Policiais vão acionar o MP para cumprimento do acordo com o Governo do Estado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Segurança | Data: 10 set 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_0523A Polícia Militar irá acionar o Ministério Público (MP) para intermediar o cumprimento do acordo firmado com o governador Jaques Wagner na última greve dos policiais, há cinco meses. O principal ponto de reivindicação da associação seria o pagamento da gratificação do Regime de Tempo Integral (RTI) em substituição à gratificação de Condições Especiais de Trabalho (CET).

O acordo firmado entre as associações, após greve, também contemplava o aumento da CET dos praças na proporção de 25% para os praças em função administrativa, 45% para os praças operacionais e 60% para os praças motoristas e RTI para os oficiais, com atualização da Lei. Também foi incluída a rediscussão das propostas do Estatuto e Plano de Carreira, esta última em tentativa para ser votada na Assembleia Legislativa (AL-BA) pela bancada governista.

“A mudança seria um aumento do salário que não está sendo pago até agora”, diz o presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPMBA) – Força Invicta, Edmilson Tavares (foto). Os advogados já foram prontificados para reverter a situação. Em nota, o coordenador-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), Fábio Brito, afirmou que os direitos dos policiais estão sendo alvitados por ausência de uma “mísera regulamentação”. “Enquanto isso, os policiais padecem”, afirmou.  Com informações do Bahia Notícias.

Os comentários estão encerrados.