Prefeito de Mirante usava laranja para receber dinheiro desviado, diz PF

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 20 out 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_1035Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão na Prefeitura de Mirante.
Foto: Bom Jesus Destak

O prefeito de Mirante Hélio Ramos, investigado na Operação Belvedere, e sua esposa, Mônica Alves de Lima, estão proibidos de entrar no prédio da Prefeitura daquele município. Os dois, com a ajuda de servidores com cargo de confiança e empresas prestadora de serviços, teriam desviado mais de R$ 4 milhões dos cofres públicos. Segundo a Polícia Federal, o dinheiro chegava aos bolsos do prefeito através de um laranja.

DSC_1431O nome do responsável por receber o dinheiro sujo das empresas vencedoras (de forma fraudulenta) das licitações não foi revelado pela polícia, mas os agentes revelaram como funcionava o repasse. “Cabia depois determinar como esse valor [desviado] iria para o prefeito sem, explicitamente, ser depositado na conta dele. E aí veio o papel desse servidor municipal, que recebia [um salário de] R$ 800 por mês e movimentou milhares de reais na conta”, explicou o delegado da Polícia Federal, Rodrigo Kolbe.

Segundo o delegado, a quebra do sigilo bancário do servidor ‘laranja’ demonstrou que os valores eram proporcionais aos dos contratos firmados com as empresas. “A partir daí, a gente foi identificando outros indícios, outros fatores, que levaram não só a participação do prefeito, como da primeira-dama e de outros servidores do município”, concluiu o delegado federal.

Os comentários estão encerrados.