Sobe para 11 o número de presos por sequestro de cabeleireira conquistense

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 04 mar 2016

Tags:, , ,

Da Redação

conquistenseA Polícia Civil divulgou nessa quinta-feira (3) que mais duas pessoas foram presas por suspeita de envolvimento no sequestro e cárcere privado da cabeleireira conquistense e dona de salão, Arlethe Patez, ocorrida em Salvador, em julho de 2015. Segundo a polícia, o casal Edson Teixeira dos Santos Júnior, de 26 anos, e Vanusa Resende de Brito, 20, era responsável por vigiar a vítima no cativeiro.

Os dois deixaram a cidade de Tancredo Neves um mês após o sequestro de Arlethe e mudaram-se para Jequié, onde Vanusa foi presa, na última segunda-feira (29). Júnior foi localizado um dia depois, na cidade de Gitaúna.

Com a prisão dos dois, sobe para 11 o número de presos pelo crime. Outros nove suspeitos, entre elas um policial militar, já foram para a cadeia, após serem condenadas a penas que variam de 4 a 15 anos de prisão. Ainda de acordo com informações da polícia, somente um homem continua foragido, o traficante Manoel Rafael Bispo de Jesus, conhecido como Jorge Bocão, apontado como líder de uma quadrilha na cidade de Valença e mentor do sequestro da cabeleireira.

O caso

A empresária conquistense Arlethe Patez, dona do salão de beleza Rivê Gauche, que fica no bairro Costa Azul, em Salvador, foi levada por homens e colocada em um veículo no dia 22 de julho de 2015, na porta do seu estabelecimento. Ela foi libertada, 10 dias depois, em 2 de agosto, na cidade de Teolândia, interior da Bahia, quando a polícia “estourou” o cativeiro.

Os comentários estão encerrados.