PMDB no caminho do racha com o PT

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 07 mar 2014

Tags:, , , ,

da Redação

O PMDB de Vitória da Conquista torce e já comemora antecipadamente o racha

RACHAA cada dia que passa é mais real o rompimento do PMDB, maior partido político do Brasil, com o PT. O Planalto vem demonstrando grande preocupação nos últimos dias, e ganhou um aliado, o ex-presidente Lula, que deseja a pacificação que representa grande risco para reeleição de Dilma Rousseff.

Os diretórios estaduais do PMDB, já defendem uma pré-convenção em abril para sacramentar e oficializar o racha. Os descontes vem trabalhando rapidamente e sem barulho recolheram dos 27 diretórios, aprovação de 14 o que representa 51%. Bastaria apenas aprovação de 9 diretórios. O movimento foi liderado pelo deputado federal Eduardo Cunha (PMDB/RJ). Cunha vem sendo alvo de constantes ataques de petistas da alta cúpula. Só agora o PMDB enxergou que nunca mereceu a atenção do Governo Federal. Os ministérios que foram entregues ao PMDB foram esvaziados e comandados pelo PT. A aliança agrada apenas o vice presidente Michel Temer, os senadores Renan Calheiros, José Sarney e o presidente José Eduardo Alves, presidente da Câmara dos Deputados,

Na Bahia, o deputado federal Lúcio Vieira Lima e o candidato a governador Geddel Vieira Lima não escondem que vão apoiar o tucano Aécio Neves candidato a presidência do Brasil. A Bahia também aprovou a antecipação da Convenção do PMDB para o mês de abril com uma condição imposta por Geddel. “Quero ver qual será a pauta. Se for para romper com o governo antes de junho, estarei lá. Se o texto for dúbio, se der margem à interpretação de que a pré-convenção tem o intuito de chantagear o governo para ter mais um ministeriozinho ou resolver problemas pontuais, não irei.”

Em Vitória da Conquista o diretório municipal já comemora o rompimento. Em 2010, o PMDB de Vitória da Conquista,  apoiou José  Serra ((PSDB), que ganhou de Dilma Rousseff no 3º maior colégio eleitoral da Bahia.

Com informações do site de Josias de Souza

Os comentários estão encerrados.