Professores denunciam estratégia para fechar colégios estaduais em Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 02 dez 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

IMG_0215foto: divulgação – Ascom Câmara

Os professores do Colégio Estadual Fernando Spínola, Robson Dantas Alves e Lindinalva Rodrigues Araújo, ocuparam o espaço da Tribuna Livre da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, nesta quarta-feira (2), para denunciar uma suposta tentativa de fechar três colégios estaduais na cidade. Segundo os professores, a ação parte do Núcleo Regional de Educação, que estaria tentando enfraquecer as ações dos colégios na comunidade.

IMG_1213O professor Robson Dantas Alves disse ter recebido do diretor do Núcleo Regional de Educação 20 (NRE-20, antiga Direc – 20), Ricardo Costa, no dia 20 de novembro deste ano, a informação de que existe a possibilidade de um dos turnos de aula no colégio ser desativado. “Ele anunciou o fechamento do turno vespertino em 2016. E a preocupação é que, se em 2016 possa existir o fechamento de um turno, por que não dizer que existe uma intenção camuflada de fechar o colégio nos anos seguintes?”, questionou o professor.

O professor disse ainda, que o colégio Artur Seixas também deverá ser fechado, assim como o turno noturno do Vilas Boas. “É uma causa coletiva”, salientou ele. “Fechar turno de escola ou, sobretudo, fechar escolas é um retrocesso. A gente considera um ato de opressão” disse Robson, que também afirmou que a decisão foi tomada de forma unilateral.

IMG_1519Já a professora Lindinalva Araújo chamou de arbitrariedade o processo de fechamento de um turno de aula do colégio. “A gente foi pego na surpresa. Fechar um turno da escola realmente é um prejuízo muito grande. A gente quer mais escolas, mais vagas”, disse ela. “Cadê o diálogo? A gente esperava que fosse ser chamado para conversar sobre a implantação de cursos”, contou a professora, que também apresentou um abaixo-assinado pedindo que o turno vespertino do colégio seja mantido.

Os comentários estão encerrados.