Prefeitura e Ifba discutem parcerias para a elaboração do Plano Municipal de Saneamento

0

Publicado por Editor | Colocado em Meio Ambiente | Data: 08 maio 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-candeias-premium.gif

Reprodução do site da PMVC (conteúdo)

Prefeito Herzem Gusmão recebe representantes do Ifba

A elaboração do Plano Municipal de Saneamento de Vitória da Conquista também contará com o apoio do Instituo Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba). Na manhã desta segunda-feira (6), a Prefeitura da Zona Oeste (PZO) recebeu professores e alunos vinculados à Empresa Júnior de Engenharia Ambiental do Instituto, que a partir de agora deverá contribuir com o desenvolvimento do Plano.

O prefeito Herzem Gusmão recepcionou o grupo, juntamente com outros membros do Governo Municipal, e demonstrou otimismo com o envolvimento do Ifba nesse processo: “O Plano Municipal de Saneamento Básico, nas quatro vertentes – água, esgoto, resíduos sólidos e drenagem pluvial – nós temos que envolver a sociedade.” Além disso, o gestor reforça a importância do Plano: “Um ganho extraordinário para nossa cidade de Vitória da Conquista, onde, ao longo dos anos, estamos vendo a natureza e o meio ambiente serem agredidos sem nenhuma providência.”

A engenheira ambiental e professora do Instituto, Orleane Brito, avalia a parceria: “Dentro da versão do diagnóstico dos resíduos sólidos, onde o Ifba está entrando para contribuir, é importante porque temos não somente técnicos especializados na área, que são engenheiros que estão para se formar, como temos esses estudantes que são inseridos no município, ou moram aqui ou moram nessa região, onde eles conhecem toda essa realidade, dos problemas, das aflições em relação a esse segmento.”

O professor Fernando Marcato, consultor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), responsável pela elaboração do documento, concorda. “Ainda que nossa equipe tenha bastante conhecimento técnico e já ter feito esse trabalho em vários outros locais , uma coisa que é fundamental no Plano de Saneamento é a participação da comunidade, trazer gente que conhece a situação local. Quando o prefeito me contou da possibilidade de parceria da nossa equipe e do Ifba, isso para mim soou como realmente talvez nós vamos ter um dos planos mais modernos e inovadores”, afirma.

A estudante e presidente da Empresa Júnior de Engenharia Ambiental, Letícia Vitória, diz que essa é uma oportunidade de aumentar a bagagem do estudante de graduação e devolver à sociedade a contribuição destinada à instituição de ensino pública. Além disso, ela destaca a relevância do Plano para a sociedade: “Extremamente importante pelo porte da cidade ter essa preocupação ambiental, porque não é apenas uma questão de status, é questão de preocupação com a saúde dos moradores, de preservação do meio ambiente, que se não for tratado agora trará muitos problemas futuramente.”

Os comentários estão encerrados.