Convênio com PM cria modelo de escola municipal militar em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação, Vit. da Conquista | Data: 20 jun 2017

Tags:, , ,

da Redação

Com informações da Ascom / Prefeitura

O projeto Patrulhado a Cidadania que tem apoio e parceria com o Conselho Municipal de Segurança firmou ontem uma parceria que envolve a Prefeitura de Vitória da Conquista.

A solenidade com assinatura do convênio, aconteceu na manhã desta 2ª feira (20), contou a a presença do prefeito Herzem Gusmão (PMDB), do secreta´rio de Educação Marcelo Melo, major Selmo Luís Sales da Polícia Rodoviária Estadual, Célio Barbosa; o presidente do Conselho Municipal de Educação, Edgard Larry; e o deputado estadual Fabrício Falcão, representando o Governo do Estado.

O Patrulhando a Cidadania conta com parceria da Prefeitura, da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e do Conselho Municipal de Segurança. Na atualidade o projeto oferece reforço escolar e atividades lúdicas e de cidadania a crianças dos bairros Patagônia e Kadija.

No próximo ano o projeto irá contar com sede própria, já em construção com recursos canalizados pelo Conselho de Segurança e irá oferecer aulas regulares para crianças do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. A previsão é que a instituição já esteja em funcionamento no próximo ano letivo. Caberá a Prefeitura ceder professores, material pedagógicos e a merenda escolar dentre outras obrigações da Secretaria de Educação.

O prefeito ao receber a camisa do projeto afirmou: “Esse é o primeiro grande troféu que recebo este ano”. Na sua fala o prefeito destacou a eficiência dos Colégios Militares na Bahia com desempenho acima da média das escolas pública do Estado. “Se depender da Prefeitura vamos ampliar essa parceria com a Polícia Militar e criar outras escolas no município”, disse o prefeito.

O secretário Marcelo Melo (Educação) não escondeu a sua empolgação com a escola: “Esse é o primeiro passo para que nós tenhamos o primeiro Colégio Militar Municipal. Essa é uma parceria técnica, e nós vamos entrar com professores, monitores e vamos dar todo o suporte que damos a uma escola”.

Para o major Selmo Luís Sales ao falar da escola: “O nosso intuito é atingir essas crianças do entorno e formalizar uma educação de qualidade e diferenciada, para que a gente possa dar uma melhor condição para essa comunidade aqui.”

Os comentários estão encerrados.