Prefeitura explica como será atuação dos ônibus da Novo Horizonte

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 15 abr 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Reprodução do site da PMVC

Na manhã desta segunda-feira (15), representantes da Prefeitura Municipal concederam coletiva à imprensa, no auditório da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente. Na ocasião, o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Jackson Yoshiura, o secretário municipal de Administração, Kairan Rocha e o Procurador Geral do Município, Carlos Murilo Mármore, esclareceram aos presentes sobre a disponibilidade de transporte gratuito em linhas abandonadas pela Viação Cidade Verde.

Na ocasião, o Governo Municipal lembrou que os nove veículos (7 ônibus e 2 micro-ônibus), contratados em caráter emergencial, irão atender a população do Pradoso, Fazenda Santa Marta, Lagoa das Flores e Senhorinha Cairo em caráter especial, sem cobrança de tarifa. “Esses veículos contam com a presença de agentes de transporte que, além de observar as necessidades da população para adequações necessárias, prestarão os esclarecimentos e orientações aos usuários e também estarão abertos para sugestões”, lembrou o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Jackson Yoshira.

O secretário de Administração, Kairan Rocha, ressaltou que o contrato emergencial com a empresa Novo Horizonte tem prazo de 30 dias e os valores serão pagos com recursos do Tesouro Municipal. O secretário ressaltou ainda que o contrato tem valor de R$ 810 mil e está de acordo aos preços pagos por outros serviços de transporte contratados pelo município, a exemplo do transporte escolar.

Os representantes da Administração Municipal também informaram que estão em andamento estudos sobre o transporte em Vitória da Conquista e que os mesmos devem ser concluídos no prazo de 45 dias. “Depois disso, vamos dar início ao processo licitatório para o Lote 01, antes operado pela Viação Vitória”, disse o secretário Kairan. O gestor esclareceu ainda que os estudos existentes são de 2010 e que os mesmos não atendem a atual necessidade do município.

Reunião com a comunidade – Além da imprensa, moradores dos bairros Pradoso e Lagoa das Flores estiveram presentes no encontro. Na ocasião, os gestores dedicaram espaço para ouvir e esclarecer a comunidade. “Faremos todos os esforços necessários do ponto de vista operacional e jurídico para que Vitória da Conquista não fique sem ônibus”, afirmou o secretário de Mobilidade Urbana.

Os comentários estão encerrados.