Pressão adia votação da PEC e PL que retiram conquistas históricas de servidores públicos

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política, Vit. da Conquista | Data: 10 dez 2015

Tags:, , , , , , ,


Presidente da Adusb recebe homenagem na Assembleia Legislativa da Bahia

MArcia Lemos

A PEC nº 148/2015 e o PL 21.631/2015, que alteram os direitos dos servidores foram retirados da pauta de votação na sessão tumultuada e tensa realizada na Assembleia Legislativa da Bahia nesta quinta – feira (9). A presença dos servidores na Casa foi decisiva para o recuo dos deputados governistas. As duas votações foram adiadas para o ano que vem.

Homenagem

Em determinado momento, ânimos exaltados, o presidente da Alba, deputado estadual Marcelo Nilo (PDT), convocou os seguranças para retirar das galerias dois professores universitários e a professora Márcia Lemos, presidente da Adusb/Uesb. Imediatamente os deputados Rosemberg Pinto (PT), Prisco (PSDB) e Marcel Morais (PV), foram até as galerias para negociar. Quando tudo estava acertado, a professora Márcia teria que deixar o local, o deputado Herzem Gusmão (PMDB) discordou da retirada dela e exigiu a sua permanência por entender que já tinha sido aprovado um acordo. O Cel Yuri Pierri, chefe da segurança da Casa, usou o bom senso e o próprio presidente Marcelo Nilo ao acatarem o acordo.

Após receber delegação do líder da Bancada da Minoria, deputado Sandro Regis (DEM), para acompanhar as demandas das ADs na Casa,  o deputado Herzem Gusmão, em discurso de 20 minutos, enalteceu o acordo que permitiu que a professora permanecesse no recinto. “Importante reconhecer que esta Casa vive mais um momento histórico. A retirada da professora seria inaceitável. A professora Márcia, que reconheço como uma autoridade da Educação, – nunca poderia ser retirada desta Casa. Através dela presto neste momento em nome da Bancada de Oposição uma homenagem a todos os servidores públicos da Bahia que não podem ser punidos por este ‘pacote de maldades’ do Governo do Estado”, disse o parlamentar conquistense que leu a íntegra da Carta Aberta assinada pelo movimento estadual em defesa das universidades.

Os comentários estão encerrados.