natureza preventiva, valorizando o policiamento ostensivo, com a ajuda da população local.”.

A 77ª CIPM também releva que, na última vez que Florisvaldo, conhecido como “Guila Cabeção”, foi preso pelo PETO, no dia 28 de julho, estava com 160 pedras de crack e 40 trouxas de maconha. A polícia também afirma que ele possuía passagens por tráfico, porte ilegal de arma de fogo e era suspeito de ser o autor do tiroteio que vitimou Everton Souza dos Santos, de 29 anos, no dia 14 de abril deste ano, e deixou outras 5 pessoas feridas.

Na foto, Major Souza Lima, comandante da 77ª CIPM.

Os comentários estão encerrados.